Coluna ADI Paraná
BRDE/BID

O BRDE espera para março o sinal positivo do BID para financiar R$ 370 milhões às prefeituras dos três estados do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) investirem em projetos e obras nas áreas de saúde, turismo e mercado de trabalho. A carta-consulta já foi aprovada e agora falta apenas formalizar a parceria. Ainda para março também se espera a posse dos novos diretores do BRDE. Os nomes já estão para serem aprovados pelo Banco Central.

Feliz ano novo

Diz-se que o País só começa a funcionar depois do carnaval. No campo político a reforma da previdência vai marcar os debates no Congresso Nacional e no Paraná, na Assembleia Legislativa, outras duas pautas importantes: o fim das aposentadorias dos ex-governadores e a reforma administrativa proposta pelo governador Ratinho Junior.

Visitação

A visitação à Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, vem num crescente há alguns anos. Neste ano, o feriado de carnaval (entre sábado e terça-feira) registrou 15.897 visitantes, um aumento de 18,6% se comparado ao feriado do ano passado.

Eita!

"Quem governa por meio de redes sociais paga um preço alto: acaba sendo governado por elas." - de Ronaldo Lemos, advogado e diretor do Institutode Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro.

Previdência e SUS

A Igreja Católica lançou a Campanha da Fraternidade deste ano com o tema "políticas públicas". Apesar da CNBB não querer qualquer tipo de vínculo político, críticas a Nova Previdência e ao sucateamento do SUS vão marcar novenas e encontros nas igrejas. Nas palavras do presidente da CNBB, D. Sergio da Rocha, a proposta em curso no Congresso não deve penalizar "aqueles que já são mais sofridos na própria sociedade, que não haja perdade direito dos trabalhadores”.

Transpoeste

Cascavel vai sediar de 20 a 22 de março, a Feira de Transporte e Negócios do Oeste do Paraná. O evento, do Sintropar (Sindicato das Empresas deTransporte Rodoviário de Cargas do Oeste do Paraná), será realizado no Centro de Eventos de Cascavel.

Mais empregos

O Paraná abriu 9.145 novas vagas no mercado de trabalho em janeiro, segundo o Caged/Ministério da Economia. É o segundo melhor resultado para janeiro desde 2015 e representa um incremento de 0,35% em relação ao estoque de trabalhadores celetistas em dezembro, que era de 2,6 milhões depessoas. O crescimento nacional foi de 0,09%.

Eleições na AMP

A Associação dos Municípios do Paraná já marcou para dia 23 de abril, em Curitiba, a assembleia geral que vai eleger a nova diretoria da AMP. Até lá, busca-se o consenso em uma chapa única da associação que reúne prefeitas e prefeitos do Estado.

Autonomia

A Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) mantém a expectativa para, ainda em março, retomar a autonomia de gestão do Portode Paranaguá. A Appa já formalizou o pedido ao Ministério de Infraestrutura e no último dia 28, enviou documentos complementares.

Governança

A Itaipu Binacional lançou em Curitiba o Programa Governança Municipal num convênio com o Parque Tecnológico de Itaipu e a Associação dos Municípios do Paraná. Voltado ao aprimoramento da gestão dos municípios, o programa disponibiliza 8,5 mil vagas para as 345 prefeituras já que as 54 vinculadas à Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) já estão com o programa em andamento.

___

Da Redação ADI-PR - Curitiba

Coluna publicada simultaneamente em 22 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.

Empregos

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção propôs ao governo federal um plano para criação de um milhão de empregos, sem qualquer subsídio, somente com a retomada das 4.738 obras paradas que se estendem pelas cidades brasileiras. Há casos casos de obras que são tocadas entre o governo federal e as prefeituras que, por alguma razão, não começaram. Estima-se que entre R$ 2 bilhões e R$ 8 bilhões em recursos do PAC depositados em contas de prefeituras e sem uso por causa de dificuldades burocráticas e jurídicas.

Tucanos em Londrina

O ex-deputado Luiz Carlos Hauly já avisou com todas as letras que o PSDB terá candidato a prefeito em Londrina. A escolha do candidato será precedida de debates e pesquisas qualitativas e quantitativas. "Disputamos as últimas sete eleições, seis com a cabeça de chapa e uma de vice. Vamos ter uma candidatura forte", diz Hauly.

