Região

Araruna promove semana de sensibilização conta poliomielite

Atividades estão sendo desenvolvidas na Casa da Cultura do município (Foto: Divulgação)

A secretaria da Saúde de Araruna em conjunto com as secretarias da Educação; Cultura e Turismo e família rotária do município estão promovendo nesta semana na cidade a 1ª Semana de Sensibilização sobre o Valor da Vacinação em Combate a Poliomielite.

A iniciativa foi aberta na segunda-feira e será encerrada nesta quinta-feira (9). As atividades estão sendo realizadas na Casa da Cultura do município. O público alvo são estudantes da rede municipal de ensino.

O presidente do Rotaract Club de Araruna, Fernando Carlos da Silva, explicou que objetivo da mobilização é sensibilizar a população quanto aos perigos da doença e a importância da vacinação na erradicação da pólio. Durante a semana os alunos assistiram a vídeos, palestras e teatro de fantoches com orientações quanto ao vírus.

Campanha

A 11ª Regional da Saúde de Campo Mourão abriu na segunda-feira (6) a Campanha de Vacinação contra sarampo e poliomielite. Na Comcam, a meta é imunizar 17 mil crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos, público mais suscetível a complicações de ambas as doenças. O Dia “D” de imunização será 18 de agosto.

Este ano a vacinação está sendo feita de forma indiscriminada, ou seja, todas as crianças dentro da faixa-etária estabelecida serão imunizadas – mesmo as que já estão com o esquema vacinal completo. Neste caso, a criança vai receber outro reforço.

A poliomielite é uma doença infecto-contagiosa aguda, causada por um vírus que vive no intestino, denominado Poliovírus. Embora ocorra com maior frequência em crianças menores de quatro anos, também pode ocorrer em adultos. O período de incubação da doença varia de dois a trinta dias sendo, em geral, de sete a doze dias. A maior parte das infecções apresenta poucos sintomas. A transmissão do vírus se dá através da boca, com material contaminado com fezes.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), três países ainda são considerados endêmicos (Paquistão, Nigéria e Afeganistão). O Brasil está livre da poliomielite desde 1990. Em 1994, o país recebeu, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), a Certificação de Área Livre de Circulação do Poliovírus Selvagem.