Política e Ação
Tauillo diz que pode encaixar Voidelo em outra secretaria

O prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli (PPS), lamentou ontem a saída do vice-prefeito, Beto Voidelo (PPS), da secretaria da Ação Social, a partir do próximo ano. Tezelli afirmou que o vice-prefeito já tinha tocado no assunto com ele, e disse entender a decisão. “Se ele não está se sentindo bem lá, temos que respeitar”, falou. O prefeito comentou, que se Voidelo tiver interesse, poderá encaixá-lo em outra secretaria. “Se ele quiser ir para outra secretaria é um grande companheiro nosso, posso encaixar”, afirmou. O perfeito acrescentou que neste tempo à frente da Ação Social, Voidelo está dando importante contribuição à pasta.

Fênix decreta situação de emergência

O prefeito de Fênix, Altair Molina Serrano (PMDB), publicou decreto nesta quarta-feira (25), determinando situação de emergência no município por causa dos estragos com temporal, no último dia 19. Conforme o decreto, um forte vendaval, de aproximadamente 8 minutos, atingiu o município causando danos na zona rural e urbana. Conforme o prefeito, a tempestade danificou residências, comércio, prédios públicos e templos religiosos. Com a situação de emergência decretada, o município pode fazer a compra de materiais para recuperar os estragos sem a necessidade de licitação. O decreto tem vigência de dois meses, podendo ser prorrogado por até 4 meses.

Município dá reajuste salarial a servidores

O prefeito de Engenheiro Beltrão, Rogério Rigueti (PMDB), concedeu reajuste salarial aos servidores públicos municipais de 6,28%. O reajuste, autorizado pela Câmara, foi publicado ontem. O índice é referente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA.

Comcam promove workshop com o MEC

A Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (Comcam), realiza nesta sexta-feira (27) um workshop em parceria com o Ministério da Educação (MEC). O evento será aberto às 8h30, e irá orientar os gestores municipais sobre o Plano de Ações Articulas (PAR 2016/2019) e o Sistema Integrado de Monitoramento e Execução e Controle (SIMEC). São convidados para o encontro prefeitos, secretários municipais de Educação, responsáveis pelo planejamento municipal, além de técnicos responsáveis pelo preenchimento, fiscalização e acompanhamento do PAR. A reunião contará com o representante do Ministério da Educação, Leandro José Franco Damy, diretor de Gestão Articulação e Projetos Educacionais (Digap), técnicos do FNDE, e lideranças regionais.

Audiência pública

A prefeitura de Iretama realiza audiência pública nesta quarta-feira (25). Será às 19 horas, na Câmara de Vereadores. A pauta da reunião: discussão de políticas públicas voltadas à implantação da “cortina verde” no município. A audiência terá a presença da promotora de Justiça, Rosana de Sá Ribeiro, coordenadora regional da Bacia Hidrográfica do Alto do Ivaí.

Dito e Escrito

“Não estamos aqui para fazer uma coisa e sair gritando.”

Beto Voidelo (PPS), vice-prefeito de Campo Mourão e secretário da Ação Social, ao fazer ontem, à TRIBUNA, balanço da secretaria.

Previscam tira o sono da administração

“Enquanto gente não resolver o problema da Previscam, a prefeitura fica inadministrável.” A afirmação, é do secretário da Fazenda de Campo Mourão, Beto Pequito, ontem, à TRIBUNA, ao comentar a situação financeira da prefeitura. Segundo ele, além dos problemas de gestão enfrentados pelo município no passado, Campo Mourão tem um grave problema estrutural que chama Previscam (Previdência dos Servidores Municipais de Campo Mourão), o que vem tirando o sono da administração. Para se ter ideia, a folha da Previscam consumiu durante ano passado quase R$ 11 milhões. Já este ano, já foram pagos até setembro R$ 10 milhões. Até o fim do ano, o valor da folha da Previscam deve ultrapassar R$ 14 milhões. “Para pagar a Previscam ano passado a gestão ficou devendo. Este ano tivemos que pagar o que ela ficou devendo, e temos que pagar mais do que ano passado, porque mais gente que se aposentou”, falou Pequito. Desgraça pouca é bobagem.

