Cesta da Tribuna
Performance

Na coluna desta semana faremos uma avaliação da performance esportiva do Campo Mourão Basquete na temporada 2016-17, apontando os pontos altos e baixos dentro da quadra. O caçula abusado, como foi chamado por ter sido uma das sensações do primeiro turno em sua temporada de estreia, tem muito o que comemorar se pensarmos em resultados esportivos.

Destaques

Betinho terminou a fase de classificação como o quinto cestinha do campeonato com média de 19,3 pontos por partida. Cauê foi o 12º melhor “garçom” da competição com média de 4,5 assistências. No quesito tocos, Campo Mourão teve dois destaques, Douglas Nunes ficou em 2º lugar nas estatísticas com 0,97 tocos por jogo e Cauê ficou em 10º lugar com 0,57. Importante saber que os destaques individuais só são alcançados com trabalho coletivo, mas, ainda assim vale a pena publicizar estas performances.

Visitante mal educado

O Campo Mourão Basquete também recebeu o apelido de “visitante mal-educado”, pois em jogos fora de casa o time teve um percentual de vitórias elevado, conquistando 9 vitórias e 8 derrotas. Para se ter uma ideia em partidas em solo mourãoense o time teve 6 vitórias e 10 derrotas, ou seja, teve melhor performance em partidas jogadas na casa do adversário.

Teste cardíaco

O ponto alto da campanha do Campo Mourão Basquete em casa foi a emoção dos jogos definidos apenas nos últimos minutos da partida. Para se ter uma ideia, dos 16 jogos disputados em casa, 6 deles terminaram com uma diferença de até 3 pontos, como as vitórias sobre o Macaé (71x68), Mogi (95 x94), Minas (114x105, na segunda prorrogação) e Vitória (68x66), ou nas derrotas para Franca (81x83) e Pinheiros (81x83).

Repetidas lesões

Um dos grandes problemas que o técnico Emerson enfrentou foi as lesões em seus atletas. Atílio, Andrezão, Leandro, Cauê, Romário e por fim, Betinho tiveram que se ausentar de pelo menos uma partida durante a temporada, o que dificulta o trabalho de entrosamento, a rotação de jogadores durante a partida e diminui as alternativas táticas da equipe. A pré-temporada reduzida em função do tempo e as longas viagens podem ser duas hipóteses para explicar as ocorrências de lesões.

Infraestrutura

Na coluna desta semana faremos uma avaliação da estrutura que cercou o Campo Mourão Basquete fora das quadras nesta temporada em que nossa equipe debutou no Novo Baquete Brasil (NBB). Trataremos da estrutura de treinamento e jogos, do transporte, da equipe de trabalho, enfim, o que geralmente é invisível aos olhos do torcedor.

Volta do Ginasião

O maior e um dos mais bonitos ginásios de toda a região, o Ginásio Belin Carolo, que atualmente pertence à UTFPR e foi palco das principais proezas do esporte de nossa cidade retornou em grande estilo. Voltou para sediar a inesquecível estreia do Campo Mourão Basquete na Liga Nacional. Voltou reformado, rejuvenescido e melhor estruturado. Vestiários novos, estrutura recuperada, teto impermeabilizado, piso flutuante, iluminação nova, placar de última geração e com todas as normas de segurança atendidas, dessa forma tornou-se uma das gratas surpresas para quem vinha jogar aqui. Foram muitas manifestações elogiando o palco dos jogos.

Pé na estrada

Uma das dificuldades encontradas pelos jogadores era a recuperação das longas viagens terrestres. Apesar de serem feitas nos confortáveis ônibus da Skorpius Tur, para atletas com mais de 2m, as posições das poltronas de qualquer ônibus não são as mais recomendadas. Todavia, em início de projeto há de se compreender a necessidade de redução de custos e até onde sei, todos os atletas contratados vieram cientes dessa condição. Mas, com a continuidade do projeto deve prever melhorias neste aspecto.

Profissionalizar é preciso

O basquete de Campo Mourão entrou em um ambiente altamente profissional, onde todas as equipes e a própria Liga Nacional prezam pela organização, planejamento e equipe composta por profissionais competentes nas diversas áreas. Este também tem que ser o perfil de nosso projeto, caso queira manter-se viável e competitivo. Estamos há seis meses do início da próxima temporada, mas o tempo passa rápido e por isso, faz-se necessário que as negociações sejam conduzidas profissionalmente para que a equipe possa ser formada com antecedência.

