Campo Mourão

Coamo anuncia sobras total de R$ 318 milhões

No início de dezembro, a cooperativa fez a antecipação de R$ 95,4 milhões aos produtores.

O presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, anunciou que a cooperativa fará a distribuição da segunda parcela das sobras no próximo dia 19 aos cooperados. O valor total será de R$ 318 milhões. O presidente lembrou que no início de dezembro do ano passado foi realizada a antecipação de R$ 95,4 milhões aos produtores.

“Vamos fazer assembleia no próximo dia 16 e sabemos que serão aprovados R$ 318 milhões de sobras. Já estamos anunciando aos cooperados os valores e volumes e no dia 19 vamos depositar na conta deles o valor na proporção que ele operou na cooperativa”, disse Gallassini em entrevista a jornalistas, durante o 30º Encontro de Cooperados da Cooperativa, nessa quarta-feira.

As sobras oferecidas pela Coamo serão repassadas a mais de 28 mil associados, dos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Os cooperados têm direito ao benefício na proporção da movimentação de cada um, durante o ano, com os produtos soja, milho, trigo e insumos.

Gallassini destacou que a antecipação só é possível devido a solidez, administração, participação dos associados e bons resultados que a cooperativa vem obtendo. “Comemoramos novamente esses bons resultados, fruto da participação efetiva dos cooperados e da boa administração da diretoria. Apesar da crise que diversos setores do país vêm passando, a agricultura consegue se manter muito bem como âncora da economia, e ainda apresenta bons números, os quais são bem recebidos pelos associados”, afirmou.

O presidente ressaltou a importância da distribuição de Sobras aos cooperados. “Até onde eu sei apenas a Coamo distribui sobras, sabemos que o cooperado já fica esperando esse recurso, que já ganhou o apelido de 13º do cooperado”, comentou Gallassini. “A principal diferença entre uma cooperativa e a empresa é que a empresa tem lucro que fica com os sócios. No nosso caso, os mais de 28 mil cooperados é que contam com o lucro. A Coamo é bem capitalizada e o que cabe ao cooperado é devolvido 100% a ele”, comentou.