Prefeitos reforçam pedidos ao governo

O clique é de ontem, na Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná, em Curitiba. Os prefeitos Wilson Carlos de Assis (Iretama), e José Carlos Gomes (Nova Cantu) foram recebidos pelo deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB), na ocasião, eles reforçaram pedidos ao Governo do Estado. A boa notícia ficou para Nova Cantu. O deputado anunciou para o prefeito que o Estado vai liberar nos próximos dias, recursos para a recuperação de uma balsa que faz a travessia do Rio Cantu, ligando o município a Laranjal.

Câmara de Araruna tem contas aprovadas...

Boa notícia para o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Araruna, Natanel Faria (PPS). O Tribunal de Contas do Estado do Paraná aprovou as contas da Câmara referentes ao exercício de 2014, quando ele era presidente. Inicialmente o TCE apontou ressalva, pela entrega de documentos com atraso e multa. Porém Faria recorreu, convertendo a situação. No fim das contas, a multa e a ressalva foram suspensas e as contas aprovadas sem nenhuma observação.

...e a prefeitura também

Outro que deve estar faceiro, é o ex-prefeito de Araruna, Fabiano Atoniassi (PMDB), que também teve as contras aprovadas pelo Tribunal de Contas, referente ao exercício de 2014. Só que no caso dele, o Tribunal apontou ressalvas em decorrência do relatório do controle interno encaminhado não apresentar os conteúdos mínimos prescritos pelo Tribunal e, também, em razão da entrega de dados com atraso. O parecer do TCE segue agora para julgamento da Câmara que decidirá pela aprovação ou não. E como a política no município está “paz e amor”, meio caminho já está andado por Antoniassi. Sorte a dele.

Dito e Escrito

“O município está proibido até o final do ano de conceder qualquer vantagem ao servidor.”

Beto Pequito, secretário da Fazenda de Campo Mourão, ontem, à TRIBUNA, ao comentar que a prefeitura não tem caixa para pagar o retroativo da reposição salarial dos servidores municipais este ano.

Corregedor do TRE visita comarcas eleitorais da região

O corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Paraná (TRE-PR), desembargador Luiz Taro Oyama, visitou ontem as comarcas eleitorais de Mamborê e Barbosa Ferraz. Em Mamborê, ele participou de reunião no Fórum Eleitoral do município com a juíza eleitoral da Comarca, Bruna Graça Ferreira, o prefeito anfitrião, Ricardo Radomski (PSD), o de Boa Esperança, Wenderson Aparecido Pereira dos Santos (PP), entre outras lideranças. Já em Barbosa Ferraz, Oyama se reuniu com o vice-prefeito do município, Roni Lucindo Filho (PPS), o prefeito de Corumbataí do Sul, Carlos Caxão (PSD), e vereadores da cidade. A pauta dos encontros: o cadastramento biométrico que está sendo realizado nas duas comarcas.

Eleitorado atingido

De acordo com a Justiça Eleitoral, ao todo 28.186 eleitores serão atingidos nas duas comarcas com o cadastramento biométrico - 15.286 em Mamborê e 12.900 em Barbosa Ferraz. Por município, os números são o seguinte: Mamborê-11.254 eleitores, Boa Esperança-4.032; Barbosa Ferraz - 9.229; e Corumbataí do Sul - 3.732. O cadastramento teve início no dia 2 deste mês e segue até 15 de dezembro. Para a regularização, o eleitor deve comparecer no Fórum Eleitoral de Mamborê e Barbosa Feraz das 9 às 18 horas, de segunda a sexta-feira. Vale lembrar que o cadastramento biométrico é obrigatório e quem não providenciar terá o título cancelado.

