Região

Com seca, comunidades rurais começam enfrentar falta de água

Uma das regiões mais afetadas é o Assentamento Muquilão.
Algumas famílias estão sendo abastecidas de água por caminhão pipa da prefeitura

Várias famílias que residem em comunidades rurais do município de Iretama estão vivendo um drama. Com a estiagem prolongada que atinge a região, as nascentes de água (minas) estão secando em algumas localidades interrompendo o abastecimento. Há cerca de 40 dias não chove significativamente na Comcam.

Em alguns casos, até mesmo bebedouros de animais já estão secando. Para amenizar o sofrimento dos moradores, a prefeitura em parceria com a Sanepar está fornecendo água para consumo humano com caminhões pipas para abastecer as residências. “É a única maneiras de estamos amenizando o sofrimento dessas famílias”, comentou o secretário de Serviços Públicos de Iretama, Wilson Mamus.

Uma das comunidades mais afetadas até o momento é o Assentamento Muquilão, que agrega outras pequenas comunidades rurais. De acordo com Mamus, alguns agricultores desta localidade começaram procurar a prefeitura desde a semana passada solicitando ajuda para o fornecimento de água.

No assentamento fica localizada também a comunidade “400 Alqueieres”, que também está sendo afetada com a seca. “Infelizmente é comum nesta época do ano faltar água potável nestas localidades, já que são abastecidas por minas”, falou Mamus. Segundo ele, a prefeitura está adquirindo um novo caminhão pipa para atender um número maior de moradores.

O secretário informou que a estiagem está prejudicando até mesmo o serviço de cascalhamento em estradas rurais. “Como está muito seco o cascalho não assenta gerando transtornos aos usuários e até mesmo risco de acidentes, já que a ficam soltos, tornando a via escorregadia”, explicou.

Mamus preocupou-se que se se não chover logo o número de moradores desabastecidos na zona rural tende aumentar. “A medida que no procuram são atendidos”, ressaltou.

 

Instalação de poços artesianos vai resolver problema de desabastecimento

Para resolver o problema de desabastecimento nestas localidades, principalmente nos períodos mais secos, o prefeito de Iretama, Wilson Carlos de Assis (PP), assinou convênio junto ao Instituto das Águas do Paraná para implantação de dois poços artesianos no Assentamento Muquilão.

Aproximadamente 126 famílias que residem no local serão beneficiadas com a implantação do sistema de abastecimento de água.

Segundo o prefeito, a comunidade já contava com um poço artesiano, porém não havia projeto do sistema de abastecimento. Agora, com o convênio assinado junto ao Instituto das Águas, o município receberá os projetos e ainda a perfuração de outro poço na comunidade.

“Estes dois poços vão facilitar a vida dos moradores que neste período de estiagem sofrem com a falta de água”, disse o prefeito. “Esperamos que o sistema já esteja em pleno funcionamento até o fim do ano”, emendou. O investimento no sistema de abastecimento é de cerca de R$ 906 mil, recursos do Governo Federal, emenda do deputado federal Sérgio Souza.

O município será contemplando ainda com mais um sistema que será implantado no assentamento Nata, atendendo cerca de 40 famílias do local. O investimento será de mais R$ 250 mil. Nesta localidade as famílias ainda não têm água encanada por isso a situação está sendo tratada como prioridade. “A implantação do sistema de água neste assentamento vai levar mais qualidade de vida aos moradores”, acrescentou o prefeito.