Política e Ação
Dina tem contas de 2012 reprovadas pelo TCE

Má notícia para a ex-prefeita de Farol, Dina Cardoso (PMDB). É que o Tribunal de Contas negou recurso de revista a ex-gestora, mantendo as contas referentes ao exercício de 2012, do município, reprovadas. Foi o último ano da gestão de Dina. Para a reprovação, o TCE apontou pelo menos 5 irregularidades. Inicialmente eram 6, mas ela recorreu, conseguindo sanar o item que tratava sobre o não encaminhamento de relatório do controle interno.

Irregularidades

As irregularidades apontadas pelo TCE para a reprovação das contas de Dina são: resultado financeiro das fontes não vinculadas deficitário em 6,47%; falta de repasse da contribuição dos servidores ao INSS no exercício de 2012; acréscimo de despesas não empenhadas; déficit de R$ 418.351,04 em relação às obrigações financeiras frente às disponibilidades; exercício do cargo de contador em desacordo com a Legislação.

Câmara decide

Para encerrar o assunto, o parecer do Tribunal de Contas segue agora para a Câmara de Vereadores do município, quem vai fazer o julgamento. Para reverter a decisão do TCE, Dina precisa de pelo menos dois terços dos votos dos vereadores, o que corresponde a 6 votos. A “Coluna” tentou ouvir a ex-prefeita sobre a situação, mas ela não foi localizada.

Cassação x defesa

A presidente da Câmara Municipal de Engenheiro Beltrão, Rosália Candido Machado (PMDB), determinou abertura de prazo de 20 dias para que os vereadores, Joaquim da Fonseca Garcia Duarte (PMDB) e Reinaldo Gaino (PHS), acusados de envolvimento no esquema de uso ilegal de diárias, em 2010, que ficou conhecido como “Farra das Diárias”, apresentem defesa contra pedido de cassação protocolado no Legislativo, pelo suplente de vereador, Guilherme Augusto do Prado Fischer (PEN). Ele solicitou a cassação dos dois parlamentares perante a condenação pelo Tribunal de Justiça (TJ), que entre outras sanções determinou a perda da função pública de ambos.

Prefeita alerta população sobre deputados “paraquedistas”

“Fiquem atentos no ano que vem com os deputados paraquedistas.” O alerta foi feito na quinta-feira, pela prefeita de Juranda, Leila Miotto Amadei (PSD), a moradores que participavam da audiência pública para prestação de contas da administração, na Casa da Cultura do município. Leila lembrou aos moradores que ano que vem é época de eleição e, que, a população deve ficar esperta com os chamados deputados “paraquedistas”, aqueles que só aparecem na cidade em época de campanha eleitoral, mas que depois de eleitos, desaparecem. O evento teve a participação do deputado estadual, Artagão Junior (PSB), atual secretário de Estado da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), considerado por Leila como um “grande parceiro” de Juranda. E muita calma nessa hora.

Dito e Escrito

“Apesar das dificuldades, o que a população pediu como prioridade durante a campanha vamos conseguir executar quase tudo este ano.”

Leila Miotto Amadei (PSD), prefeita de Juranda, na quinta-feira, à TRIBUNA, ao avaliar os 9 primeiros meses da sua gestão.