O “gato” e o corrupto

O presidente da Câmara de Vereadores de Altamira do Paraná, Agenor Cordeiro de Cristo (PP), lamentou ontem, à “Coluna” o “gato” feito na Câmara para desviar energia elétrica do Legislativo para três residências, em uma rua que faz fundo à casa de Leis. Ele lamentou o fato, e disse que não sabia da situação. Cristo falou que neste momento, de política conturbada no País, em que a sociedade tanto cobra os políticos, ela própria está envolvida em casos de corrupção, como este. “Quem fez esta ligação clandestina é tão corrupto quanto os políticos envolvidos em corrupção na Lava Jato”, criticou ele. O caso virou inquérito policial e está sendo investigado pela delegacia de Campina da Lagoa.

Encontro de prefeitos

A Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (Comcam) realiza nesta sexta-feira (20), a partir das 9 horas, assembleia extraordinária. Após a reunião com os prefeitos a portas fechadas para discussão de assuntos internos da entidade, haverá encontro no plenário da associação aberto ao público e imprensa com a presença de secretários de esportes e prefeitos da região. A pauta da discussão: a 1ª Copa Comcam de Futebol, que está programa para ser realizada em março de 2018.

Dito e Escrito

“Campo Mourão precisa melhorar e muito. Precisamos ser referência na região.”

Tauillo Tezelli (PPS), prefeito de Campo Mourão, ontem, à TRIBUNA, ao comentar a colocação do município no Índice de Efetividade de Gestão Municipal (IEGM), do TCE, que avalia a qualidade dos gastos públicos.

Recursos para municípios

9 municípios da região da Comcam foram contemplados ontem com a liberação de recursos pelo Governador Beto Richa (PSDB). Os investimentos somam R$ 250 mil. Com exceção de Rancho Alegre do Oeste, que recebeu R$ 50 mil, todos os demais receberam R$ 25 mil cada. São eles: Barbosa Ferraz; Boa Esperança; Fênix; Janiópolis; Moreira Sales; Peabiru; Quinta do Sol; e Roncador. O dinheiro será aplicado na instalação de academias ao ar livre. Ao todo 145 cidades do Paraná foram contempladas. Os deputados estaduais Douglas Fabrício (PPS) e Márcio Nunes (PSD), participaram do anúncio dos recursos.

Projeto popular

O ex-vereador de Nova Cantu, Tiago Elicker Raimundo (PTB), está colhendo assinaturas para encorpar o projeto popular contra o aumento do 13º para políticos, aprovado recentemente pela Câmara da cidade. Segundo ele, já foram colhidas 600 assinaturas e ainda há muita gente interessada procurando por ele para assinar o projeto. A expectativa é que o documento seja protocolado nos próximos dias na Câmara. “O objeto que estamos lutando é político e não pessoal contra os nobres vereadores”, falou ele. No facebook, o ex-vereador tem trocado farpas nos últimos dias com o presidente do Legislativo, o vereador, Oduvaldo José Domingues (PSDB) por causa da situação. Isso ainda vai dar muito pano pra manga...

Julgamento adiado

As contas do ex-prefeito de Roncador, Ilizeu Puretz (PSD), referentes a 2007, que deveriam ter sido votadas nessa terça-feira (17), teve o julgamento adiado. Motivo: o vereador Isaias Siqueira (PMDB) pediu vistas alegando a entrega de novas documentações à Câmara pelo ex-gestor, que precisam ser analisados. Com isso, o julgamento, que foi adiado também na segunda-feira, foi transferido para as próximas sessões.

Situação desconfortável

A situação de Puretz na Câmara não está nada confortável. O ex-prefeito corre o risco de ter as contas reprovadas pelos vereadores. Isso porque o Tribunal de Contas do Estado do Paraná já deu parecer pela rejeição e ainda lançou 8 multas contra o ex-gestor somando R$ 7,9 mil. Entre as irregularidade, o TCE apontou divergências nos ajustes efetuados na conciliação bancária em confronto com os extratos; omissão de conta corrente no sistema informatizado; não comprovação dos ajustes realizados em conciliações bancárias; e saldos bancários não comprovados. Ele precisa de dois terços dos votos (6) dos vereadores para reverter a decisão do TCE.

