Explore ao máximo seu pontecial
Autoliderança – A capacidade de ser líder de si mesmo

Autoliderança é atitude na qual a pessoa direciona a si própria, no sentido de realizar tarefas e estratégias necessárias para alcançar um determinado objetivo. Para ter autoliderança, precisamos ter antes automotivação, ou seja: motivos para agir que surgem do seu próprio interior.

Quem tem um 'porquê' enfrenta qualquer 'como'. Viktor Frankl

Por que buscar a Autoliderança?

Benefícios Pessoais

- Melhora nos relacionamentos;

- Diminuição do stress;

- Aumento da felicidade;

- Resiliência;

- Sensação de Conquista;

Benefícios Organizacionais:

- Mais Criatividade e inovação;

- Decisões melhores e rápidas;

- Força no trabalho engajado;

- Melhora na definição de objetivos e resultados;

- Esforços colaborativos do grupo;

A autoliderança é uma conquista possível para qualquer um de nós, mas, para alcançá-la é preciso identificar que tipo de pensamentos estão servindo de obstáculos para seu desenvolvimento. Para alguns, desenvolver a autoliderança pode ser um processo bem simples, já para outros , pode ser um processo bem complexos. Mas para todos vai exigir um mergulho interior para localizar GAPS e até mesmo resolver conflitos.

Sendo assim, investir em autoconhecimento é o primeiro passo para alcançar a autoliderança, pois a autoconsciência é o que vai levar você a reconhecer seus pontos fracos e fortes, para que possa então quebrar paradigmas limitantes. Nem sempre é fácil! Mas sair da zona de conforto e se permitir uma pausa, refletir sobre seus questionamentos e sonhos é fundamental para a sua realização.

Dica de ouro: Diário físico ou virtual. O diário surge como uma possibilidade de se enxergar melhor, dedicar alguns minutos por dia organizando ideias, escrevendo seus pensamentos. Entender e organizar o que esta dentro da sua cabeça reflete no quanto suas ações soaram equilibradas.

Faz sentido?

Se a resposta for positiva convido você a colocar em prática e compartilhar nas redes sociais usando as hastag #autoconhecimento #diario #coachangelis, vou adorar acompanhar a sua evolução.

Permita-se!

Finalizo este texto citando Platão: “tente mover o mundo – o primeiro passo será mover a si mesmo”.

Façamos um excelente dia!

Angelis Bogdanovicz - @angelisbogdan

Chegou a hora de planejar 2018

O ano novo chegou, e com ele a oportunidade de traçar novas metas e objetivos para serem realizados nos próximos 365 dias. Quais são seus planos para o próximo ano? As possibilidades podem ser infinitas, mas para que possa alcançá-las é preciso planejar. Como o tempo voa, é necessário saber instrumentos e estratégias para realizar projetos pessoais e/ou profissionais e obter os resultados esperados.

Construir um projeto de vida anual pode transformar o próximo ano. Mas, para que isso seja possível, é essencial delinear pontos importantes no seu planejamento de metas e sonhos. Por isso, o Instituto A. Bogdan promove o curso Planejá 18 com o intuito de apresentar ferramentas de coaching e gerenciamento de projetos para o seu planejamento de 2018.

Nos dias 24 e 25 de Novembro de 2017, os participantes da primeira turma do Planejá 18 puderam além de estimular o autoconhecimento, identificar objetivos, traçar metas pessoais e profissionais e desenvolveram pontos da psicologia da riqueza. O curso trouxe dicas de finanças baseadas no livro O segredo da mente milionária.

O trainner Cassius Carlos Martins explica que durante o curso ele pode compartilhar conceitos e práticas de gestão de projetos com a turma. “São instrumentos que utilizo na minha vida pessoal e profissional que agora farão a diferença na vida de outras pessoas,” fala Martins.

Segundo a participante Magda Ategani Ishida, que participou da versão 17, as estratégias de planejamento financeiro foram fundamentais para conseguir administrar melhor o orçamento anual empresarial e familiar. “Valeu a pena ter participado do Planejá, pois aprendi uma maneira diferente de economizar e lidar com o dinheiro, inclusive ajudar minha família. Aprendi a transformar sonhos em metas e metas em realidade”, diz Ishida.

