Paraná

Cida Borghetti solicita obras estratégicas para Foz do Iguaçu

(Foto: Jaelson Lucas/ANPr)

A governadora Cida Borghetti reiterou junto ao presidente da República, Michel Temer, a necessidade de obras fundamentais para melhorar a infraestrutura de Foz do Iguaçu, o segundo principal destino internacional do Brasil. Entre elas, estão a construção da segunda ponte ligando Foz ao Paraguai, a ampliação do aeroporto da cidade e a duplicação da BR-469. Cida participou neste sábado (07), em Foz, do 3º Simpósio Nacional de Varejo e Shopping 2018,  que reúne mais de 200 empresários e lideranças do setor.

“A tão sonhada Rodovia das Cataratas vai desafogar o trânsito e servir de cartão postal da cidade de Foz do Iguaçu para o mundo, junto com esta maravilha da natureza que são as cataratas do Iguaçu”, afirmou Cida. “Uma segunda ponte vai ajudar a desafogar o trânsito entre a cidade e o país vizinho. Também é uma medida para melhorar a segurança. Uma ponte seria para turistas e passageiros e a outra para o transporte pesado de cargas”, explicou.

De acordo com a governadora, o investimento para a duplicação da BR-469 conta com um recurso alocado pela bancada federal no valor de R$ 50 milhões. O projeto já foi elaborado pela Itaipu e pelo Fundo Iguaçu e as licenças ambientais para a obra já foram expedidas.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, afirmou que as obras estruturantes contribuem com a ampliação do turismo e, consequentemente, do comércio. “São projetos estratégicos que vão potencializar o turismo e a economia de Foz. Ambos os setores caminham juntos. Um turismo forte significa também um varejo pujante”, ressaltou.6

Apoio

Em seu primeiro evento oficial como governadora do Estado, Cida reiterou seu compromisso com o setor produtivo. “O Paraná apoia e se coloca em diálogo permanente com o varejo, o segmento que mais gera emprego no Brasil”, afirmou. “A participação do presidente Michel Temer, do ministro Henrique Meirelles e dos deputados federais neste evento é importante para trazer mais perto uma política nacional, estadual e municipal que atenda aos interesses do setor”, disse.

A governadora falou aos empresários sobre o programa Paraná Competitivo. “Um dos melhores programas de incentivo a investimentos produtivos do país, que no ano passado foi ampliado, passando a abranger os comércios atacadista e varejista e o comércio eletrônico”, disse ela.

Em sete anos, enfatizou a governadora, o Paraná competitivo consolidou R$ 45 bilhões em investimentos no Estado. “Esse programa é reconhecido no País e no Exterior e está à disposição deste setor”, afirmou.

O presidente Michel Temer destacou que as reformas promovidas pelo governo federal e a retomada econômica do País contribuíram com o setor varejista. “A iniciativa privada é fundamental para a boa governabilidade, que só é garantida com a integração dos setores público e privado”, disse Temer. Ele citou a liberação do FGTS e antecipação do Pis/Pasep, que injetaram recursos na economia e ampliaram o poder de compra dos brasileiros.

Simpósio

Promovido pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), com patrocínio ouro da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi), o simpósio nacional discute ética e governança corporativa, carga tributária nas esferas municipal, estadual e federal, desburocratização, além de investimentos em inovação para atender o novo mercado consumidor. O evento começou na quinta-feira e termina neste domingo (08).

Participam do encontro proprietários, presidentes e executivos de redes de varejo, administradoras de shoppings, shoppings e fornecedores do setor; presidentes, assessores de entidades de classe e representantes do governo nas esferas federal, estadual e municipal.

Presenças

Participaram do evento o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun; o secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Júlio Reis; a comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Audilene Dias Rocha; o presidente do BRDE, Orlando Pessuti; o diretor técnico da Itaipu, Mauro Corbellini; e o conselheiro Moisés Pessuti; os deputados federais Ricardo Barros, Luiz Carlos Hauly, Efraim Filho e Rogério Marinho.