Audiência com Rossoni

Os vereadores de Campo Mourão, Edilson Martins (PR), Tucano (PR), Cabo Cruz (PSL), e Dr. Miguel (PRB), participaram ontem de audiência com o chefe da Casa Civil do Estado, Valdir Rossoni, em Curitiba. Os parlamentares aproveitaram que estão na capital fazendo curso e agendaram a reunião para solicitar a instalação de câmeras de segurança na área externa das escolas estaduais no município e de um heliporto na Santa Cassa, para pouso do helicóptero do Samu. Eles foram acompanhados pelos deputados estaduais Marcio Nunes (PSD) e Douglas Fabrício, além da chefe do Núcleo Regional de Educação de Campo Mourão, Rosimeire de Caires. Na ocasião, Rossoni anunciou que virá ao município nos próximos dias para verificar a solicitação in loco.

Dito e Escrito

“Está uma situação terrível. Um caos.”

Ismael José Dezanoski (PSD), prefeito de Janiópolis, ontem, à TRIBUNA, ao comentar a situação financeira do município.

Tauillo admite transformar UPA em posto 24 horas

O prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli (PPS), admitiu à TRIBUNA, em entrevista na última sexta-feira (13), a pretensão de transformar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do jardim Aeroporto em posto 24 horas. Segundo ele, a prefeitura já pediu autorização ao Ministério da Saúde, e aguarda uma resposta. Conforme o prefeito, caso a decisão seja concretizada, o posto 24 horas do Lar Paraná seria transferido para a UPA até a recuperação do prédio onde funciona. A construção da estrutura da UPA foi concluída há mais de 3 anos, porém, não está em funcionamento pela falta de recursos.

Sem recursos

R$ 18 milhões. Este é o valor que a prefeitura teria que investir para o funcionamento da UPA anualmente, ou seja, R$ 1,5 milhão mensal. Tauillo disse que o município não tem “condição nenhuma” de honrar este compromisso. “O nosso limite de contratação de pessoal já extrapolou”, ressaltou. Segundo ele, a unidade funcionando como posto de saúde, deixaria de atender as ambulâncias do Samu (que está funcionando no local) e Corpo de Bombeiros. O prefeito falou ainda que o Ministério da Saúde deu também ao município a opção de utilizar a estrutura como bem entender, desde que os recursos do governo federal, algo em torno de R$ 3 milhões, fossem devolvidos. “Mas não queremos devolver o recurso até porque não temos. Queremos é encontrar uma solução para colocar a unidade em funcionamento e atender Campo Mourão”, falou. E assim a novela continua.

Ex-prefeito de Fênix tem conta aprovada pelo TCE

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) aprovou as contas do ex-prefeito de Fênix, Edwaldo Gomes de Souza (PDT), referentes ao exercício de 2015. No entanto, o TCE apontou uma ressalva devido ao resultado financeiro deficitário das fontes não vinculadas a programas no valor de R$ 520,7 mil. As contas do ex-gestor seguem agora para julgamento da Câmara, que decidirá pela aprovação ou não.

Mais um alerta de gastos para prefeitura da região

Alerta de gastos do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) com folha de pagamento é o que não tem faltado aos prefeitos da Comcam. Tem de sobra. O escolhido da vez foi agora o prefeito de Corumbataí do Sul, Carlos Caxão (PSD). Segundo o TCE, o município excedeu durante o 1º semestre deste ano 90% do limite com gasto de pessoal, ultrapassando as despesas com folha em 48,6% da receita corrente líquida. O alerta é feito pelo Tribunal para que o gestor adote medida para o reequilíbrio das finanças públicas. E ele que não pise no freio pra ver.

Prestação de contas eleitorais

A Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze) fará no próximo dia 26, às 9 horas, na sede da entidade, um curso de prestação de contas eleitorais. A capacitação é dirigida a vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, contadores, presidentes de partidos políticos, e interessados da área. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 24, na sede da entidade, via telefone 3523-3889 ou ainda WhatsApp 9.8427 – 1535. Vereadores filiados à associação estão isentos de taxas, já para não filiados o valor da inscrição é R$ 30,00. O curso terá carga horária de 3 horas, e será ministrado pelo palestrante Décio Vicente Galdino Cardin, especialista em prestação de contas eleitorais, e pela chefe do Fórum Eleitoral de Campo Mourão, Sueli Bissi.

