Campo Mourão

Eleitores faltosos podem ter títulos cancelados em Campo Mourão

Prazo para regularização encerra no dia 6 de maio.
["V\u00e1rias pessoas j\u00e1 t\u00eam procurado a Justi\u00e7a Eleitoral para regularizar a situa\u00e7\u00e3o"]

Ao menos 651 de pessoas que não votaram nem justificaram a ausência nas últimas três eleições podem ter seus títulos cancelados em Campo Mourão. Para não ficar em situação irregular, esses eleitores devem procurar a Justiça Eleitoral até o próximo dia 6 de maio. A lista de pessoas nesta situação pode ser consultada no Fórum Eleitoral da cidade ou ainda pelo site do TSE. O prazo de regularização teve início no dia 7 deste mês.

De acordo com a chefe do Fórum Eleitoral de Campo Mourão, Sueli Bissi, para regularizar a situação o eleitor deve comparecer ao cartório eleitoral com documentos com foto e comprovante de residência recente, além do pagamento de possíveis multas. “Quem não votou e nem justificou nos dois turnos das eleições de 2018 e na eleição de 2016, que foi um turno, já se enquadra na situação irregular”, disse Sueli.

O eleitor que não normalizar sua situação até a data-limite terá o título cancelado. Nesse caso, fica impedido de realizar uma série de atividades, como retirar passaporte ou carteira de identidade, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, receber vencimentos de função ou emprego público e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outras restrições. O cancelamento pode ocasionar também o pagamento de multa que varia entre R$ 3,51 e R$ 35,10 para cada uma das ausências.

A chefe do Fórum Eleitoral pede aos eleitores que não deixem para regularizar a situação na última hora para evitar transtornos com espera em filas. “Temos apenas quatro guichês de atendimento e quem deixar para última hora vai ter que suportar filas. Para que a pessoa não tenha esse dissabor que procure a Justiça Eleitoral o quanto antes”, orientou.

Sueli observa que do total de 651 eleitores que estão prestes a terem títulos cancelados, muito provavelmente vários deles não residem mais em Campo Mourão ou trabalham foram. “Os eleitores que vêm regularizar sua situação aqui são geralmente pessoas que moram na cidade, mas o título está cadastrado em outro município”, explicou, ao comentar que nesta época aumenta o número de transferências de domicílio eleitoral.

De acordo com Sueli, várias pessoas já vêm procurando a Justiça Eleitoral para regularizar a situação. “O movimento aumentou bastante nos últimos dias”, frisou. Para se ter ideia, na primeira quinzena do mês foram registrados 106 atendimentos a pessoas que procuraram o Fórum Eleitoral para alistamentos, transferências e revisões dos títulos.

ORIETANÇÃO

Sueli ressaltou que para o eleitor saber se está em situação irregular basta acessar a página do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), inserir o nome completo e data de nascimento. Com os dados, o sistema vai informar se a situação eleitoral está regular ou não.

“Se a situação estiver irregular o eleitor precisa regularizar dentro do prazo estabelecimento pela Justiça Eleitoral que é 6 de maio para evitar o cancelamento comparecendo ao cartório eleitoral com um documento oficial com foto e comprovante de endereço recente”, ressaltou.

MENSAGENS FALSAS

A Justiça Eleitoral alerta ainda para a necessidade de estar atento a possíveis comunicados falsos recebidos por e-mail. Mensagens de aviso sobre o cancelamento do título ou links que pedem a atualização de dados cadastrais não devem ser acessados. As consultas estão disponíveis somente nos cartórios eleitorais e no portal do TSE.