Região

Barbosa Ferraz prepara festa da padroeira Nossa Senhora das Graças

Programação iniciou nesta semana com reza de terços e novenas, que prosseguem até o próximo dia 26.

A Paróquia Nossa Senhora das Graças de Barbosa Ferraz, prepara a 8ª Festa em homenagem à Santa, que é padroeira do município. A programação iniciou nesta semana com reza de terços, às 19 horas e novenas, que prosseguem até o próximo dia 26, às 19h30.

O dia da padroeira é comemorado no dia 27 de novembro, próxima terça-feira. Neste dia haverá missa dos enfermos às 15 horas e missa solene às 19 horas com a presença do bispo diocesano Dom Bruno Versari. A missa da tarde será celebrada pelo padre da paróquia, Roberto Cézar de Oliveira. “A Pastoral da Saúde vai à cassa de doentes que por ventura não possam vier a igreja e o padre faz a unção”, explicou o secretário da paróquia, Jeferson Batista de Moraes,

A festa à padroeira será realizada no dia 2 de dezembro, no salão paroquial. A programação começa com missa às 9 horas e almoço com costela assada a partir do meio dia. O convite pode ser comprado no dia da festa, o preço varia entre R$ 25,00 a R$ 30,00. Haverá ainda durante o dia show com a dupla Paulo Cesar e Rangel. Às 16 horas será realizado o tradicional leilão de gado.

A festa é prestigiada por membros da paróquia e pessoas de toda região. “Vem participantes de Corumbataí do Sul, Fênix, Engenheiro Beltrão, entre outras cidades”, falou Moraes.

A Santa

Nossa Senhora das Graças é uma invocação especial pela qual é conhecida a Virgem Maria, também invocada com a mesma intenção sob o nome de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa e Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças.

Esta invocação está relacionada a duas aparições da Virgem Maria a Santa Catarina Labouré, então uma noviça das Irmãs da Caridade em Paris, França, no século XIX. A primeira aparição aconteceu na noite da festa de São Vicente de Paulo, 19 de Julho, quando a Madre Superiora de Catarina pregou às noviças sobre as virtudes de seu santo fundador, dando a cada uma um fragmento de sua sobrepeliz. Catarina então orou devotamente ao santo patrono para que ela pudesse ver com seus próprios olhos a Mãe de Deus, e convenceu-se de que seria atendida naquela mesma noite.

Catarina continuou sua rotina junto das Irmãs da Caridade até o Advento. Em 27 de novembro de 1830, no final da tarde, Catarina dirigiu-se à capela com as outras irmãs para as orações vespertinas. Erguendo seus olhos para o altar, ela viu novamente a Virgem sobre um grande globo, segurando um globo menor onde estava inscrita a palavra "França". Ela explicou que o globo simbolizava todo o mundo, mas especialmente a França, e os tempos seriam duros para os pobres e para os refugiados das muitas guerras da época.