Economia

Inflação do Reino Unido desacelera a menor nível desde fim de 2016

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do Reino Unido subiu 1,7% em agosto ante igual mês do ano passado, mostrando forte desaceleração ante o ganho anual de 2,1% observado em julho, segundo dados publicados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS). O resultado de agosto, o menor desde dezembro de 2016, ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam recuo da taxa anual a 1,8%.

Com o arrefecimento dos preços, o CPI britânico voltou a ficar abaixo da meta de inflação de 2% do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), que amanhã revisará sua política monetária.

Em relação a julho, o CPI do Reino Unido avançou 0,4% no mês passado. Neste caso, a previsão de economistas era de alta de 0,5%.

O núcleo do CPI, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, aumentou 0,4% em agosto ante o mês anterior e registrou acréscimo anual de 1,5%.

Já o índice de preços ao produtor (PPI) "output" - que mede os preços na porta das fábricas - do Reino Unido caiu 0,1% em agosto ante julho, mas avançou 1,6% no confronto anual. Fonte: Dow Jones Newswires.