O que está pegando

O que mais está pegando na base sobre Reforma da Previdência, segundo os deputados federais, é redução da benefício de prestação continuada aos idosos que pode cair de um salário mínimo (R$ 998) para R$ 400. O governo já sinalizou que pode rever este item na proposta.

Cuidar das cidades

O deputado e ex-ministro da Saúde, Ricardo Barros, avisa que não vai assumir qualquer função de maior destaque no Congresso Nacional e no próximos dois anos vai dedicar exclusivamente dos municípios da sua base eleitoral, notadamente o Maringá e o noroeste do Paraná.

Consórcio modelo

A Sanepar vai apoiar a formação de consórcios entre municípios para o gerenciamento dos resíduos sólidos. A companhia tem expertise e tecnologia na área e o Estado vai dar as diretrizes de atuação. “A Sanepar vai trabalhar como operadora desses sistemas, um modelo que poderá ser replicado para todo o Brasil. Caberá ao Estado dar aos municípios garantia jurídica, técnica e financeira.", diz o presidente Cláudio Stabile.

Observatório de segurança

A Fiep e Secretaria da Segurança devem assinar acordo de cooperação técnica nas próximas semanas. Entre outras ações, o documento vai facilitar que a entidade contribua, através do seu Observatório, com o planejamento de longo prazo na área de segurança pública. O Observatório foi responsável pela elaboração da Rota Estratégica da Segurança Pública do Ceará, em um projeto liderado pela federação das indústrias daquele estado, com participação de representantes de diversas entidades da sociedade civil.

Maria da Penha

Nove deputados do PSB - entre eles, os paranaenses Aliel Machado e Luciano Ducci - apresentaram projeto de lei que aumenta o rigor da Lei Maria da Penha na defesa das mulheres contra as agressões. "Esse projeto prevê que em casos de violência doméstica, quando verificado que o agressor com posse ou porte de arma, essa arma registrada tem que ser retida e apreendida", diz Ducci.

Hotel das Cataratas

Todos os anos, a Forbes viaja pelo mundo e elege os melhores hotéis nos cinco continentes. A lista, em sua 61ª edição, é criteriosa e pelo segundo ano consecutivo, o Hotel das Cataratas, em Foz do Iguaçu, é o único do país a receber classificação máxima de cinco estrelas na edição do Forbes Travel Guide 2019.

Gigante do agro

Enquanto os EUA e a União Européia dão imensos incentivos à agropecuária, o Brasil é contrário a qualquer subvenção. Apesar desta escassez, os agropecuaristas levaram o país à liderança na exportação de alimentos como soja, frango, carne bovina, café e suco de laranja. A única coisa que a ministra Tereza Cristina (Agricultura) não abre mão é de um Plano Safra que contemple, no mínimo, o mesmo volume financeiro do ciclo atual (2018/19), algo em torno de R$ 200 bilhões.

_____

Da Redação ADI-PR - Curitiba - [email protected]

Encontro com Ratinho

O prefeito de União da Vitória e presidente da Amsulpar, Santin Roveda, reúne no próximo dia 19 de março os nove prefeitos do sul paranaense para encontro, no Palácio Iguaçu em Curitiba, com o governador Ratinho Junior. Na pauta, as obras de infraestrutura da região. Fazem parte da Amsulpar, as cidades de Antonio Olinto, Bituruna, Cruz Machado, General Carneiro, Paula Freitas, Paulo Frontin, Porto Vitoria, São Mateus do Sul e União da Vitoria.

Façam suas apostas

Toma corpo no Congresso Nacional, novamente, a discussão da proposta para liberação dos cassinos no Brasil. A resistência de grupo conservadores está sendo vencida já que a regulamentação pode gerar uma grande quantidades de empregos e impostos a União. estados e municípios. No Paraná, quando se fala na liberação dos cassinos, a cidade de Foz do Iguaçu e o litoral aparecem como locais ideais para os jogos.  

Prefeituráveis em Curitiba

As conversas para as eleições municipais de 2020 começaram e lista de pré-candidatos é grande. Só em Curitiba, já são 14: Luciano Ducci (PSB), Rafael Greca (PMN), Ney Leprevost (PSD), Fernando Francischini (PSL), Goura (PDT), Gustavo Fruet (PDT), Dr. Rosinha (PT), João Arruda (MDB), Leandre (PV), Luizão Goulart (PRB), Maria Victoria (PP), Jorge Bernardi (Rede), Galo (Pode) e Chirstiane Yared (PR).

