José Eugênio Maciel
Frases 2018, zelas por elas (I)

“Sentido das palavras. Sentindo as palavras. O que tem sentido? Palavras”.

(JEM)

            É costume a primeira Coluna do ano com todas as frases do ano passado reunidas a partir de hoje. Em 2018 o total: 89. O número foi menor e interrompeu a sequência crescente dos últimos anos. Em 2011 ao iniciar tal hábito, total das frases: 36. Em 2012: 104; 2013:106; 2014:108; 2015:113; 2016:109; 2017:115. O número menor de Frases se deve as faltas do escrevinhador. São 41 Colunas, com destaque os 30 anos de vida, 10 de julho. São 2091 textos em três décadas.

            Seguem as Fases de Fazer Frases, hoje são 40:

1. A vaidade mais invejada é a do vaidoso dependente dela.

2. Quem esquece de tomar remédio para a memória é porque ele não é bom. Nem ela.

3. Mãe sempre tem razão! A razão é o nome dela.

4. O sábio não ignora a falta de conhecimento. Ele aprende com ela.

5. O calado tem bom gosto. Por não abrir a boca.

6. Opostos são elo do duelo. O oposto.

7. O começo do infinito é só o início do fim.

8. Esteticamente a beleza não é estaticamente bela.

9. Tempo passado não cura presente. Tempo presente cura futuro.

10. Sentido das palavras. Sentindo as palavras. O que tem sentido? Palavras.

11. Cercar-se de todas as certezas é deixar escapar a ousadia.

12. O pior vazio é precedido pela inutilidade.

13. Espero que a espera não se exaspere.

14. Fujo do tempo fungível.

      Finjo ser fungível a tempo.

      Há tempo finjo fugir.

Fulgir a tempo de fingir.

Foge de mim o tempo que funge.

Forja-me o tempo fingido, fungível, fugidio.

15. Quem não larga a vida tem uma vida segura.

16. A indiferença é o tênue do esquecimento.

17. Vale tudo quando nada tem valor?

18. Deixe-se ver para poder olhar dentro de si.

19. Deixe-se olhar para poder ver fora de si.

20. O Supremo é para suprimir?

      O Supremo é para suprir?

      O que o Supremo supre no Supremo?

      Se o Supremo tiver  que suprimir, não seja ele suprimido.

      Seja o Supremo premido para ser e guardar a Constituição.

21. Não basta olhar para dentro de si. É preciso nosso próprio e o olhar alheio.

22. Seria séria a sereia?

      Seria a sereia que ria?

      Ia e ria a sereia.

23. Se infinita a bondade, eterna é a gratidão.

24. São poucos os muitos? São muitos os poucos? Tudo é muito pouco. E pouco o muito.

25 O caráter de uma multidão é não ter uma personalidade individual.

26. Não dê efeito a defeito.

27. O silêncio do ruído, o que ruiu em silêncio.

28. O tempo vencido não derrota o futuro.

29. O senhor do tempo não usa relógio.

30. A desordem é a ordem invertida.

31  Atribulado. A tribo ao lado.

      Atributo. Trio bruto.

      Atribuição. A tribo em ação.

      Tributo ao bruto.

32. Dividir o tempo com pessoas é somar amizades.

33. É preferível repetir o erro a ter que cometer erro maior.

34. Tenha tempo. Não detenha o tempo.

35. Quem se prende ao medo liberta para dentro de si a covardia.

36. Tudo faz sentido quando não existe indiferença.

37. Toda vontade é desejo. Nem todo desejo  é vontade.

38. Acúmulo do cúmulo é acumular? cumular?

39. Vida é miragem, viagem, passagem, paragem.

40. Quando a preguiça dá trabalho, atrapalha o descanso.

__

Por José Eugênio Maciel | [email protected]