Paraná

Em reunião com reitores do Paraná, Rubens Bueno defende que corte na Educação seja revisto

Em reunião com reitores das universidades federais e do Instituto Federal do Paraná, na última segunda-feira (13), o deputado federal Rubens Bueno (Cidadania-PR) discutiu o reflexo do corte de 30% no orçamento das instituições de ensino, o que pode inviabilizar o funcionamento do segundo semestre e prejudicar 98 mil alunos do estado. Somente na Universidade Federal do Paraná (UFPR), o corte chega a R$ 48 milhões. 

Para Rubens Bueno, que participou do encontro junto com os três senadores do Paraná e outros nove deputados federais, o bloqueio colocado em prática pelo Ministério da Educação precisa ser revisto. “Manifestamos nosso apoio as universidades e aos estudantes e vamos trabalhar para que esse congelamento de verbas seja revisto. É um equívoco colocar em risco o funcionamento de universidades em um país que convive com deficiências na Educação”, afirmou o deputado.

Os cortes também atingem os ensinos médio e fundamental, além de bolsas de mestrado e doutorado. Na avaliação do parlamentar, antes de bloquear o orçamento, o governo deveria ter feito um levantamento dos reflexos que isso poderia ocasionar para não colocar em risco o funcionamento das instituições.

“Foi uma medida que pegou muitos de surpresa e comprometeu o planejamento para todo o ano. Faltou diálogo por parte do governo e esperamos que agora, ciente dos efeitos que isso pode causar, o Ministério da Educação abra um canal de negociação”, finalizou o parlamentar.