Política

Bolsonaro: mensagem obtida de forma ilegal não deve ser validada juridicamente

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira, 4, que mensagens obtidas de forma ilegal não devem ser validadas juridicamente. "Se é criminoso, é criminoso. Respeita a lei", disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada, pela manhã.

Bolsonaro respondeu a questionamentos de jornalistas sobre a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) conseguir validar as mensagens de Telegram envolvendo integrantes da Operação Lava Jato. A invasão de celulares de autoridades é investigada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Spoofing.

"Se (a mensagem) é criminosa, é criminosa", reforçou o presidente. Bolsonaro comparou a situação a possíveis quebras de sigilo. "É igual quebra de sigilo. Se seguiu a lei, tudo bem. Se não seguiu, está errado", comentou o presidente.