Dito e Escrito

“Se fosse fácil colocar para funcionar a administração passada teria colocado, tanto é que ficou fechada por dois anos.”

Tauillo Tezelli (PPS), prefeito de Campo Mourão, ao comentar, à TRIBUNA, sobre a UPA construída (há 3 anos) no jardim Aeroporto, mas que ainda não está em funcionamento.

Bueno diz que vai incluir demandas da região no orçamento de 2018

O deputado federal, Rubens Bueno (PPS), que é membro da Comissão Mista de Orçamento, afirmou que está incluindo demandas da região para o orçamento de 2018. Entre elas, ele citou, por exemplo, recursos à emenda de bancada impositiva para o anel viário do município, que já esta consolidada; inclusão também de emendas visando recursos para projetos da UTFPR, para a ampliação de serviços e citou ainda valores para a Santa Casa de Campo Mourão, entre outras entidades regionais. “Há também demandas para vários municípios da região em diversas áreas”, falou o deputado à “Coluna”, durante visita ao jornal, na última sexta-feira.

Orçamento impositivo

Bueno que foi um dos defensores do orçamento impositivo – que torna obrigatória a execução das emendas apresentadas -, lembrou também, que na prática, a metodologia está funcionando normalmente. Segundo ele, só não funciona quando não tem dinheiro em caixa. “Neste aspecto tem essa dificuldade. Mas quando há dinheiro em caixa para o governo, é estabelecido em números iguais para os parlamentares com as emendas que cada um apresentou”, falou. Conforme o parlamentar, o prazo para apresentação de emendas encerra até o próximo dia 21. O orçamento será definitivamente votado até dezembro.

Contas Aprovadas

Boa notícia ao ex-presidente da Câmara Municipal de Boa Esperança, Marcelo Ferreira (PSDB). O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) aprovou as contas referentes ao exercício financeiro de 2015 da Câmara de Vereadores da cidade. No período, Ferreira era quem comandava o Legislativo. O único detalhe é que houve uma ressalva pelo atraso na publicação de relatório de gestão fiscal. O Tribunal solicitou à Câmara providências para que isso não aconteça novamente. Dos males o menor.

Prefeito recebe dois alertas de gastos em 3 dias

Apenas 3 dias. Este foi o tempo para o prefeito de Luiziana, Mauro Slongo receber dois comunicados de alerta de gastos do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR). O primeiro foi na última sexta-feira, quando o TCE alegou que o município extrapolou o índice de despesa com gastos e pessoal no 1º quadrimestre de 2016, atingindo no período 55% da receita com folha de pagamento. Já ontem, o alerta do TCE ao prefeito, foi referente ao 1º semestre deste ano. Segundo o Tribunal, o município ultrapassou 51,3% da receita corrente líquida, excedendo 95% do limite de gastos com o funcionalismo. Diante da situação, o prefeito terá que buscar o corte de gatos para o reequilíbrio das finanças públicas municipais. Ô dureza, hein!?

TCE aprova contas de ex-prefeito de Fênix

Boa notícia para o ex-prefeito de Fênix, Edwaldo Gomes de Souza (PDT). O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) aprovou as contas dele referentes ao exercício de 2015. O detalhe ficou por conta de uma ressalva. Segundo o Tribunal, houve o resultado financeiro deficitário das fontes não vinculadas a programas no valor de R$ 520,7 mil. As contas de Chefinho, como é mais conhecido o ex-prefeito, seguem agora para julgamento da Câmara.

Bueno confirma que concorrerá reeleição

O ano de 2018 se aproxima e com ele, as eleições federais para deputado (estadual e federal), presidente e senado. O deputado federal, Rubens Bueno (PPS), afirmou ontem, à “Coluna”, que seu nome irá naturalmente para a reeleição a deputado federal. Segundo ele, o PPS tem um projeto focado para o governo – estadual e federal-, e que, portanto, a possível candidatura dele ao Senado, como era esperado, pode atrapalhar a consolidação de candidatura ao governo.

