Campo Mourão

Banda municipal abre comemoração dos 60 anos tocando na Feira do Produtor

Músicos executam durante a feira um variado repertório por cerca de 40 minutos (Foto: Divulgação)

Os frequentadores da Feira do Produtor de Campo Mourão foram surpreendidos nesta semana com a presença da Banda Municipal. Enquanto as pessoas compram e consomem produtos, os músicos executam um variado repertório por cerca de 40 minutos. A iniciativa é da Fundação Cultural do município para marcar o aniversário de 60 anos da banda.

Segundo a secretária especial de Cultura, Marley Formentini, estão previstas 15 apresentações durante o mês de janeiro. A primeira foi realizada no domingo passado na Feira da Economia Criativa, na Praça São José. “É uma forma que encontramos da comunidade conhecer melhor nossa banda”, disse a secretária, ao acrescentar que a comemoração oficial do aniversário da Banda será marcada por um evento no mês de agosto.

Com 22 componentes, a Banda faz parte da estrutura da Fundação Cultural, que é responsável, inclusive, pela agenda. Cada músico recebe uma bolsa-auxílio de R$ 500,00/mês, desde que participe de todas as apresentações agendadas. O uniforme é fornecido pelo município, assim como parte dos instrumentos.

Os ensaios são realizados sempre às quartas-feiras no auditório da Fundação Cultural. Este ano, porém, haverá inovação com os ensaios ao ar livre. “Faremos os ensaios nas praças e locais de aglomeração de pessoas como forma também de divulgar o nosso trabalho”, explica o maestro Celso Barnabé.

Com 81 anos, o trombonista Antonio Bringel é o mais antigo integrante da Banda Municipal. Ele começou há 53 anos, quando mudou-se de Porecatu para Campo Mourão. “Naquela época a banda era mais valorizada. Todo domingo a gente tocava retretas na praça do Lar Paraná e na Praça Getúlio Vargas. Hoje a música tocada por banda não tem a mesma valorização”, lamenta Bringel

HISTÓRICO

Segundo o historiador Jair Elias dos Santos Junior, a primeira apresentação da Banda Municipal foi no dia 15 de agosto de 1959, na Capela Nossa Senhora das Graças, na Serraria Pedro Staniszewski, então distrito de Farol. O primeiro maestro foi Leone de Biágio, que veio de Arapongas para Campo Mourão com auxilio do então prefeito Roberto Brzezinski. O maestro Lincoln foi o que regeu a Banda por mais tempo (mais de 30 anos) e também foi responsável pela formação de vários músicos.