O curso PlaneJá acontece desde 2016 e já atingiu 9 turmas, três estados e centenas de pessoas. A diretora e fundadora do Instituto A. Bogdan, Angelis Bogdanovicz Martins, explica que o Planejá é um projeto que tem permitido que mais pessoas conheçam o Coaching, que é considerado o processo mais atual em termos de desenvolvimento de pessoas. E no último ano, superou as expectativas devido a procura de pessoas interessadas no curso. “Decidimos abrir duas turmas em Campo Mourão, sendo a primeira durante o fim de semana dias 19 e 20 de janeiro que já está fechada. E a segunda desta vez noturna para contemplar os que possuem restrições aos sábados ou horário comercial. Temos previsões de novas turmas para outras cidades, mas ainda iremos definir as datas”, conta Bogdanovicz.

A turma noturna do Planejá 18 acontece nos dias 29,30 e 31 de janeiro. O evento será realizado no Instituto A. Bogdan, localizado na rua São Josafat, 1349, sala 601. As inscrições podem ser feitas pelo site www.planeja18.com.br. Para mais informações entrar em contato pelo watts app 44 99806 5045.

 

Dia 10 de Setembro, dia mundial de combate ao Suicídio

Países do mundo inteiro têm utilizado o dia 10 de setembro como dia de combate e prevenção ao suicídio. A importância da data se deve a estimativa da OMS – Organização Mundial da Saúde de que nos últimos 45 anos a taxa de suicídio cresceu 60% no mundo. A cada ano, 1 milhão de pessoas tiram a própria vida, o que corresponde a uma taxa de mortalidade de 16 por 100 mil habitantes, o mesmo que uma morte a cada 40 segundos, número que pode dobrar até 2020.

Em 2001, alarmada com os altos índices de suicídio entre seus profissionais, a Polícia Militar de São Paulo lançou uma campanha na TV que tinha como objetivo emocionar os PMs. A ideia era tentar fazê-los desistir de cogitar a possibilidade de dar cabo da própria vida. A garota-propaganda escolhida foi Bruna Marquezine, então uma criancinha bochechuda de 5 anos.

No vídeo abaixo, Bruna aparece em seu primeiro papel na TV, dois anos antes de sua estreia na novela "Mulheres apaixonadas", de Manoel Carlos.

Lembre-se falar é o melhor remédio e se precisar de ajuda, busque um profissional de sua confiança.

Excelente semana!!!

A menina do vestido pérola...

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita. Acontece que essa menina, frequentava as aulas da escolinha local, sujinha e descuidada.

Percebendo isto sua professora pensou: "É uma pena que uma aluna tão encantadora venha às aulas desarrumada desse jeito. Talvez, com algum sacrifício, eu pudesse comprar para ela um vestido pérola".

E foi isto que ela fez, no dia seguinte, a professora vestiu a menina, arrumou seu cabelo e colocou um lindo laço em seu cabelo.

Quando a garota chegou em casa, sua mãe ficou encantada e não achou razoável que, com aquele traje tão bonito, a filha continuasse a ir ao colégio suja como sempre e, começou a dar-lhe banho todos os dias, antes das aulas. Seu Zé, pai da menina disse: “mulher vamos ter que arrumar os garotos também, coloque as camisetas de uniforme de molho, dê banho e penteie os cabelos deles para combinarem mais com nossa fia.”

Os vizinhos ao perceberem os filhos de Sr. Zé tão arrumados se incomodaram e passaram a cuidar mais da higiene e aparência das crianças, todas elas passaram a frequentar a escola limpas e cheirosas.

Ao fim de uma semana, Sr. Zé se incomodou: "Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more num lugar como este? Que tal você ajeitar a casa, enquanto eu, nas horas vagas, vou carpir a grama da frente e plantar um jardim?" E assim fez o humilde casal. A sua casa ficara mais bonita que todas as outras da rua, e os vizinhos inspirados naquela residência, se puseram a arrumar as suas próprias moradias.

Um homem ao passar pela rua e ver o esforço de Sr. Zé arrumando o jardim, resolveu doar um resto de tinta e propôs que ele pintasse o meio fio de toda a rua... e, assim, o fez. Desse modo, aquela rua passou ser referência para todas as outras do bairro.

Entretanto, os moradores das outras ruas se incomodaram e resolveram assim também zelar por suas moradias e ruas e, assim, todo o bairro melhorou consideravelmente, o parquinho foi limpo e pintado, a quadra de futebol restaurada e, assim, aquele bairro passou a ser notado por todos daquela cidade.