Frimesa

Gigante do agronegócio no Oeste do Paraná, a Frimesa fechou 2018 com um faturamento de R$ 2,925 bilhões, crescimento de 3,3% em relação ao ano interior. E olha que o ano foi difícil A produção vem de cinco cooperativas – Copagril, Lar, C.Vale, Copacol e Primato – que somam 2.524 produtores de leite e 1.026 suinocultores. Em 2018, a Frimesa abriu 1.232 novas vagas, fechando ano com 8,472 colaboradores contratados. São números espetaculares.

Ricos e pobres

"Gente com cabeça de rico pensando em reforma para pobre é um perigo grande. A reforma não pode penalizar os mais humildes e os mais pobres que podem ficar à míngua, sem apoio do Estado, aumentando de forma célere o número de miseráveis no País" - do deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) sobre a proposta da Reforma da `Previdência encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Congresso Nacional.

Assembleia

A Ocepar inovou e vai fazer pré-assembleias preparatórias à assembleia geral da entidade no dia 1º de abril em Curitiba. Os encontros, entre 18 e 21 de março, serão nas cidades de Cafelândia, Mangueirinha, Londrina e Ponta Grossa. A diretoria executiva apresentará o relatório de atividades de 2018 e o plano de metas para 2019.

Força em Brasília

O Paraná mostra força em Brasília. O deputado Felipe Francischini (PSL) será presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), a mais importante da Casa. Já a pontagrossense Joice Halssemann (PSL-SP) será a líder do Governo no Congresso Nacional. Joice, inclusive, é uma das pré-candidatas à disputa da prefeitura de São Paulo, o terceiro maior orçamento do País.

Consumo em alta

O indicador de intenção de consumo divulgado pela Fecomércio mostra reação positiva na intenção de consumo do mês de fevereiro. Os paranaenses estão mais animados para as compras, motivados pelo clima de otimismo e pela retomada econômica que vem se consolidando nos últimos meses. O índice chegou a 114,9 pontos em fevereiro, pontuação não alcançada desde março de 2015. O crescimento foi de 4% de um mês para o outro e de 6% comparado a fevereiro de 2018.

_____

Da Redação ADI-PR - Curitiba - [email protected]

Fim do mistério: Ratinho Junior recebeu o Estado com R$ 192 milhões livres

Acabou o mistério. O secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior, apresentou na Assembleia Legislativa o balanço do terceiro quadrimestre de 2018, que mostrou a situação financeira do Estado herdada pelo novo governo. Quem não perdeu uma sílaba foi o seu antecessor, José Luiz Bovo, que da tribuna de honra municiava alguns deputados com informações que pudessem rebater os números que estavam sendo apresentados. A grande questão era: quanto dinheiro foi deixado efetivamente pelo governo anterior? Garcia Junior mostrou que apesar do superávit de R$ 2,2 bilhões somente R$ 192 milhões estavam realmente disponíveis em caixa para serem utilizados. E foi taxativo: quem duvidar dos cálculos pode contratar uma auditoria externa para checar. Segundo ele, sua apresentação foi puramente técnica, por isso não entraria em embates onde a narrativa era política. E fim de papo.

Chega pra lá

Renê Garcia deu um “chega pra lá” no deputado petista Professor Lemos, que insistia na defesa da pauta corporativista do funcionalismo por aumento de salário. “Não estamos falando do mesmo estado e nem do mesmo País”, retrucou o secretário quando confrontado com a tese de que está sobrando dinheiro no caixa do tesouro estadual.

Sem margem

O líder do governo na Assembleia, deputado Hussein Bakri, disse que o governo está fazendo um grande esforço para cortar despesas e fazer frente a três grandes demandas: a reposição salarial do funcionalismo público; a contratação de novos funcionários para atender áreas prioritárias como segurança, saúde e educação; e a realização de investimentos. Bakri comentou a apresentação do secretário da Fazenda dizendo que “a situação do Estado é boa, mas não tem os R$ 5 bilhões em caixa que haviam sido informados pelo governo anterior”.

Brics aqui

Será no dia 13 de março, em Curitiba, a abertura do encontro de representantes do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul. O evento deve contar com os vice-ministros de relação internacionais dos países que compõem o grupo para debater assuntos relacionados a comércio e cooperação mútua.