Retorno publicitário

Não é doação. É investimento em publicidade com objetivo de ter algum tipo de retorno, que pode ser em aumento de vendas, melhoria de imagem, consolidação de uma marca, enfim, quem investe no basquete de Campo Mourão sabe que o retorno é positivo e garantido. Veja o que aconteceu durante a temporada e pense a respeito.

Partidas televisionadas

Foram 11 partidas televisionadas pela Rede Bandeirantes (01 partida), Sportv (03 partidas) e pelo site da Liga Nacional (7 partidas). Cada partida, em média, dura duas horas, ou seja, Campo Mourão e seus parceiros foram durante 22 horas destaque na televisão. Isso sem contar com as chamadas para os jogos e as reportagens pós-jogo.

Redes sociais

Outra maneira de dimensionar o sucesso que um investimento no basquete de Campo Mourão pode proporcionar a uma marca/empresa é verificar o número de fãs na página oficial da equipe ou ainda o elevado número de curtidas e comentários em dias de jogos. As reportagens sempre ilustradas com fotos e imagens contribuem a divulgar as empresas parceiras.

Formas de exposição

Publicidades nos uniformes, nas placas laterais da quadra, nos banners ao alto do ginásio, citação em reportagens e a locução do nome dos parceiros nos intervalos das partidas foram as formas encontradas para divulgar as equipes parceiras. Quem patrocinou, certamente renovará. Afinal, como não investir em um produto que leva positivamente o nome de nossa cidade e seus parceiros para todo o país.

Boca-a-boca

Para as empresas parceiras locais, outra forma de perceber o retorno que o investimento no basquete de Campo Mourão proporcionou foi o cotidiano das pessoas. Sabe aquela roda de café? Pois é, em dias de jogos e pós-jogos o assunto principal era a campanha do basquete. Sabe aquele compromisso de ir à um bar/lanchonete para assistir um jogo da seleção ou de seu time do coração? Pois é, as pessoas se reuniram várias vezes para assistir as partidas do Campo Mourão Basquete. Consegue dimensionar isso em valores? Impossível.

Avaliação da temporada

Iniciaremos a avaliação da temporada falando da torcida do Campo Mourão Basquete, que durante toda a temporada esteve presente no ginásio e participativa nas redes sociais e no dia-a-dia. Basquete, muitas vezes tomou o lugar do futebol nas rodas de café ou nas mesas dos bares. É desse fenômeno novo que iremos tratar aqui.

Raça Mourãoense

O Campo Mourão Basquete foi presenteado com a criação da Torcida Organizada Raça Mourãoense (TORM). O grupo de jovens vestiu a camisa da equipe mourãoense, sendo a responsável por comandar os cantos e gritos da arquibancada. Em função de vários integrantes da TORM serem ex-atletas, eles sabiam quando empurrar a equipe nos bons momentos e quando incentivar os atletas nos momentos de dificuldade. Que a “Raça Mourãoense” cresça e fortaleça para a próxima temporada.

Média de público

O fato de Campo Mourão participar novamente de uma competição esportiva nacional depois de vários anos e a boa campanha que a equipe realizou foram responsáveis pela ótima média de público durante toda a temporada. Segundo reportagem do site Time Out Brasil Campo Mourão teve a terceira maior média de público da fase de classificação. Muito significativo para a equipe que é sediada na menor cidade participante do NBB.

Sexto homem

Uma combinação de crianças, casais, jovens e idosos vinham para o ginásio da UTFPR para assistir aos jogos do Campo Mourão Basquete. O clima de tranquilidade e a diversão proporcionada tornaram as partidas de basquete uma ótima opção de lazer familiar. Além disso, a torcida tornou-se um jogador a mais ao apoiar nossos jogadores.

Espaço Vip

As cadeiras colocadas ao lado da quadra e que foram batizadas de Espaço Vip foi uma decisão bastante acertada da diretoria da Amobasquete, pois proporcionou maior interação com seus colaboradores, apoiadores e patrocinadores, além de aproximar os torcedores da quadra de jogo. Poucos ginásios apresentam essa opção, muito elogiada pelos times visitantes.

O sonho não acabou

O Campo Mourão Basquete está fora das quartas-de-final do NBB9. Jogou sua última partida da competição 2017-2018 na terça-feira, finalizando uma temporada quase perfeita para uma equipe iniciante. Mas como bem se expressou o técnico Emerson, a próxima temporada já começou, com a busca de melhorias na estrutura da equipe. Nesta coluna e nas próximas faremos uma análise detalhada de tudo que aconteceu neste ano inesquecível.