Mas, os moradores dos outros bairros se incomodaram e passaram a reformar e cuidar das suas ruas e espaço de lazer e, assim, aquela cidade passou a ser considerada a mais bonita e bem cuidada de todo o país.

Até que um dia, chegou equipes de TVs e repórteres para conversar com a liderança da cidade, que afirmou que aquela era uma terra de pessoas esforçadas...

E a professora?

Talvez aquela professora nunca soube e nem tão pouco foi reconhecida pela sua atitude, mas ela iniciou um processo de transformação que melhorou a vida de muitas pessoas.

E pensar que tudo começou com um vestido pérola...

A cor pérola é simbólica e foi escolhida por um nobre motivo: a concha que não foi machucada não produz pérola, talvez em nossas vidas enfrentamos grandes adversidades e dores, mas também podemos extrair a sabedoria e espalhar belas joias.

Mas o vestido pode ser de qualquer cor: azul, amarelo, verde, vermelho, rosa ou até mesmo transparente. Em forma de um carinho, de uma escuta, de uma palavra de otimismo e apoio. O importante é ter a certeza que grandes mudanças começam com pequenas atitudes e todos nós somos responsáveis.

Afinal, é difícil mudar o mundo, mas é possível dar um vestido pérola, concordam?

Esta história foi contada na SIPAT, Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, da Prefeitura Municipal de Campo Mourão, onde é realizado um trabalho preventivo da saúde mental do professor, coordenado pela psicóloga e coach Angelis Bogdanovicz Martins. E foi baseada na história de Gardel Costa A menina do vestido azul.

Para saber mais sobre nosso trabalho siga nas redes socias: Facebook Angelis Bogdanovicz Martins e Instagram angelisbogdan

Projeto Café com Ciência – Nós Participamos!

Como alcançar o sucesso profissional? Quais são suas metas? Você tem um planejamento de carreira? Com o objetivo de falar sobre a importância de planejar a carreira para alcançar o sucesso profissional, eu participei do encontro promovido pelo Projeto Café com Ciência, no dia 20 de maio, na Faculdade Unicampo.

Planejamento de carreira e sucesso profissional andam lado a lado. Por isso, a palestra com o tema “Como construir uma carreira de sucesso” abordou alguns passos como: foco, autoconhecimento, atitude, autossabotagem e potencial. Esses tópicos foram trabalhados com os participantes por meio de atividades de interação e dinâmica. Foi sensacional!

Um dos pré-requisitos do convite do encontro foi 1 litro de água de coco para cada participante. As caixas foram entregues para a palestrante e destinadas ao projeto Hidratação Solidária.

Superius e Café com Ciência: Parceira de Sucesso

A Superius é uma empresa junior que surgiu com o intuito de trabalhar as questões e demandas do campo da Psicologia Organizacional e do Trabalho (POT), composta por acadêmicos do curso de Psicologia da Faculdade Unicampo.

A empresa auxilia outras empresas no que se trata de consultoria organizacional, processo seletivo, diagnóstico organizacional, pesquisa de cultura e clima, dentre outros serviços. O projeto café com ciência tem como objetivo promover conhecimento e acesso aos acadêmicos e interessados pelas temáticas da POT.

Segundo Tarci M.Sartor, “o Café com Ciência é um projeto que está ligado ao próprio início da Superius, buscamos disseminar o conhecimento e trazer de forma técnica e científica as vivências do mundo organizacional”.

As palestras têm a temática, data e horário definidos antecipadamente, geralmente acontecem nas dependências da Faculdade Unicampo.

Se você quiser saber mais sobre planejamento de carreira ou sobre as próximas palestras e eventos, me segue lá nas redes sociais:

Instagram: angelisbogdan

Facebook: Psicóloga e Coach Angelis Bogdanovicz.

Missão: O alicerce para o sucesso profissional e pessoal

A missão significa saber qual é o seu propósito de vida e o que precisamos fazer para alcançá-lo. Mas para podermos saber qual é sua missão seja ela pessoal ou profissional, é preciso conhecer mais sobre si mesmo. Para atingir a plenitude de vida ou o sucesso profissional, você precisa saber mais sobre sua essência pois, afinal, para alcançar suas metas, definir suas estratégias e executar ambas com sucesso, você tem que ter valores bem estruturados e, assim, agir para executá-los e também superar as adversidades.

