Política e Ação
“Queríamos ter feito mais”, diz Tauillo sobre investimentos

O prefeito de Campo Mourão, Tauillo Tezelli (PPS), reconheceu que o volume de investimentos nos seis primeiros meses de gestão ficou bastante abaixo do esperado. Ele justificou o baixo desempenho devido à situação financeira do município que não permitiu mais ações do governo. “Reconhecemos que os programas não foram grandes. É claro que gostaríamos de ter inaugurando um volume grande de obras, mas as obras vão acontecer no ano que vem”, falou ele durante a prestação de contas referente ao semestre, feita nessa terça-feira. Contudo, o prefeito comentou que apesar disso os números são positivos em todas as secretarias. “Agora temos que organizar a casa e colocar as finanças em ordem para que possamos atender a população de uma maneira geral”, emendou. E as projeções para o segundo semestre não são muito otimistas.

Deputado diz que Nunes pertence ao ‘alto clero’ da Alep

O deputado estadual Guto Silva (PSD), vice-presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), rasgou elogios ao deputado Márcio Nunes (PSD) na tarde de ontem, durante encontro regional do PSD em Campo Mourão. Segundo ele, Nunes que lidera a bancada do PSC e PSD na Alep, composta por 15 deputados, tem se tornado uma ferramenta importante de diálogo com o governo e isso faz toda diferença na hora de buscar recursos. “O Marcio pertence ao alto clero da Assembleia, tem poder de decisão. Construir um novo Paraná assa pelas mãos ele”, afirmou. Guto Silva disse ainda que isso faz toda a diferença para a região, que não fica coadjuvante aos interesses de Curitiba. “Ele está fazendo política em grande estilo e de alto nível”, emendou.

Remédio para o Brasil

De cada R$ 10 que o morador de qualquer município contribui em impostos e taxas, R$ 1,50 fica para sua cidade, R$ 2,50 ao Estado e R$ 6,00 vai para Brasília, ao cofre da União. Deste dinheiro R$ 3,00 está sendo utilizado para pagamento de juros da dívida pública. A informação é do deputado estadual Guto Silva (PSD), vice-presidente da Alep. Ele lamentou ontem, durante encontro do PSD em Campo Mourão, que esta é a realidade do País. “Precisamos contar o que está acontecendo para acharmos um remédio e a alternativa certa”, ressaltou.

“Capacidade de investimento de CM foi zerada nos últimos 12 anos”, diz Beto

O secretário da Fazenda de Campo Mourão, Beto Pequito afirmou na terça-feira (11), durante prestação de contas do prefeito Tauillo Tezelli (PPS), que a capacidade de investimento do município foi praticamente zerada nos últimos 12 anos, período do ex-prefeito Nelson Tureck (PEN) e Regina Dubay (PR). Segundo ele, até 2004 o município ainda tinha uma boa capacidade para investir. “O município está com muitas dificuldades de recursos para investimentos”, falou. Para se ter ideia, de janeiro até junho, a administração conseguiu investir na cidade apenas R$ 2 milhões (recursos próprios) enquanto a receita cresceu R$ 10 milhões. O problema é que o dinheiro foi destinado para liquidar dívidas herdadas.

Dito e Escrito

“Nós precisamos começar fazer reflexões profundas no país”.

Deputado estadual Guto Silva (PSD), vice-presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), ontem, durante encontro regional do PSD em Campo Mourão, ao comentar a crise política do País.