Candidaturas próprias

Bueno, que é presidente estadual do PPS, disse ainda que o partido defende candidaturas próprias para a presidência e ao governo do Estado. Nacionalmente, o partido trabalha com candidatura Cristóvão Buarque à Presidência da República, e estadual conta com dois pré-candidatos ao Governo do Estado - César Silvestre Filho (Guarapuava) e Marcelo Rangel (Ponta Grossa). A ideia é fazer uma primária interna no partido para decidir qual deles deverá ser o candidato a governador.

“Mão na massa”

E por falar no deputado Rubens Bueno (PPS), olha ele aí, com a mão na massa. Bueno, que esteve em Campo Mourão ontem, aproveitou para visitar obras de recape asfáltico no município com o prefeito Tauillo Tezelli (PPS), entre outras lideranças. Em uma delas, ele não resistiu, pegou uma enxada e partiu para o serviço braçal. E tudo embaixo daquele solzão de pelar o côco. Tá pensando o que, hein?

Vereadores depõem ao Gaeco

A semana para os vereadores de Farol foi de depoimento ao Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Maringá. Conforme fonte da “Coluna”, todos os 9 parlamentares do município estiveram na sede do Gaeco, na última terça-feira, para serem ouvidos sobre denúncia contra a prefeita do município, Angela Kraus (PSDB). Na Câmara Municipal, tramitava uma Comissão Processante (CP) contra a gestora, para apurar o mesmo caso, mas a Justiça concedeu liminar à prefeita, suspendendo a CP até o julgamento do mérito. A denúncia foi apresenta por uma servidora efetiva do município. A prefeita nega as acusações.

Alerta de gastos

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná deu sinal vermelho à prefeitura de Luiziana com relação a gastos com folha de pagamento. Nesta semana, o órgão encaminhou um alerta de gastos ao prefeito Mauro Slongo, alegando que o município extrapolou o índice de despesa total com gastos com pessoal no 1º quadrimestre de 2016. Conforme o Tribunal, a Lei de Responsabilidade Fiscal estabelece o teto de 54% da receita corrente líquida para os gastos com pessoal, mas a prefeitura atingiu no período 55%. Diante da situação, o TCE determinou ao gestor a proibição da concessão de vantagem a servidor; aumento, reajuste ou adequação de remuneração; criação de cargos, entre outras medidas, até a regularização da situação.

Dito e Escrito

“Estamos trabalhando para fazer o orçamento adequado às demandas e às prioridades de cada município da região.”

Rubens Bueno (PPS), deputado federal, ontem, em entrevista à TRIBUNA, ao comentar sobre a votação do orçamento para 2018.

Dina tem contas de 2012 reprovadas pelo TCE

Má notícia para a ex-prefeita de Farol, Dina Cardoso (PMDB). É que o Tribunal de Contas negou recurso de revista a ex-gestora, mantendo as contas referentes ao exercício de 2012, do município, reprovadas. Foi o último ano da gestão de Dina. Para a reprovação, o TCE apontou pelo menos 5 irregularidades. Inicialmente eram 6, mas ela recorreu, conseguindo sanar o item que tratava sobre o não encaminhamento de relatório do controle interno.

Irregularidades

As irregularidades apontadas pelo TCE para a reprovação das contas de Dina são: resultado financeiro das fontes não vinculadas deficitário em 6,47%; falta de repasse da contribuição dos servidores ao INSS no exercício de 2012; acréscimo de despesas não empenhadas; déficit de R$ 418.351,04 em relação às obrigações financeiras frente às disponibilidades; exercício do cargo de contador em desacordo com a Legislação.

Câmara decide

Para encerrar o assunto, o parecer do Tribunal de Contas segue agora para a Câmara de Vereadores do município, quem vai fazer o julgamento. Para reverter a decisão do TCE, Dina precisa de pelo menos dois terços dos votos dos vereadores, o que corresponde a 6 votos. A “Coluna” tentou ouvir a ex-prefeita sobre a situação, mas ela não foi localizada.