O escritor e palestrante americano Harvey Mackay diz: “Se não decides tuas prioridades e quanto tempo dedicarás a elas, alguém decidirá por ti.” Por isso, para que possa saber quais são elas e também o que te impulsiona a viver, é preciso, acima de tudo, desenvolver o autoconhecimento.

Essa é a etapa mais importante para ajudá-lo definir caminhos e obter resultados almejados em sua vida. Por isso, é necessário saber quais são suas motivações, crenças e valores. Deste modo, é importante fazer algumas perguntas para si mesmo, e ver como suas respostas influenciam positivamente ou negativamente nos êxitos e fracassos.

Reflita sobre esses questionamentos: O que te faz feliz? O que você gosta e o que você não gosta de fazer? Como e onde você deseja estar daqui a 5 ou 10 anos? Quais as atividades são mais significativas para você? Em que tipo de ambiente você prefere trabalhar? Quais são suas habilidades e quais delas você precisa desenvolver? Quais são suas maiores qualidades? Quais são suas maiores realizações? O que você quer deixar para as pessoas que mais ama?

Essa é apenas uma das etapas para desenvolver o autoconhecimento, que resultará na visão dos seus valores e competências, que são peças fundamentais para elaborar a missão. É por meio dela que você terá um alicerce para tomar decisões, planejar, organizar e realizar metas e sonhos, e assim, desenvolver competências e habilidades que resultarão em ações assertivas.

Coaching é um processo de autoconhecimento, planejamento e desenvolvimento para resultado. Durante este processo, que tem como tempo de duração de 8 a 12 sessões, o profissional Coach leva o Coachee (cliente) a identificar seus valores, objetivos e a transformar seus sonhos em objetivos e resultados. É durante este processo transformador que muitas pessoas identificam seu propósito de vida e escrevem a sua Missão.

Então você já tem uma missão? Deixe seu comentário abaixo.

Dica de Leitura: As 21 irrefutáveis leis da liderança

Como você classifica a sua liderança? Você se considera um líder?

As 21 irrefutáveis leis da liderança é um clássico, que teve a sua primeira edição lançada em 1998, quando revolucionou todo o conhecimento disponível até então sobre o tema. Hoje, quase 20 anos depois, faz sucesso com uma receita comprovada: desenvolver o líder que existe dentro de cada um de nós.

O autor best-seller John Maxwell aplicou tudo que aprendeu em anos de carreiras com a clareza de um professor habilidoso e a experiência de um consultor de sucesso, tornando-se assim a maior autoridade nessa área nos Estados Unidos.

Com esta leitura você poderá desenvolver técnicas e práticas de liderança, além de ser imprescindível para a formação de novos líderes. É uma dica de leitura valiosa, eu utilizo inúmeras citações e técnicas de Jonh Maxwell em treinamentos como escola de líderes, líder coach, planejá17, entre outros. Enfim, já deu para perceber que é um dos meus “queridinhos” do momento, certo?

Especificações técnicas

Número de páginas: 336

Dimensão: 13,5x20,8 cm

Ano de lançamento: 2016

Frases do livro:

  • Quanto mais alto você quer chegar, mais precisa de liderança. Quando maior o impacto que pretender ter, maior precisa ser sua influência.
  • Enquanto a pessoa não souber o que não sabe, não crescerá.
  • Todos os sucessos e fracassos que você já experimentou podem ser uma valiosa fonte de informações e sabedoria – se você permitir.

Desejo uma ótima leitura e aguardo seu comentário, combinado?

Você me segue nas redes sociais? Lá eu mostro minha vida profissional, vivências de treinamentos e algumas dicas relacionadas a Coaching e desenvolvimento de pessoas. Instagram angelisbogdan e Facebook Psicóloga e Coach Angelis Bogdanovicz.

Excelente Semana!!

Melhores momentos...

Como você avalia seu ano? Qual foi o seu momento de alegria em 2016?  Este foi o tema do último post do Blog “Explore ao máximo o seu potencial”. Para nossa alegria muitos leitores participaram do desafio, compartilhando suas fotos nas redes sociais e utilizando a hastag #meumomento2016.

Abaixo elegemos alguns momentos EXTRAORDINÁRIOS para dividir com você:

Gratidão! Desejo que 2017 seja o melhor ano das nossas vidas até agora e que tenhamos muitos momentos especiais.

#meumomento2017 já começou.

 

Excelente fim de semana!!

