Campo Mourão

Frio chega com tudo na região a partir do fim de semana, prevê Simepar

(Foto: Walter Pereira/Tribuna do Interior)

Esta segunda quinzena de maio promete uma grande revira volta no clima. A chegada da chuva na região de Campo Mourão, prevista para a partir desta quarta-feira (16), traz também com tudo o frio intenso, inclusive com risco de geadas, principalmente em algumas regiões do Paraná. A previsão é do Instituto Simepar.

Conforme o órgão, a chuva deve atingir Campo Mourão nesta quarta-feira (16) e sexta-feira (18) em pouca quantidade - média de 10 milímetros cada dia. No sábado os mourãoenses já sentirão literalmente na pele os reflexos da chuva com a chegada de uma frente fria, derrubando os termômetros a 11º C graus. No domingo, a temperatura cairá mais: 8º C graus, sendo ainda mais gelada na segunda e terça-feira da próxima semana: 7º C graus.

“A partir desta semana uma frente fria traz chuva ao Paraná. Em seguida, o ingresso de uma massa de ar polar despencará as temperaturas”, comentou Reinaldo Olmar Kneib, meteorologista do Simepar. Segundo ele, a partir de terça-feira, a temperatura deve voltar a subir, sem previsão de uma nova onda de frio por enquanto.

Kneib observou que o clima mais frio está mudando progressivamente em todo o Paraná. Ele explicou que ontem algumas áreas instabilidade atuaram ao longo da tarde e à noite em várias regiões do Estado ocasionando chuvas. “Sexta e sábado pode ter mais chuva e partir de domingo esfriar bem”, argumentou.

A chuva prevista para esta semana deverá ter um volume bastante baixo e será irregular, podendo oscilar de um município para outro. Segundo Kneib, nesta época, a tendência é que a região seja atingida por ondas de frios entre a cada 10 a 15 dias. “É comum nesta época, em que aproximamos de junho, ondas de frios mais constantes”, comentou.

Estiagem

Em relação à estiagem que atinge toda a região, causando perdas na agricultura, o meteorologista explicou que bloqueios atmosféricos mais ao sul do continente, no Oceano Pacífico, impedem que as frentes frias se desloquem ao Estado, impedindo também a formação de chuva. “O frio vem da região da Antártida, mas não passa da Argentina, mas esse bloqueio deve perder força ao longo dos próximos dias, por isso esta onda de frio chega ao Estado”, explicou.

Conforme o Simepar, não chove significativamente na região há um mês e meio. “No dia 1º de abril choveu 43 milímetros na região de Campo Mourão, depois deste dia, houve apenas algumas chuvas localizadas, ou seja, já tem mais de um mês de seca”, ressaltou Kneib.

O meteorologista explicou que esta estiagem, é mais comum entre junho e julho. Entre abril e maio chove mais, mas este ano o comportamento do clima mudou. Em abril de 2017 choveu em Campo Mourão 65 milímetros, enquanto em maio do mesmo ano 258 mm. No mês de maio deste ano não choveu nada até o momento no município. Conforme o Simepar, com a entrada de massas de ar frio, as chuvas devem ser mais frequente em todo o Estado a partir da segunda quinzena deste mês.