Esportes

Alisson e Marcelo entram na seleção ideal da Fifa; Klopp é eleito melhor técnico

O goleiro Alisson, do Liverpool, e o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, foram eleitos nesta segunda-feira para entrar na seleção mundial da Fifa, que foi conhecida durante a cerimônia de premiação promovida pela entidade, em Milão, na Itália. Eles são os únicos brasileiros que entraram no 11 ideal da temporada 2018/2019.

Eleito também o melhor goleiro do mundo nesta segunda, Alisson foi consagrado principalmente pelas atuações decisivas que teve na campanha que levou o seu time ao título europeu neste ano, no qual também ajudou a seleção brasileira a conquistar a Copa América.

Já Marcelo entrou na seleção mesmo estando longe de viver a sua melhor fase com a camisa do Real Madrid, que foi eliminado pelo Ajax nas oitavas de final da última Liga dos Campeões da Europa. E outros dois jogadores do clube madrilenho, o zagueiro espanhol Sergio Ramos e o meia croata Modric, também entraram nesta seleção ideal, embora a equipe espanhola tenha amargado uma temporada muito ruim dentro de campo.

Destaque também para a Holanda, que teve três jogadores do país nesta equipe: o defensor Matthijs de Ligt, eleito como lateral-direito e que recentemente trocou o Ajax pela Juventus; o zagueiro Van Dijk, do Liverpool; e o meio-campista Frenkie de Jong, outro nome que se destacou pelo Ajax na temporada passada e depois foi contratado pelo Barcelona.

Os outros atletas da seleção da Fifa são o belga Eden Hazard, eleito como meia, e os atacantes Mbappé (França), Messi (Argentina) e Cristiano Ronaldo (Portugal).

Assim, a seleção ideal eleita pela Fifa conta com Alisson; De Ligt, Sergio Ramos, Van Dijk e Marcelo; Modric, De Jong e Eden Hazard; Mbappé, Messi e Cristiano Ronaldo.

KLOPP - Campeão europeu e vice-campeão inglês pelo Liverpool neste ano, o alemão Jürgen Klopp foi eleito pela Fifa o melhor técnico do mundo na temporada 2018/2019. Ele superou o espanhol Pep Guardiola, do Manchester City, e o argentino Mauricio Pochettino, do Tottenham, outros dois finalistas desta categoria da premiação.

Após receber o troféu no palco no teatro em Milão, Klopp fez questão de dividir o mérito do seu feito com os jogadores do clube que dirige. "Quero agradecer a muita gente, em primeiro lugar à minha família. Há dez, 20 anos atrás, eu não poderia imaginar estar aqui. (O Liverpool) é um time incrível, meu objetivo foi conquistado, mas eu tenho que agradecer ao meu time, porque como técnico você só pode ser tão bom quanto o seu time", ressaltou o comandante.

FAIR PLAY - Outro técnico que recebeu uma honraria na cerimônia desta segunda-feira na Itália foi o argentino Marcelo Bielsa, que ao lado do time que ele dirige, o Leeds United, da Inglaterra, venceu o prêmio Fair Play da Fifa.

No caso, o treinador e o clube foram premiados depois de o comandante ter ordenado a sua equipe a deixar que o Aston Villa marcasse o gol de empate em uma partida na qual anteriormente o seu time havia aberto o placar enquanto um jogador adversário estava lesionado em campo. Na ocasião, o Leeds precisava ganhar para subir à elite do Campeonato Inglês. Por causa do empate por 1 a 1 no duelo, o Villa se credenciou para jogar a Premier League nesta temporada 2019/2020, enquanto o seu adversário permaneceu na segunda divisão nacional.