#Meumomento2016

Chegou o momento mais esperado, pelo menos para mim, desde 2014 ao se aproximar o fim do ano venho convidando os leitores do Blog a um “balanço emocional” , com o principal objetivo levar você a identificar momentos positivos da sua vida pessoal e ou profissional e claro compartilhar com a hastag #meumomento2016. 

Para isto compartilho o texto abaixo, boa leitura:

Como foi seu ano? Conseguiu tudo aquilo que planejou? Alcançou metas? 2016 chega ao fim, e com ele a chance de fazermos uma reflexão sobre tudo que vivemos nele. Ao fazermos um flashback podemos lembrar de pontos negativos, mas com certeza, todos nós tivemos muitos momentos que fizeram a diferença e que transformaram nossas vidas.

Qual será o seu melhor momento em 2016? Para o contador Johann Willians Antonechen, não faltaram motivos para celebrar o ano que passou. “2016 além de ficar marcado pelo primeiro ano de vida da minha filha, também teve o momento importante da tomada de decisão de deixar a estabilidade de um emprego em uma grande empresa para trabalhar como autônomo. Essa decisão tão importante de minha vida foi a realização de um sonho”, conta emocionado o contador.

Assim como Johann Willians, a empresária, Helen Silva, também tem muito para comemorar em relação ao ano que passou. “2016 foi marcado por vários momentos especiais, foi um ano que realmente valeu a pena! Existem sonhos que, inicialmente, não são nossos, mas que nos envolvemos tanto, acabamos sonhando junto e nos realizando a cada conquista. Apoiar, incentivar e trabalhar junto com o palestrante, Dr. Luís Gonzaga, no desenvolvimento de um projeto para ajudar pessoas é realmente gratificante”, explica a empresária.

Muitas vezes, os momentos de superação e os desafios podem ser considerados por você como acontecimentos importantes deste ano, pois eles também são responsáveis pelo nosso amadurecimento, aprendizado e crescimento.

A jornalista e graduanda de Letras, Samara Reis, concorda que as surpresas da vida foram responsáveis pelos seus melhores momentos. A acadêmica conta que o maior desafio de 2016 foi voltar às cadeiras da sala de aula. “Depois de quase dois anos no exterior, foi rejuvelescedor rever minha família e amigos, porém a melhor experiência que não foi planejada é ter voltado à Universidade. Olhar novamente meus professores e retornar a vida acadêmica fizeram 2016 valer a pena”, revela a jornalista.

Johann, Helen e Samara além de terem em comum o fato de celebrarem um ano de muitas vitórias, também compartilham o fato de que eles participam de um treinamento de Coach e, por isso, aprenderam a valorizar cada momento de 2016 sejam eles bons ou ruins.

Johann conta que a realização do sonho de abrir um negócio se deve justamente pelo trabalho desenvolvido no projeto de metas durante o Coach. “Muitos dos meus bons momentos dedico a minha família e minha coaching que me auxiliou e deu suporte para a tomada de decisão”, explica ele.

Para Helen, a participação no treinamento de autochoaching foi uma excelente experiência. “O curso continua me ajudando na tomada de decisões de forma mais assertiva. O conhecimento adquirido me ajudou no campo profissional, onde a prosperidade aconteceu. Vender sonhos na área de turismo representa mais um marco na minha jornada”, comemora a empresária.

Segundo Samara Reis, melhor de que reconhecer os melhores momentos de 2016 é saber agradecê-los. “Agradecer diz mais respeito ao gesto, ao ato de demonstrar a gratidão, por isso, posso dizer que 2016 foi o ano que aprendi a ter gratidão. Durante o Coach aprendi a fazer um retrospecto dos fatos mais marcantes de cada mês e também do ano que passou. A diferença deste ano para todos os outros anos é meu senso de gratidão, o que me permitiu ver com outros olhos vários dos meus momentos de 2016”, revela a acadêmica.

Por isso, convidamos você a fazer uma pausa nestes dias acelerados e de festas, para pensar um pouco sobre o seu ano de 2016. Já agradeceu todos os momentos vivenciados nele? Talvez seja a hora de escolher uma imagem destes momentos especiais e compartilhar conosco na sua página do facebook e usar a hastag: #meumomento2016.

Aguardamos ansiosos suas imagens e desejamos um excelente fim de ano!

A lendária conquista do Polo Sul

Em 1911, dois grupos de exploradores partiram em uma missão inacreditável. Embora tenham utilizado estratégias e rotas diferentes, os líderes das equipes tinham o mesmo objetivo: SER o primeiro da história a chegar ao polo sul. As histórias deles são exemplos de vida ou morte da lei da navegação.