Licença

Para assumir a chefia do poder Executivo, enquanto o governador Ratinho Junior está no exterior, o vice, Darci Piana, também teve que pedir licença da presidência do Sistema Fecomércio, que ocupa há mais de 15 anos. Mas já tem data para voltar ao cargo, dia 11 de março, com chegada de Ratinho dos EUA. O último ato de Piana na Fecomércio foi a renovação do Programa Varejo Mais, uma parceria com o Sebrae Paraná que já dura 10 anos e ajuda a tornar micro e pequenas empresas mais rentáveis e competitivas. Pelo estatuto da instituição, Piana pode acumular as duas funções.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Santa Catarina quer adiar certificação do Paraná como área livre de aftosa

Com a força de quem representa 40% do setor agropecuário, as cooperativas paranaenses querem apoio do governador Ratinho Junior para que o Estado seja reconhecido como área livre de febre aftosa. No ano passado, o Ministério da Agricultura autorizou o Paraná a retirar a vacinação a partir de novembro deste ano, passo fundamental para a certificação. O governo de Santa Catarina, hoje o único estado brasileiro com esse reconhecimento, faz pressão para adiar o processo para 2021. Em encontro na Fiesc, o secretário da Agricultura catarinense disse que a retirada é prematura e que já pediu ao Ministério que repense a questão. Caso contrário, afirmou, Santa Catarina vai elaborar uma lei que só permitirá a entrada, no estado, de animais com origem comprovada.

O eleito

A Organização das Cooperativas do Brasil mapeou o governo federal e identificou os principais – e melhores – interlocutores para o setor. Um dos eleitos é Roberto Campos Neto, aprovado ontem (26) em sabatina no Senado para assumir a presidência do Banco Central. Espera-se com Campos Neto uma guinada na atuação do BC, com a implantação de políticas liberalizantes, redução de juros e apoio ao cooperativismo. Na sabatina, o economista elogiou o papel das cooperativas de crédito. “Por trazerem o cooperado para o centro das decisões, elas promovem o espírito empreendedor", afirmou.

Presidente na fronteira

O aparato de segurança montado em Foz do Iguaçu para receber a visita do presidente Jair Bolsonaro foi enorme. No entanto, o deslocamento do presidente do aeroporto até a Usina Hidrelétrica de Itaipu, onde acompanhou a posse do novo presidente brasileiro, o general Joaquim Silva e Luna, foi feito por helicóptero. Em seu discurso, Bolsonaro confirmou o acordo para a construção das duas novas pontes ligando o Brasil e o Paraguai.

Agenda bilateral

Menos cercado por seguranças, o presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, disse que virá ao Brasil no dia 12 de março para tratar de temas relevantes para a agenda bilateral nas áreas política, econômica, comercial e de cooperação mútua.

Primeira Infância

Considerada uma das leis mais avançadas do mundo sobre políticas públicas para crianças de zero a seis anos, o Marco Legal da Primeira Infância completa três anos no dia 8 de março. A presidente da Frente Parlamentar da Primeira Infância, deputada federal Leandre (PV) diz que o grande desafio será fazer a lei sair do papel. Segundo ela, os municípios que implementarem o marco legal garantirão um futuro melhor para seus cidadãos.

Sem excessos

O Governo do Estado terá um comitê para assessorar operações de reintegração de posse. A medida foi determinada pelo governador Ratinho Junior. Segundo ele, é necessário cumprir as determinações da Justiça, mas sem excessos e sempre avaliando as consequências para as pessoas envolvidas.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Proposta obriga adoção de Orçamento Impositivo nos municípios

As Prefeituras terão que executar as emendas de vereadores ao Orçamento até o limite de 1,2% da receita corrente líquida do ano anterior. Metade do valor terá que ser aplicado em saúde. Na conta, não estão incluídos gastos de pagamento de pessoal e encargos sociais. O Projeto de Lei Complementar que trata do tema está em análise na Câmara dos Deputados. Vai passar pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

Itaipu

No primeiro contato com a nova diretoria de Itaipu, nesta terça-feira (26), o vice-governador Darci Piana, que assumiu o governo com a viagem de Ratinho Junior aos Estados Unidos, cumpre a missão de abrir caminho para negociar com a gigante binacional o pagamento do projeto técnico do corredor bioceânico. Menina dos olhos de Ratinho Junior, a proposta de ligação entre o Porto de Paranaguá ao de Antofagasta, no Chile, visa facilitar e baratear as exportações para a Ásia. Como o corredor vai passar também pelo Paraguai, Itaipu tem justificativa de sobra para apoiar a proposta.