Épico

A série de jogos contra o Vitória foi digno de roteiro de filme. Começamos perdendo dois jogos, sendo que o segundo deles, tínhamos a partida na mão ao abrir 18 pontos de diferença e deixamos a virada acontecer. Depois duas vitórias emocionantes que forçaram o quinto e decisivo jogo. Ainda com a derrota na última partida e a desclassificação, todos, imprensa e torcida são unânimes em exaltar a qualidade e emoção das partidas disputadas.  

Recorde

E teve novo recorde de audiência que foi comemorado entusiasticamente pelos narradores. O jogo 5 entre Campo Mourão e Vitória teve transmissão ao vivo pelo Facebook e atingiu a marca de 115 mil espectadores graças ao envolvimento da nossa comunidade. Assim, o nome de Campo Mourão e seus parceiros está sendo divulgado positivamente pela internet mundo afora. Que orgulho deste time.

Definidas as séries

Pinheiros venceu a série com o Vasco por 3x2 e vai enfrentar o Flamengo, enquanto nosso algoz, Vitória joga contra o Mogi. Franca disputa a série contra o Paulistano, que faturou o Basquete Cearense, também em cinco jogos. E na outra disputa pela vaga na semifinal, Bauru, que varreu Macaé por 3x0, enfrenta o Brasília.

A campanha

O caçula da NBB, como foi carinhosamente apelidado no meio esportivo, o Campo Mourão Basquete, fez 28 partidas na fase de classificação, tendo vencido 13 e perdido 15. Essa campanha lhe valeu a décima colocação e uma vaga nos playoffs em sua primeira temporada, feito grandioso, sobretudo para uma equipe proveniente de uma cidade de pouco mais de 90 mil habitantes, a menor dentre as participantes da Liga Nacional. A equipe ficou conhecida também pelas suas atuações fora de casa, a tal ponto de ser apelidada de “visitante mal educado”. A décima posição fez com que enfrentássemos o Vitória (BA), e como já descrito, por pouco o Campo Mourão Basquete não consegue uma vaga entre as oito melhores equipes do Brasil.

Tristeza sem fim

Derrota doída e aparentemente inexplicável na última terca-feira, em Vitória. O Campo Mourão Basquete chegou a abrir 18 pontos de vantagem sobre o time local no último quarto do jogo, tinha mais de 10 pontos de diferença quando faltavam menos de 2 minutos e ainda assim deixou escapar a vitória nos últimos segundos da partida, por 82 a 80. A euforia de estar fazendo uma partida perfeita e garantir mais um jogo em nossos domínios deu lugar a tristeza com a cesta do jogador baiano André Góes. Amargo esse sentimento de ter a vitória nas mãos e vê-la escorrer.

Torcida continua

Mas não há tempo para ficar se lamentando. Hoje, Campo Mourão volta à quadra, na capital baiana, para tentar manter-se vivo na luta. O time precisa de uma vitória para forçar o quarto jogo, que, se necessário, está marcado para o domingo de Páscoa. Fica nossa torcida para que o time encontre forças para a batalha de hoje e nos dê a alegria de ter o quarto jogo em nossa casa.

Recorde

A transmissão ao vivo pelo Facebook foi um grande sucesso. O locutor anunciou durante a partida que houve recorde de audiência, sendo que a transmissão atingiu mais de 50 mil espectadores, ultrapassando todas as outras partidas dos playoffs transmitidas até hoje. Mais um indicador da força do torcedor mourãoense.

Outras definições

Bauru já liquidou a faturou ao varrer (vencer a série sem derrotas) o Macaé por 3x0. Pinheiros vence sua série contra o Vasco por 2x1 e o Ceará vai levando vantagem sobre o Paulistano por 2x1. Flamengo, Brasília, Franca e Mogi das Cruzes, os quatro melhores da fase da classificação aguardam os vencedores dos playoffs para jogarem as quartas de final.

Paraná em alta

Na última semana, o time de basquete masculino de Marechal Candido Rondon faturou o título de campeão brasileiro escolar. Além de quebrar mais uma vez o domínio dos paulistas em campeonatos nacionais, o time do jovem e competente técnico Guilherme Roma ganhou o direito de representar o Brasil no Mundial Escolar que acontecerá na Croácia. Destaque também para o time feminino de Foz do Iguaçu, que na mesma competição faturou a medalha de bronze.

É hoje...

