Esportes

Bottas lidera dobradinha da Mercedes no segundo treino livre do GP da Inglaterra

Depois da surpreendente liderança do francês Pierre Gasly, da Red Bull, na primeira atividade de pista nesta sexta-feira para o GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone, a Mercedes restabeleceu a sua hegemonia na temporada de 2019 da Fórmula 1 e fez a dobradinha na segunda sessão de treinos livres. Com o tempo de 1min26s732, o melhor do dia, o finlandês Valtteri Bottas superou Lewis Hamilton, piloto da casa, por apenas 0s069 - cravou 1min26s801.

Com um rendimento melhor que na atividade da manhã, os dois carros da Ferrari ficaram logo atrás dos rivais da Mercedes. Mais uma vez, o monegasco Charles Leclerc ficou na frente do seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel. Fez o tempo de 1min26s929, bem perto da marca obtida por Bottas (apenas 0s197 atrás), contra 1min27s180 do tetracampeão mundial.

Pierre Gasly conseguiu a proeza de superar, em dois treinos livres seguidos, o seu companheiro de equipe. O francês terminou a segunda sessão na quinta colocação com o tempo de 1min27s249, enquanto que o holandês Max Verstappen foi apenas o sétimo com 1min27s562.

Entre os dois carros da Red Bull ficou o inglês Lando Norris, em mais uma boa performance da McLaren, com a marca de 1min27s546. O seu colega de equipe, o espanhol Carlos Sainz Jr., obteve o oitavo melhor tempo do treino. O tailandês Alexander Albon, da Toro Rosso, ficou em nono, à frente do mexicano Sérgio Pérez, da Racing Point, que completou os 10 primeiros colocados.

Na pista, depois do incidente do francês Romain Grosjean no primeiro treino pela manhã, quando o piloto da Haas rodou na saída do pitlane, a segunda sessão foi mais tranquila em Silverstone. De mais emocionante na primeira meia hora de treino, apenas algumas escapadas (inclusive de Grosjean e Vettel), mas sem maiores consequências.

Um grande destaque da atividade da tarde foi a presença de Frank Williams, dono da equipe Williams, que completa 50 anos de Fórmula 1. Para azar do chefe, o inglês George Russell teve problemas e amargou a lanterna, atrás até do polonês Robert Kubica, seu colega de escuderia. O australiano Daniel Ricciardo também lidou com uma falha de sua Renault e causou um rápido safety car virtual no fim do treino livre.

Neste sábado, a terceira sessão de treinos livres será às 7 horas (de Brasília) e o treinamento oficial de classificação, para definir o grid de largada, terá início às 10 horas. A corrida no domingo está marcado para 10h10.