Proximidade

O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Fiho, acompanha o governador Ratinho Junior na viagem oficial aos Estados Unidos. Coordenador regional da campanha de Ratinho, Silvestri Filho comunga com ele da ideia de modernizar o Estado e os municípios paranaenses.

Portas abertas

A convite do deputado estadual professor Lemos (PT), de oposição ao governo do Estado, prefeitos do interior vieram pedir apoio para manter abertas as Casas Familiares Rurais, que formam 2,5 mil jovens de famílias de pequenos produtores do interior. O líder do governo, Hussein Bakri, levou o grupo para o Palácio Iguaçu, onde conversaram com o governador em exercício, Darci Piana, e o chefe da Casa Civil, Guto Silva, e combinaram trabalhar juntos num novo modelo para as casas. “Podemos ver a boa vontade do governo de dialogar e resolver os problemas, sem distinção política”, disse Bakri.

Aposentadoria

Já que o projeto político não foi pra frente e o seu mandato termina este ano, o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, investe as fichas em um empreendimento turístico na sua cidade, Capanema. O município está se posicionando como destino de ecoturismo no Paraná.

2022 à vista

As manifestações na Câmara do deputado federal Boca Aberta (PROS) deixam claro que as eleições municipais de 2022 já entraram na agenda. De Brasília, o deputado não perde a chance de falar sobre a Prefeitura de Londrina, na qual bate sem dó.

Chefias de núcleos

A Secretaria Estadual da Educação anuncia em março os nomes dos novos chefes dos núcleos regionais. A seleção incluiu análise de currículo, provas e entrevistas. O processo de escolha implantado este ano acaba com a prática vigente até então de indicação política.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Estado quer emplacar nomes em Itaipu

Oficializada a nomeação do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, general Joaquim Silva e Luna, e do novo diretor financeiro, o vice-almirante Anatalício Risden Júnior, lideranças políticas do Estado se mobilizam para tentar emplacar paranaenses nas demais diretorias da usina. Não será surpresa se entre os indicados apareça o nome de um secretário do atual governo estadual. Os postos ainda disponíveis são de administração, coordenação, jurídico e o Parque Tecnológico.

Histórico

Historicamente, os principais cargos de gestão em Itaipu são indicados por partidos e lideranças políticas do Paraná. A expectativa é que esse caminho seja mantido, até porque o governo federal não pode abrir mão de nenhum apoio no Congresso Nacional em razão da Reforma da Previdência. Cada voto conta.

Sem segredos

Agenda pública tem que ser, como o nome diz, pública. Este é o entendimento do governador Ratinho Junior, que determinou ao primeiro escalão a divulgação de suas agendas na internet a partir de março. A medida faz parte do programa de compliance e reforça o compromisso de transparência do governo. Documentar publicamente a data, horário e presenças das reuniões, além de dar publicidade aos atos da alta administração, também é uma segurança contra denúncias infundadas.

Paraná na frente

A diretoria da Frente Parlamentar da Agropecuária conta com quatro deputados federais paranaenses. Sérgio Souza (MDB) é um dos vice-presidentes nacionais e Luiz Nishimori (PR) tem o mesmo cargo para a região Sul. Pedro Lupion (DEM), em primeiro mandato, coordena a comissão de Política Agrícola e Evandro Roman (PSD) foi confirmado como coordenador político do grupo.

Obras

O Governo prepara o edital de licitação para a construção do contorno de Wenceslau Braz. O custo da obra é de quase R$ 12 milhões financiados pelo BID. Outra licitação em andamento é a do projeto para readequação e ampliação da capacidade da PR-092. Também está em estudo a readequação entre Mauá da Serra e Manual Ribas, nas PR-272 e 466.

​Voos regionais

A exemplo de Minas Gerais, o Paraná pode ter voos regionais, com aeronaves de menor porte, alimentando rotas de grandes companhias aéreas. O governo estadual está tratando do tema com atenção.

Vacinas

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, defende uma grande mobilização dos estados para revisar e fortalecer o calendário nacional de vacinação. Para ele, houve um desmonte deste processo nos últimos anos e doenças do século passado estão retornando com força. É o caso da febre amarela e do sarampo.

