Esportes

Ederson encerra quimioterapia com resposta 'acima da média' e mira volta ao Fla

Agora, o fim desta difícil fase da recuperação anima o jogador para voltar aos trabalhos.

O meia Ederson deu um primeiro passo importante para deixar para trás o câncer. Quase três meses depois de ser submetido a cirurgia para a retirada de um tumor nos testículos, o jogador de 31 anos encerrou a quimioterapia. A última sessão foi realizada na última segunda-feira, mas somente nesta quarta o médico do Flamengo, Marcio Tannure, confirmou o fim desta fase da recuperação e deu notícias positivas sobre o atleta.

"Dentro da nossa expectativa, ele tem respondido acima da média, tido um resultado extremamente satisfatório, o que nos deixa animados", comentou o médico. "Ederson fez consulta com médico especialista nesta terça e, se tudo correr bem, já na próxima semana esperamos que ele possa retornar aos treinamentos, ainda que de forma gradual", completou.

Ederson revelou que havia sido diagnosticado com um câncer nos testículos no fim de julho e foi operado para a retirada do tumor três dias depois. De lá para cá, vinha realizando as sessões de fisioterapia. Agora, o fim desta difícil fase da recuperação anima o jogador para voltar aos trabalhos.

"Finalmente, estou chegando na fase final do tratamento! Fiz a última sessão na segunda. Graças a deus, estou me sentindo bem. Tanto eu como os médicos estamos otimistas, até pela sensação como estou. Indo tudo bem, sempre positivo", declarou.

A data do retorno de Ederson ao Flamengo ainda é incerta, até porque o jogador ainda precisa passar por exames em novembro para certificar o fim da doença. "O período mais difícil, acreditamos que já ficou para trás. Enquanto aguardamos resultados dos exames que serão feitos em novembro, vou dando progressão à minha condição física", projetou o jogador.

Mais uma vez, ele fez questão de agradecer o apoio de seus colegas de elenco e se mostrou ansioso para voltar ao trabalho diário ao lado deles. "Aproveito para agradecer a todos do Flamengo, que estão me apoiando muito. A todos os torcedores, pelas várias mensagens de apoio e carinho que recebi, e à minha família, que me apoiou muito neste período complicado. Não vejo a hora de fazer o que mais gosto, estar com meus companheiros treinando e me preparando para os jogos."