Campo Mourão

Presidente pede afastamento e Santa Casa deverá ter nova eleição

Após pouco mais de 2 anos como presidente da Santa Casa de Campo Mourão, o produtor rural José Carlos Laurani anunciou que renunciará ao mandato no próximo dia 10 de julho, durante assembleia do hospital. Laurani explicou em entrevista à TRIBUNA que o afastamento do cargo se deve exclusivamente por problemas de saúde.

“Está sendo muito doloroso para mim ter que tomar essa decisão, mas não tenho mais condições de continuar por causa da minha saúde”, disse. Laurani foi eleito presidente da Santa Casa para o primeiro mandato em abril de 2105, sendo reeleito no final de março. Cada mandato é válido para o período de 2 anos.

O presidente explicou que apesar das dificuldades financeiras do hospital, ‘coisas boas que estavam previstas aconteceram durante sua gestão’. “Não tenho nada contra o hospital nem contra ninguém de lá de dentro, simplesmente não tenho mais como continuar mesmo”, ressaltou.

Ele afirmou que vai continuar contribuindo indiretamente com a Santa Casa e que seu desejo é que o restante de sua diretoria continue com os trabalhos da gestão. “Gostaria muito que minha diretoria continuasse”, disse. Uma decisão se haverá ou não nova eleição para escolha da nova presidência será decidida durante a assembleia do próximo dia 10 de julho.

Na tarde de ontem, Laurani fez uma visita ao prefeito do município, Tauillo Tezelli (PPS) para comunicar oficialmente sua decisão de renunciar ao cargo. “Era para ter comunicado o prefeito primeiro, mas a informação acabou indo a público antes e até mesmo com algumas distorções por alguns. Estou deixando a presidência porque preciso cuidar melhor de minha saúde e quero dizer que a administração do município está cumprindo suas obrigações com a Santa Casa e nos ajudou muito para conseguir o credenciamento e mais recursos do governo federal, assim como aumento de repasses do governo estadual”, falou o presidente na ocasião.

Dívidas

Em recente entrevista à TRIBUNA, o presidente comentou que as dívidas da Santa Casa continuam preocupando. Segundo ele, o último balanço do hospital apontou para débitos de cerca de R$ 20 milhões. Contudo o déficit mensal caiu para mais de 70%. “O hospital precisa de mais tranquilidade financeira para dar um atendimento melhor para a população da região”, falou Laurani.