Economia

Hábito de poupar para filhos sobe de 51% para 59% neste ano, diz Boa Vista

Passou de 51% para 59% o número de pessoas que afirmam ter o hábito de poupar para os filhos em 2019. Um aumento de 8 pontos porcentuais com relação ao ano passado, segundo pesquisa realizada pela Boa Vista.

O estudo também aponta que 30% dos consumidores afirmam dar mesada aos filhos ou outras crianças, um aumento de 3 p.p.. Nesse quesito, subiu de 52% para 64% do total de entrevistados os que dão mesada para estimular a educação financeira.

A poupança segue sendo alternativa mais escolhida pelos pais (52%) para juntar economias, seguida de previdência privada (15%), fundos, ações ou CDB (9%), títulos de capitalização (5%) e outros tipos de investimento (19%).

Mais da metade, 61%, dos entrevistados que poupam reservam uma quantia maior que R$ 51 todos os meses. O objetivo para a maioria é deixar uma reserva para investir na educação dos filhos.

Para outros 16%, a finalidade é auxiliar a compra da casa própria, enquanto 7% guarda para a necessidade de tratamento médico. Por fim, 16% poupam com outras finalidades, como aposentadoria, emergências e independência financeira, por exemplo.

Por meio de consulta eletrônica, a pesquisa entrevistou cerca de 600 pessoas, em nível nacional, entre os meses de agosto e setembro de 2019. A pesquisa tem margem de erro de 4 pontos porcentuais e 95% de grau de confiança.