O Campo Mourão Basquete em sua primeira temporada no NBB conseguiu se classificar para os playoffs. A equipe terminou em décimo lugar e enfrenta equipe do Vitória (BA) que terminou a fase de classificação em sétimo lugar e por isso terá a vantagem de jogar 3 partidas em casa, se necessário. A partida de hoje está marcada para começar às 20h, no ginásio da UTFPR, com transmissão ao vivo pela SporTV. Imperdível...Emoção garantida e a satisfação de ter orgulho do Campo Mourão Basquete.

Sequência

A segunda e terceira partida serão realizadas em solo baiano nos dias 11 e 13 de abril. A quarta partida, se necessária, volta a ser em quadra mourãoense e caso cada equipe vença duas partidas, o quinto e decisivo jogo está marcado para a casa do time do Vitória por ter tido melhor campanha na primeira fase.

Outras partidas

As outras partidas das oitavas de final são: Bauru x Macaé, Pinheiros x Vasco e Paulistano x Basquete Cearense. Bauru, Pinheiros e Paulistano levam a vantagem no mando de quadra. Os vencedores destas séries enfrentam Flamengo, Brasília, Franca e Mogi das Cruzes, que terminaram nas quatro primeiras colocações da fase classificatória e por isso se garantiram nas quartas de final.

Mourãoense é destaque

Na última semana, a atleta Jeanne Morais participou do Jogo das Estrelas da Liga de Basquete Feminino e também do Torneio de Arremesso de 3 pontos no mesmo evento. Jeanne foi revelada nas equipes de base do basquete feminino de Campo Mourão pelo professor Valdeir Ferro. Orgulho desta mourãoense, sobretudo por sua história como atleta, que teve lesões sérias e lutas constantes pela recuperação, mas sempre com final feliz.

UTFPR

Na última semana, o técnico Emerson de Souza, sua comissão técnica e atletas do Campo Mourão Basquete agradeceram publicamente ao diretor da UTFPR, Heron dos Santos Lima pelo apoio e dedicação para viabilizar que o ginásio da UTFPR fosse palco das partidas da equipe no NBB9. De acordo com Emerson, o atual diretor da UTFPR não mediu esforços para que o ginásio tivesse condições de sediar os jogos do CMB.

Fique de olho

O Campo Mourão Basquete enfrentou ontem à noite o Franca Basquete e até o momento do fechamento desta edição a partida ainda não havia sido encerrada. Por isso falaremos desse jogo na próxima coluna.  Mas, amanhã, às 14h, será possível acompanhar em tempo real o andamento da partida contra Bauru, no site da Liga Nacional. Campo Mourão está jogando estas suas últimas partidas da fase classificatória em solo paulista.

Governador

A equipe do Campo Mourão Basquete, representada pelo técnico Emerson de Souza, pelo supervisor Marcos Egídio (Marcão) e os atletas Douglas Nunes, Isaac Thornton e Cauê Verzola, agradeceu pessoalmente ao Governador do Estado do Paraná, Beto Richa, pelo apoio governamental concedido a equipe, por meio da Secretaria do Esporte e Turismo do Estado do Paraná (SEET), Copel e Sanepar, em sua recente passagem pela nossa cidade.  

Palavra do Presidente

Reproduzimos aqui as palavras do presidente da Associação Mourãoense de Basquete, Nelson Pedro Martins: “Tenho me manifestado várias vezes, sobre a evolução do esporte de nossa cidade, até pela responsabilidade que assumi quando me tornei presidente da AMOBASQUETE, há muitos anos, principalmente na busca da chegada ao NBB. Na foto, o prefeito Tauillo Tezelli e o Deputado Federal Rubens Bueno, que estiveram em Brasília e trataram de duas questões ligadas ao esporte: o projeto social do basquete mourãoense com o Banco do Brasil e a colocação de cadeiras no Ginásio Belin Carollo, ladeado pelo secretário Douglas Fabrício que tem  contribuído muito nesta busca de sustentação para que possamos ficar no NBB por  muitos anos!”

Projeto Social

Na última terça-feira (28), os técnicos Emerson, Daiane e Everli, do Campo Mourão Basquete, acompanhados do ala-armador norte-americano Isaac Thornton, um dos destaques mourãoenses no NBB9, visitaram os Colégios Dom Bosco e Unidade Pólo, onde entregaram cadernos aos alunos que treinam no projeto Basquete Cidadão, em núcleos desenvolvidos nas quadras das duas escolas. O material foi doado pelo Paraná Supermercados.