Um grupo era liderado pelo explorador norueguês. Ironicamente, ele no início não pretendia ir à Antártida.  Seu desejo era ser o primeiro homem a chegar ao Polo Norte. Mas quando descobriu que Robert chegaria antes dele, mudou para o outro extremo da Terra.

Norte ou Sul, ele sabia que seu planejamento seria bem-sucedido.

Amundsen mapeou seu rumo cuidadosamente. Ele estudou os métodos dos esquimós e determinou que a melhor providência seria transportar todo o equipamento e todos os suprimentos em trenós puxados por cães. Ao montar sua equipe, ele convidou esquiadores experientes e treinadores de cães. Sua estratégia era simples. Os cães fariam a maior parte do trabalho enquanto o grupo viajava de 24 a 32 quilômetros em um período de seis horas todos os dias. Isto permitiria aos cães e aos homens muito tempo de descanso diário antes da jornada d dia seguinte.

A premeditação e o cuidado de Amundsen com os detalhes foram inacreditáveis. Ele levara em conta todas as possibilidades da viagem, refletira sobre elas O pior problema que eles tiveram na viagem foi um dente infeccionado que precisava extrair de um dos homens.

A outra equipe era liderada por Scott, um oficial da marinha britânica que já fizera algumas explorações na região da Antártida.

A expedição de Scott era a antítese daquela de Amundsen. Em vez de usar trenós puxados por cães, Scott escolheu usar trenós motorizados e pôneis. Após somente 5 dias os trenós pararam de funcionar. Os animais também não se saíram muito bem naquelas temperaturas geladas. Quando chegaram aos pés das montanhas Transantárticas, todos os animais tiveram de ser sacrificados. Por consequência, os homens da equipe tiveram que puxar os trenós de aproximadamente 100 quilos. Foi um trabalho árduo.

Scott também não dera a devida atenção aos outros equipamentos da equipe. Todos os homens tiveram queimadura de frios. Um homem precisa de mais de uma hora só para conseguir colocar suas botas por causa dos seus pés inchados e gangrenados. Todos desenvolveram cegueira de neve por causa dos óculos inadequados que Scott fornecera a eles.  A equipe sempre teve falta de comida e água. Isso se devia às falhas de planejamento de Scott. Em cima da hora, ele decidiu levar um quinto homem, embora ele só tivesse planejado suprimento para quatro.

Após 1300 quilômetros em dez semanas, o exaurido grupo de Scott finalmente chegou ao Polo Sul, no dia 17 de janeiro de 1912.  Lá eles encontraram a bandeira da Noruega e uma carta de Amundsen. A outra equipe bem liderada os tinha superado a mais de 04 semanas.

A viagem de volta foi ainda pior, Scott e seus homens estavam famintos e sofriam de escorbuto, mas Scott ignorava o sofrimento da equipe. Com o tempo acabando e a comida esgotada Scott insistiu que eles coletassem 15 quilos de amostras geológicas para levar.

A viagem de volta já durava 2 meses, e eles estavam a 240 quilômetros da sua base. Eles morreram ali. Nós só conhecemos a sua história porque eles passaram as últimas horas atualizando seus diários.

História real e riquíssima em conteúdo!

Não resta dúvida que Scott tinha coragem, mas não soube valorizar a importância do planejamento. E como foi incapaz de considerar a grandiosidade de sua obra, ele e seus companheiros pagaram com a vida.

Vamos refletir juntos?

  • O que aprendemos com a história da conquista do Polo Sul?
  • Qual foi a principal diferença entre a equipe de Amudsen e Scott?
  • É possível aplicar estas reflexões na sua vida?

Conheci a história da Conquista do Polo Sul, a pouco, e desde então venho aplicando em minha vida e compartilhando em palestras, eventos, processos de coaching, redes socias e não poderia deixar de compartilhar aqui no Blog.

E e fez sentido para você e você extraiu alguma mensagem dela, deixe seu comentário abaixo e compartilhe com seus amigos.

E como afirma Maxwell “Os principais obstáculos a um planejamento bem-sucedido são medo da mudança, ignorância, incerteza e falta de imaginação”.

Excelente Semana!!!!

Fonte:

As 21 irrefutáveis leis da liderança de John Maxwell

http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=1242:duelo-no-gelo&catid=9:artigos&Itemid=83