Campo Mourão

Após três anos, Câmara de Campo Mourão retorna à Acamdoze

Vereadores aprovaram retorno por unanimidade.
Retorno foi aprovado na votação em segundo turno na sessão dessa terça (10) (Foto: Walter Pereira)

Após três anos desfiliada da Associação das Câmaras de Vereadores da Microrregião Doze (Acamdoze), a Câmara de Campo Mourão vai voltar a participar da entidade. Na noite dessa terça-feira (10), os vereadores do município aprovaram em segundo turno de votação - por unanimidade (13 votos)-, o retorno à Associação.

O presidente da Câmara de Campo Mourão, vereador Edson Battilani (PPS), lembrou que já tinha recebido o presidente da diretoria passada e também agora o novo presidente e que a Câmara sempre aberta a voltar. “Evidentemente que não era uma decisão minha como presidente da Casa, mas sim de todos os demais vereadores”, comentou.

Ele argumentou que é de fundamental importância a Câmara do município retornar a Acamdoze, principalmente por ser da cidade sede da Associação. “Campo Mourão é a sede da microrregião e tem sua importância. É importante que nossos vereadores participem dos assuntos pertinentes ao desenvolvimento da região da Comcam. E a Acamdoze tem este papel fundamental”, ressaltou Battilani.

O presidente da Acamdoze, Wagner Malaco (PR), vereador de Araruna, comemorou a nova filiação. Ele ressaltou que já havia se reunido com Battilani em 2017 ainda na diretoria anterior e novamente neste ano, solicitando a filiação do Legislativo à entidade.

“É de fundamental importância para a Acamdzoe a Câmara da cidade sede participar dos trabalhos. Algum tempo já vínhamos solicitando este retorno que graças a Deus se concretizou nesta semana. Só temos a agradecer a todos os vereadores que votaram pelo retorno”, falou Malaco que completou ontem 3 meses à frente da presidência da Acamdoze.

Ele disse que os trabalhos de visita às outras Câmaras da região continuam para fazer novas filiações. “Nós da diretoria estamos correndo para que as outras Câmaras retornem para que deixemos a Acamdoze mais forte. Principalmente nesta época de politica é bom termos fortes representantes para que consigamos fazer um trabalho de conscientização e eleger pessoas do bem”, ressaltou Malaco.

Ele disse que a meta é encerrar o mandato em dezembro com omaior número possível de Câmaras filiadas à Associação de Vereadores. “E pensar que no passado a Acamdoze chegou a ter 150 vereadores participando das assembleias. Estamos batalhando para que esta força volte igual”, acrescentou.

A Câmara de Campo Mourão estava desfiliada da Acamdoze desde 2015. Os vereadores aprovaram o retorno mediante a isenção da dívida no valor de R$ 36 mil em mensalidades atrasadas. Com Campo Mourão sobe agora para 9 o número Câmaras da região filiadas à entidade: Araruna, Boa esperança, Campo Mourão; Corumbataí do Sul, Engenheiro Beltrão, Farol, Fênix, Peabiru e Quinta do Sol. Para participar da Acamdoze, a Câmara precisa pagar uma mensalidade com valor equivalente a um salário mínimo por mês: R$ 954.