Betinho All Star

Betinho proporcionou um momento ímpar para Campo Mourão. Ao se classificar para as semifinais do Torneio de Habilidades, o cestinha mourãoense esteve em evidência no programa da Rede Globo “Esporte Espetacular”, transmitido em rede nacional, ao vivo. Vestindo a camisa do Campo Mourão Basquete, ele divulgou o nome de nossa cidade para todo o país. Orgulho do basquete de Campo Mourão, a cada dia uma proeza nova. Parabéns atletas e dirigentes.

All Star é show

Muito boa a repercussão do Jogo das Estrelas 2017. O profissionalismo dos dirigentes da Liga Nacional foram destaquem em inúmeras reportagens de sites especializados e em periódicos de circulação massiva. Atrações dentro e fora da quadra, eventos organizados com profissionalismo, tornou o Jogo das Estrelas um enorme sucesso.

Teste para cardíaco

A torcida mourãoense já está se acostumando com os finais de jogos eletrizantes do time de basquete. Desta vez, após iniciar mal o jogo contra o Pinheiros (SP), chegando a perder por mais de dez pontos, o Campo Mourão Basquete mostrou um poder de reação incrível no último quarto, tirou a diferença, passou a frente e por pouco não levou mais uma vitória. Nos instantes finais o time paulista recuperou o foco e venceu por 83 a 81. Destaque para os americanos Isaac (31 pontos) e Gregg (16).

Na estrada

Agora o time mourãoense pega a estrada e joga as duas últimas rodadas no interior de São Paulo. Dia 30 de março enfrenta Franca e dia 01 de abril finaliza a primeira fase enfrentando Bauru. Considerando o retrospecto fora de casa, Campo Mourão pode ir otimista para as partidas que irão definir a classificação final do time mourãoense e consequentemente o adversário nos playoffs.

Previsões

Afinando nossas previsões, parece mais provável que o Campo Mourão Basquete termine a primeira fase entre a oitava e décima colocação. Além de Campo Mourão, Vasco e Paulistano são as duas outras equipes lutando por estas classificações. Se terminar em oitavo ou nono lugar, joga contra o Vasco ou Paulistano nos playoffs, sendo que a diferença que na primeira situação teria o mando de quadra. Se terminar em décimo, o adversário ainda está bem em aberto em função do equilíbrio.

Jogo das Estrelas

Acontece neste final de semana o Jogo das Estrelas do NBB, que reúne as maiores estrelas do basquete brasileiro. Além da partida entre os melhores brasileiros e estrangeiros da Liga, ainda serão conhecidos os campeões do Torneio de Enterradas, de Arremessos de 3 pontos e de Habilidades. Todas as atividades acontecerão no ginásio do Ibirapuera e terão transmissão pela Rede Globo.

Betinho All Star

Os mourãoenses devem ficar de olho na telinha, pois Campo Mourão terá um representante no Jogo das Estrelas. Trata-se do seu cestinha, Betinho, que foi eleito por votação popular para integrar o selecionado de atletas brasileiros que enfrentará o selecionado de atletas estrangeiros. Betinho atuará ao lado de Alex, Giovannoni, Marquinhos, Marcelinho, Deryk, Fúlvio, Olivinha, Jefferson, Davi, Lucas Mariano e Georginho.

Pinheiros

A próxima partida do elenco mourãoense será contra o Pinheiros (SP). O jogo está marcado para quarta-feira (dia 22 de março) às 20h15, no ginásio de esportes da UTFPR. É a última partida do Campo Mourão Basquete em seus domínios na primeira fase. Depois, enfrenta Franca e Bauru fora de casa. Por isso não deixe de prestigiar.

Previsões

Faltando 3 partidas para Campo Mourão terminar a fase de classificação o que pode-se prever? As probabilidades parecem apontar para ficar entre a sétima e décima posição. O meio da tabela está bem equilibrado e Pinheiros, Campo Mourão, Paulistano e Vasco devem brigar por estas posições. Seria muito terminar entre os oito e ter o mando de quadra, mas o “visitante mal educado” tem mostrado que não se intimida em jogos fora de casa.

Eleição na CBB

Guy Peixoto foi eleito presidente da Confederação Brasileira de Basketball para a próxima gestão. O ex-atleta paraense venceu Amarildo Rosa e será o responsável pelas decisões da entidade mor do basquete brasileiro. A principal missão é conseguir sanar o aspecto financeiro da entidade e recurerar a credibilidade da mesma para que consiga novos patrocinadores. Boa sorte ao novo dirigente da CBB.