Política

Bolsonaro publicou foto de idosa que já morreu

A foto divulgada pelo presidente Jair Bolsonaro no domingo passado, dia 26, retratando uma idosa se locomovendo com um andador durante uma manifestação, é antiga e se refere a uma pessoa que faleceu em 2018. A imagem foi publicada nas redes sociais do presidente no momento em que eram realizados atos a favor do governo em diversas cidades do País, com legenda que pede "responsabilidade" aos governantes: "Presidente, ministros, senadores, deputados, governadores, prefeitos, vereadores, juízes, olhem a nossa responsabilidade".

Maria Nina Rattes, a idosa retratada, faleceu no dia 21 de novembro de 2018, quase um mês antes da posse de Bolsonaro. As informações foram confirmadas ao Estadão Verifica pelo advogado Leonardo Rattes Madruga, neto de Maria. Segundo ele, a avó tinha costume de participar de atos a favor de Bolsonaro com as mesmas roupas, por isso não consegue identificar o dia em que a foto foi tirada.

Madruga disse que a divulgação da foto seria uma "homenagem" do presidente à família, visto que se conhecem "há mais de uma década". Segundo ele, seu pai, José Eduardo Pinaud Madruga, foi professor do filho mais velho do presidente e atual senador, Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), na Universidade Cândido Mendes. "A família não tem dúvida de que se tratou de uma homenagem do presidente."

Madruga afirmou acreditar que o presidente não teve a intenção de tirar a foto do contexto em que foi feita. "Se você reparar no texto do presidente, em nenhum momento ele diz que essa foto foi da manifestação do dia 26. O presidente aborda sobre a responsabilidade que os políticos têm que ter de maneira geral, e é uma pauta que minha avó defendia." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.