Brasil

Rio confirma duas novas mortes de pacientes com febre amarela

A secretaria estadual de Saúde do Rio confirmou nesta segunda-feira, 15, mais duas mortes causadas por febre amarela no Estado, nos municípios de Macaé (norte fluminense) e Silva Jardim (Baixada Litorânea). Com essas já são cinco mortes em razão dessa doença no Estado do Rio desde março. Ao todo, 14 pessoas contraíram febre amarela.

O município com maior número de casos é Casimiro de Abreu: sete moradores da cidade contraíram a doença e um deles morreu. Macaé tem dois casos, com uma morte. Outros cinco municípios registraram um caso cada: São Fidélis, São Pedro da Aldeia (mas o morador contraiu a doença em viagem à zona rural de Casimiro de Abreu), Maricá, Porciúncula e Silva Jardim. As outras três mortes registradas no Estado ocorreram nesses três últimos municípios.

Segundo a Prefeitura de Silva Jardim, o morador que morreu em função da doença era um idoso de 76 anos que morava no distrito de Aldeia Velha. Ele não havia tomado a vacina contra febre amarela e apresentou os primeiros sintomas em 17 de abril. Levado inicialmente ao Hospital Municipal de Casimiro de Abreu, ele foi transferido depois para o Hospital Federal dos Servidores do Estado, no centro do Rio, onde morreu em 26 de abril.