Cassação x defesa

A presidente da Câmara Municipal de Engenheiro Beltrão, Rosália Candido Machado (PMDB), determinou abertura de prazo de 20 dias para que os vereadores, Joaquim da Fonseca Garcia Duarte (PMDB) e Reinaldo Gaino (PHS), acusados de envolvimento no esquema de uso ilegal de diárias, em 2010, que ficou conhecido como “Farra das Diárias”, apresentem defesa contra pedido de cassação protocolado no Legislativo, pelo suplente de vereador, Guilherme Augusto do Prado Fischer (PEN). Ele solicitou a cassação dos dois parlamentares perante a condenação pelo Tribunal de Justiça (TJ), que entre outras sanções determinou a perda da função pública de ambos.

Prefeita alerta população sobre deputados “paraquedistas”

“Fiquem atentos no ano que vem com os deputados paraquedistas.” O alerta foi feito na quinta-feira, pela prefeita de Juranda, Leila Miotto Amadei (PSD), a moradores que participavam da audiência pública para prestação de contas da administração, na Casa da Cultura do município. Leila lembrou aos moradores que ano que vem é época de eleição e, que, a população deve ficar esperta com os chamados deputados “paraquedistas”, aqueles que só aparecem na cidade em época de campanha eleitoral, mas que depois de eleitos, desaparecem. O evento teve a participação do deputado estadual, Artagão Junior (PSB), atual secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), considerado por Leila como um “grande parceiro” de Juranda. E muita calma nessa hora.

Dito e Escrito

“Apesar das dificuldades, o que a população pediu como prioridade durante a campanha vamos conseguir executar quase tudo este ano.”

Leila Miotto Amadei (PSD), prefeita de Juranda, na quinta-feira, à TRIBUNA, ao avaliar os 9 primeiros meses da sua gestão.

Receita Federal notifica município

A prefeitura de Campo Mourão recebeu nesta semana notificação da Receita Federal (RF), questionando os valores do recolhimento do Pis-Pasep de empresas. O questionamento é referente à base de cálculo utilizada para o recolhimento, que estaria abaixo do estabelecido. Devido a situação, empresas teriam deixado de recolher cerca de R$ 800 mil. O secretário da Fazenda, Beto Pequito, não quis se pronunciar por enquanto sobre o assunto. Segundo ele, será feito um levantamento para confrontar as informações da RF. A prefeitura fará o levantamento da base de calculo utilizada entre os anos de 2015 e 2016, período questionado pela Receita para constatar se realmente houve a diferença. “Se entendermos que a Refeita Federal tem razão vamos ter que pagar a diferença”, falou ele. Mais essa agora.

Deputado visita Juranda e anuncia R$ 3,5 milhões

O clique é dessa quinta-feira (5), no município de Juranda. O deputado estadual, Artagão Junior (PSB), atual secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), participou de audiência pública de prestação de contas e anunciou R$ 3,5 milhões para investimentos na cidade. O recurso será aplicado na recuperação e pavimentação asfáltica, e aquisição para um caminhão para coleta seletiva. Olha o deputado aí com a prefeita Leila Miotto Amadei (PSD), durante assinatura do convênio.

Plebisul

Embalado pela votação pela independência da Catalunha na Espanha, o movimento “O Sul é Meu País” faz hoje, das 8 às 20 horas, um plebiscito dos eleitores de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul sobre a separação da região sul do Brasil. Em Campo Mourão a consulta acontece na praça São José, das 8 às 17 horas. Batizada de Plebisul, a consulta espera a participação de um milhão de moradores dos três estados - o equivalente a 5% do eleitorado da região formada por 27,3 milhões de habitantes. Haverá votação também nos municípios de Altamira do Paraná; Barbosa Ferraz; Campina da Lagoa; Engenheiro Beltrão; Fênix; Goioerê; Juranda; Mamborê; Roncador; Terra Boa; e Ubiratã.