TJ digital

O Tribunal de Justiça do Paraná aderiu inteiramente aos processos digitais. Neste mês realizou desta forma a primeira Seção Cível de sua história.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Governo forma base aliada substanciosa na Assembleia

Com maioria folgada, o governador Ratinho Junior não deve enfrentar problemas na Assembleia Legislativa. O líder do governo no legislativo, deputado Hussein Bakri, informa que, dos 54 deputados estaduais, 40 se declararam da base aliada e apenas cinco disseram que farão oposição. Os oito restantes optaram pela independência, o que significa que poderão votar a favor ou contra os projetos de interesse do Executivo.

Sem orçamento

O primeiro escalão do governo estadual foi surpreendido nesta semana com a informação de que não há rubrica para investimentos em habitação no orçamento de 2019. A Cohapar trabalha agora para que haja remanejamento de recursos.

Recurso federal

Uma das ideias é utilizar recursos do Fundo da Pobreza para atender a população mais carente com programas habitacionais. Outra fonte de garimpagem é a União. O Estado está negociando a liberação de R$ 430 milhões para a construção de 10 mil casas no meio rural.

Repercute

Ainda repercute a declaração do senador Alvaro Dias de que nunca tinha visto uma união tão forte dos parlamentares paranaenses. Dias esteve recentemente no Palácio Iguaçu, juntamente com os senadores Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, e disse que, em 40 anos de vida pública, não lembra uma única ocasião em que os três senadores estiveram reunidos na sede do governo para se colocarem a serviço dos interesses do Estado.

Atividade

E por falar nos senadores, Oriovisto Guimarães protocolou Proposta de Emenda à Constituição para que todo condenado em segunda instância passe a cumprir a pena automaticamente. O senador Alvaro Dias apresentou projeto que isenta do imposto de renda os valores pagos pelo SUS aos profissionais de saúde. Enquanto Flavio Arns quer mudar a lei que proíbe a prisão 5 dias antes ou 48 horas depois das eleições. O senador propõe que o salvo-conduto se atenha a crimes eleitorais.

Quitando dívidas

Quem tem débitos de ICMS e dívidas ativas não tributárias pode aderir ao Refis até o dia 24 de abril. É possível regularizar os débitos com redução de multa e juros e parcelamento em até 180 vezes. A adesão deve ser feita no site da Secretaria de Estado da Fazenda (http://www.fazenda.pr.gov.br/). Já os produtores rurais têm até o dia 30 de março para requerer adesão ao programa de composição de dívidas rurais (BNDES Pro-CDD Agro), com até 12 anos para pagar e limite de R$ 20 milhões por beneficiário. O pedido deve ser formalizado nas instituições conveniadas ao banco.

Laranja

O Partido Novo aproveitou as denúncias de candidaturas laranjas de mulheres no partido do presidente Bolsonaro para surfar na onda e dizer que, no Novo, laranja é só a cor. O partido fez circular pelas redes sociais que 125 mulheres, de 19 estados, se candidataram pela legenda em 2018, somando quase 1 milhão de votos, e que nenhuma utilizou recursos do fundo partidário na campanha. Quatro delas foram eleitas. No Paraná, dos 16 candidatos a deputado federal pelo partido, 5 eram mulheres. Nenhum foi eleito.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Os governadores e a moeda de troca

Os estados querem resolver uma pendenga com o governo federal que já dura mais de 20 anos. Nesta quarta-feira (20), os governadores estarão em Brasília para um encontro em que vão debater, entre outros temas, como trocar a influência que têm sobre as suas bancadas para aprovar a Reforma da Previdência e receber, em troca, o reconhecimento formal da União das dívidas resultantes da Lei Kandir. Aprovada em 1996 no governo Fernando Henrique Cardoso, a Lei Kandir isenta do ICMS produtos e serviços destinados à exportação. A perda de arrecadação dos estados exportadores seria compensada pela União. No entanto, de setembro de 1996 a junho do ano passado, as dívidas não compensadas já superavam R$ 600 bilhões. No Paraná, a perda está em torno de R$ 50 bilhões. Ruim para o Estado, que está cortando na carne para garantir recursos para as áreas essenciais. Mas péssimo também para os municípios, que têm direito a 25% desse valor, como determina a regra do ICMS. Os interlocutores dos governadores serão o ministro da Economia, Paulo Guedes, e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

Vale do Sílicio

O governador Ratinho Junior comunicou ao secretariado que fará a primeira viagem internacional na próxima semana. O destino é o Vale do Silício, nos Estados Unidos, onde estão as maiores empresas de tecnologia do mundo. Vai atrás de soluções de gestão e também de plataformas para auxiliar na produtividade da agricultura. O vice-governador Darci Pianna assumirá o comando do Estado.

