Região

Audiência pública vai discutir tecnologia para destinação do lixo

A Associação das Câmaras Municipais da Microrregião Doze (Acamdoze) fará uma audiência pública no próximo dia 3 de agosto, às 9 horas, para discutir sobre a tecnologia REUSI, sistema utilizado para a destinação dos resíduos sólidos urbanos e industriais, gerando energia e madeira biosintética por meio de uma usina.

A ideia é esclarecer sobre a tecnologia às autoridades regionais para dar andamento as discussões sobre a possibilidade de implantação de uma usina para destinação de resíduos sólidos para atender municípios da Comcam utilizando o sistema. Os debates em torno do assunto tiveram início com requerimento apresentado recentemente à Acamdoze pelo vereador de Engenheiro Beltrão, Thiago Chiminello (PSB) sobre a tecnologia. Na ocasião, o parlamentar sugeriu a implantação de uma usina utilizando a metodologia do REUSI.

audiência terá uma palestra do professor e pesquisador Mario Augusto Mayer, especialista em gestão pública e planejamento urbano, representante estadual do sistema. Mayer fará a apresentação do REUSI esclarecendo dúvidas e abordando as vantagens da tecnologia aos participantes. São esperados para o evento, vereadores de toda a região, prefeitos, representantes de Rotary’s; Lojas Maçônicas; Associações Comerciais, entre ourtos.

A tecnologia REUSI é fruto de uma parceria de estudos entre o Brasil e China, e visa solucionar a destinação dos resíduos sólidos urbanos e industriais, gerando energia e madeira biosintética por meio de uma usina. Segundo Chiminello, a questão da destinação dos resíduos sólidos tem se tornado um problema a todos os municípios da região. “O REUSI é uma opção que pode solucionar este problema dos municípios. Além de cumprir com a obrigação ambiental destinando corretamente o lixo, ainda gerará empregos e riquezas econômicas para nossa região”, justificou.

Para a construção da usina seria escolhido um município sede para centralizar o recebimento dos resíduos. O prazo de retorno do investimento pode ser de até três anos. A sede da empresa que detém a tecnologia no Brasil fica no estado de São Paulo, com representante em Curitiba.

O SISTEMA REUSI

O sistema surgiu há cerca de 3 anos como solução definitiva para destinação de Resíduos Sólidos Urbanos e Industriais e através de suas tecnologias patenteadas transforma resíduos em energia e madeira biosintética através de processos com níveis mais baixos de emissões ambientais e sem passivo posterior após seu processamento. Assim proporciona a possibilidade real de um meio ambiente ecologicamente sustentável, não sendo necessário o depósito de resíduos em aterros sanitários ou lixões.

Serviço

Evento: Audiência Pública

Assunto: Tecnologia REUSI

Local: Auditório da Comcam

Data: 3/08/2017

Horário: 9 horas