Relação Brasil-Itália

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional aprovou nesta semana requerimento do deputado federal Rubens Bueno (PPS) que pede a autorização para realização na Câmara de seminário internacional em parceria com o Grupo Parlamentar Brasil-Itália. O objetivo do evento é debater temas de interesse do relacionamento bilateral dos dois países. Rubens Bueno explicou a importância da realização do evento, já que a comunidade italiana no Brasil representa aproximadamente 15% da população, 30 milhões de pessoas. “Serão tratados temas relevantes como a Convenção da Apostila de Haia, acordo assinado por diversos países que trouxe mudanças significativas para os brasileiros em busca da cidadania italiana, e o reconhecimento de títulos universitários, entre outros assuntos”, falou Bueno, que é presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Itália.

Dito e Escrito

“É uma parceria do Governo do Estado com o município que sem dúvida nenhuma traz benefícios para a população.”

Artagão Junior (PSB), deputado estadual, ao comentar, na quinta-feira, à TRIBUNA, dos recursos liberados para Juranda pelo Governo do Estado.

Eraldo Teodoro é eleito novo presidente do PMDB

O advogado e ex-vereador Eraldo Teodoro de Oliveira foi eleito o novo presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) de Campo Mourão. Ele assumiu a vaga do ex-presidente, o advogado Isavi Barreto da Silva, que ficou quase dois anos no comando do partido. O vice-presidente do grupo é Odenir Colchon Montesino. A convenção para escolha da nova diretoria foi realizada no último domingo, na sede do PMDB. Eraldo assume o partido com a missão de fortalecer o grupo para os próximos pleitos. Atualmente, segundo informações, o grupo conta em Campo Mourão com mais de 1 mil filiados. A eleição teve chapa única.

Diretoria completa

Assim ficou formada a nova diretoria do partido:

Presidente: Eraldo Teodoro de Oliveira

Vice-presidente: Odenir Colchon Montesino

2º vice-presidente: Augustinho Vecchi

Secretário geral: Paulo Roberto Sovinski

Secretário adjunto: Agnaldo Feitosa

Tesoureiro: Eder Rogério Stela

1º vogal: Kelly Matos Dutra

2º vogal: João Rechi

3º vogal: Luiz Carlos Presner

Suplente geral: Mario Jacob de Souza

Prefeito se reúne com vereadores

para discutir concessão de táxis

O prefeito de Moreira Sales, Rafael Brito do Prado (PMDB) se reúne nesta quinta-feira com os vereadores do município, às 19 horas, para discutir a regularização do serviço de táxi. O encontro será na Câmara Municipal. Brito tem três meses para providenciar licitação para o serviço na cidade. A determinação é da Justiça, atendendo o Ministério Público (MP) da comarca.

Muito táxi para pouco morador

De acordo com a promotoria, o município tem muito táxi para pouco morador. Para se ter ideia, possui 49 licenças concedidas a taxistas, número considerado excessivo para uma população de cerca de 13 mil moradores. Ainda segundo o MP, a lei municipal que regula o serviço não estabelece critérios para as concessões, ou seja, elas vem sendo distribuídas discricionariamente pela administração municipal. Conforme o prefeito, situação se arrasta no município há mais de 10 anos. “Assumi o município há 90 dias e recebemos isso como herança. Mas vamos resolver e dar um ponto final nessa novela”, falou.

“Votaram à escura”, diz ex-vereador sobre 13º salário para políticos

O ex-vereador de Nova Cantú, Tiago Elicker Raymundo (PTB), criticou em seu perfil no facebook, a aprovação pela Câmara do 13º salário e férias a políticos do município. Ele disse que a votação, realizada na última semana, foi feita às escuras. “Fiquei muito decepcionado. Não fui o melhor vereador de nossa cidade, mas fiz o que o dever pedia”, falou. Ele lembrou que no seu mandato a Câmara recuou do aumento de salário aos vereadores após a população se manifestar contra. “Agora votam à escura sem ninguém saber, não tivemos nem o direito de manifestar nosso pensamento”, criticou. E cá pra nós, pegou muito mal mesmo.

Dito e Escrito

“Não sirvo de exemplo, mas nunca me preguei de santo para ganhar votos.”

Tiago Elicker Raymundo (PTB), ex-vereador de Nova Cantú, ao criticar a aprovação, pela Câmara Municipal, do 13º salário e férias a políticos do município.