Compliance

A iniciativa do governo estadual de implantar um programa de compliance na estrutura pública atravessou oceanos. Finlândia, Noruega, Dinamarca e Estônia ofereceram ferramentas de apoio ao Estado para colocar as normas em prática. Compliance é um conjunto de regras para evitar desvios de conduta e dar segurança aos atos de gestão.

Coordenador

Pela terceira vez, o deputado federal Toninho Wandscheer (Pros) foi eleito para o cargo de coordenador da bancada paranaense em Brasília. Wandscheer estará à frente dos 30 deputados federais e três senadores, responsáveis por debater e encaminhar assuntos de interesse exclusivo do Paraná.

Não é bem assim

O deputado estadual Plauto Miró Guimarães (DEM), que na última semana deixou uma ameaça no ar ao dizer que tem arquivos guardados e que faria oposição ao governo Ratinho Junior, está dando sinais de que não é bem assim. Em entrevistas diz que foi mal interpretado.

Paraná contra o crime

Em princípio o evento era só para os secretários estaduais de Segurança, mas o governador Ratinho Junior aproveitou para ter uma conversa pessoal com o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, que abriu o Encontro Nacional de Segurança Pública, em Brasília. Ele reforçou o apoio ao pacote Anticrime, encaminhado ao Congresso, e colocou o Paraná à disposição para a implantação das medidas.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]

Sobe cotação da Família Francischini

O deputado estadual Delegado Francischini (PSl) já assumiu a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná. E, em Brasília, subiu bastante a cotação de seu filho, Felipe Francischini, para assumir a mesma comissão na Câmara dos Deputados. Vale lembrar que todas propostas encaminhadas pelo Executivo passam obrigatoriamente pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), por isso a escolha do deputado que irá presidi-la é estratégica para o governo federal.

Fala-se num acordo pelo qual Felipe assumiria a CCJC por um ano, sendo substituído em 2020 por Bia Lícia (PSL-DF). O revezamento proposto é costurado na bancada do PSL.

Sem concorrência

O senador paranaense Flávio Arns (Rede) será um dos comandantes da Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Arns será vice-presidente do colegiado e Dário Berger (MDB-SC) o presidente. Os dois foram eleitos por W.O. Nenhum dos outros 79 senadores quis concorrer contra a dupla.

Simplicidade

O governador Ratinho Junior tem surpreendido os áulicos palacianos pela simplicidade. Um exemplo: durante os dias que passou em Cascavel, há duas semanas, trocou a suíte de um hotel de alto padrão pelo quarto de uma unidade da rede Ibis Express.

Soluço

O PIB do Brasil em 2018 não deve passar de 1,3%, segundo estimativas de mercado. Na sexta-feira, o Banco Central divulgou o seu Índice de Atividade Econômica, que registrou alta de 1,15% e é um indicativo do desempenho da economia nacional. Ainda é um soluço, mas os dados são melhores que em 2017, quando o PIB cresceu 1%, após duas quedas consecutivas de 3,5%, em 2015 e 2016.

Subindo

Para este e os próximos anos a expectativa é melhor. A projeção do crescimento do PIB em 2019 é de 2,48%. Já para 2020 chega a 2,58%. Em 2021 e 2022 o mercado calcula uma expansão anual na casa de 2,50%.

Mais inteligência

Levantamento do jornal O Globo indica que os Estados investem em inteligência, em média, apenas 0,5% dos aportes feitos em segurança pública. Segundo a pesquisa - com números de 2017 – o Paraná foi o estado que mais investiu em inteligência: 2% do orçamento de segurança daquele ano. Em último lugar aparece o Rio de Janeiro, com praticamente zero por cento.

Novos tempos

Os empreendedores brasileiros contam com apoio reforçado na Câmara dos Deputados. É a Frente Parlamentar para Defesa e Fomento do Livre Mercado. O grupo reúne 12 legendas partidárias e prega ampla reforma tributária; desburocratização e simplificação da legislação; e flexibilização das relações de trabalho.

Febre amarela

A Secretaria de Estado da Saúde pede aos municípios paranaenses que organizem mutirões de vacinação contra a febre amarela. O governo informa que não faltam vacinas no estoque estadual. Só que a imunização da população é responsabilidade das prefeituras, por meio da rede de postos de saúde.

_____

Da Redação Curitiba - [email protected]