Região

Chuva normaliza condições para plantio da soja na região de Campo Mourão

Para alívio do homem do campo, as chuvas que atingem a Comcam desde a noite de quarta-feira (18) normalizaram as condições para o plantio da soja safra 2019/20 na região e também do milho de verão. A semeadura da soja está liberada desde o dia 11 deste mês, com o fim do vazio sanitário, mas os produtores rurais estavam aguardando a chuva para iniciar os trabalhos. 

O plantio deve se intensificar na região a partir da próxima semana, caso as condições climáticas contribuam, com o sol aparecendo para as máquinas entrarem no campo. Segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), de quarta-feira à noite até a manhã desta sexta-feira (20), foram registrados 28 milímetros no município de Campo Mourão, no entanto, produtores rurais ouvidos pela TRIBUNA, informam registros entre 40 mm a 50 mm em algumas propriedades. As precipitações atingem toda a região.  Para este fim de semana há previsão de mais 5 milímetros e 12,4 mm para a próxima terça-feira (24), conforme o Simepar. 

O produtor rural de Campo Mourão, João Mignoso comemora a volta das chuvas. Segundo ele, sua propriedade foi bastante castigada este ano com a seca.  “Nunca vi uma seca tão violenta assim, as águas da fazenda nunca baixaram tanto, tivemos inclusive que perfurar um poço artesiano porque este ano a mina que abastece a propriedade secou”, informou.

De acordo com Mignoso, as chuvas que já caíram na região são suficientes para os produtores darem largada ao plantio da soja na região de Campo Mourão. “O déficit hídrico era muito grande, mas já começa a normalizar”, frisou. Segundo ele, apesar da estiagem, o início do plantio em sua propriedade está dentro do planejado. Mignoso vai plantar este ano 265 alqueires de soja. “Estávamos aguardando a chuva, já está tudo preparado para o plantio iniciar a partir do dia 25 deste mês”, falou.  Ele disse que em sua propriedade o acumulado de chuva até a manhã desta sexta-feira (20) era de 33 mm. 

Na região de Campo Mourão, historicamente o plantio da soja inicia após o dia 20 de setembro, período mais tardio em relação à região de Ubiratã, Campina da Lagoa e Juranda, onde a semeadura inicia a parir do dia 11 de setembro. Até semana passada, o plantio nestas regiões estava em cerca de 40% atrasado em relação ao mesmo período do ano passado, mas a expectativa é que se normalize a partir de agora com a as chuvas. 

Área de soja

De acordo com o Departamento de Economia Rural (Deral), núcleo de Campo Mourão, a área com soja nesta safra teve um leve aumento neste ano: 683,5 mil hectares contra 680 mil hectares em 2018, o equivalente a 0,5%. Por outro lado, a produção terá um crescimento de 26,3% ante 2018 na Comcam com a região devendo produzir 2,4 milhões de toneladas contra 1,9 milhão em 2018. 

Segundo o Deral, a queda na área de milho de verão é que impulsionou a soja. Conforme o engenheiro agrônomo do Deral, Edilson Souza e Silva, a área com milho não deverá chegar a 7 mil hectares na safra 2019/20 na região. Conforme ele, poucos produtores cultivam o milho de verão apenas para a rotação de cultura.