Economia

Bolsas da Europa fecham em alta com relatório de emprego dos EUA em foco

Os mercados acionários europeus encerraram o pregão desta sexta-feira em alta, com investidores de olho no relatório de emprego dos Estados Unidos, conhecido como "payroll", divulgado nesta sexta-feira. O país criou 136 mil vagas de emprego em setembro e viu sua taxa de desemprego recuar para 3,5%, o menor nível desde dezembro de 1969. Diante do cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou o dia em alta de 0,16%, aos 379,00 pontos. Na comparação semanal, no entanto, houve queda de 2,31%.

O Departamento do Trabalho americano anunciou que o país criou 136 mil empregos em setembro. O resultado veio abaixo das expectativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, que previam geração de 150 mil vagas. Já a taxa de desemprego caiu de 3,7% em agosto para 3,5% em setembro, o menor nível em quase 50 anos, enquanto a projeção era de manutenção em 3,7%.

Os indicadores da economia americana deram tom positivo nos mercados europeus, em meio aos constantes temores de desaceleração da economia global. Com isso, o índice DAX, da bolsa de Frankfurt, subiu 0,73%, para 12.012,81 pontos, mas na semana houve queda de 2,97%. Na bolsa de Milão, o índice FTSE MIB se fortaleceu 0,75%, para 21.470,44 pontos.

A bolsa de Londres apresentou a maior alta da região, com o índice FTSE 100 avançando 1,10%, para 7.155,38 pontos. Na comparação semanal, contudo, houve queda de 3,65%. As ações da British Petroleum se fortaleceram 2,06%, após o anúncio da troca de comando da empresa. O CEO Bob Dudley deixará o cargo em fevereiro do ano que vem e Bernard Looney já foi nomeado para a sucessão.

Em Paris, o índice CAC 40 subiu 0,91%, para 5.488,32 pontos, a máxima do dia. Na semana, houve recuo de 2,70%. As ações da fabricante de microchips STMicroelectronics subiram 3,14%, em meio aos sinais de EUA e China devem, de fato, retomar as negociações comerciais na semana que vem. Os papéis da empresa supracitada costumam ser afetados pelas notícias da guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo.

O índice Ibex 35, da bolsa de Madri, encerrou o pregão em alta de 0,67%, aos 8.961,80 pontos, a máxima do dia, mas caiu 2,42% na comparação semanal. Já o índice PSI 20, da bolsa de Lisboa, subiu 0,86%, para 4.907,87 pontos, com queda de 0,54% na semana.