Economia

China tem amplos instrumentos para lidar com flutuações no câmbio, diz PBoC

A China tem instrumentos amplos e experiência acumulada para lidar com flutuações no mercado cambial, afirmou Liu Guoqiang, vice-presidente do Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), nesta quinta-feira.

Liu afirmou em entrevista ao jornal do PBoC que o yuan tem desvalorizado ultimamente por causa das tensões comerciais entre Estados Unidos e China, mas o mercado cambial tem se mostrado constante. A China é capaz e está confiante em manter a taxa de câmbio do yuan em um nível razoável e de equilíbrio, garantiu a autoridade.

O vice do PBoC disse que a China não terá uma crise cambial, diante do tamanho da segunda maior economia do mundo, do controle moderado pelo governo da economia e por causa de seus mecanismos eficientes de mercado.

As declarações são dadas após o banco central dizer que aumentará os esforços para estabilizar a moeda. O PBoC anunciou na terça-feira que iria em breve emitir títulos do banco central em Hong Kong, uma medida vista amplamente como um esforço para conter a venda especulativa offshore de sua moeda. Fonte: Dow Jones Newswires.