Policial

Jovem ‘corta giro’ de moto próximo a PM, desobedece policiais e acaba preso

A irresponsabilidade de um jovem de 19 anos na madrugada desta sexta-feira (23), em Campo Mourão terminou em confusão entre seu pai e a Polícia Militar (PM), e sua própria prisão. Era por volta da meia noite e meia, quando uma equipe da PM, em patrulhamento pela avenida Presidente John Kennedy, no jardim Lar Paraná, ouviu um condutor de motocicleta que vinha logo atrás da viatura ‘cortando giro’, com a única finalidade, segundo a polícia, de causar uma ‘explosão barulhenta’.

Ao perceber que seria abordado pela polícia, o indivíduo aumentou a velocidade, fugindo da abordagem, desobedecendo o sinal luminoso e sonoro da viatura. Na fuga, o rapaz cruzou por várias preferenciais colocando a sua a vida e a de terceiros em risco, parando somente em frente à sua residência.

Os policiais que estavam em seu encalço deram novamente ordem de abordagem, que foi desobedecida, sendo necessário segurá-lo para evitar nova fuga. Na ocasião, o indivíduo se debateu tentando se desvencilhar da PM, sendo imobilizado e revistado. Durante a abordagem, o pai do acusado saiu de dentro da casa dizendo que é amigo de policiais, que presta serviços na delegacia e que a equipe não poderia abordar seu filho na frente de sua residência. O mesmo ameaçou ligar aos seus ‘amigos policiais’ e para seu advogado.

Ainda conforme a PM, de forma agressiva o senhor informou que iria relatar o caso à corregedoria da Polícia Militar. O homem só se acalmou após os policiais o advertirem para que não se excedesse nos comentários, pois caso contrário seria encaminhado à delegacia com o filho. O senhor filmou toda a ação dos policiais com seu celular.

Ao questionar o jovem sobre o motivo da fuga, ele informou à equipe que estava com medo, pois havia recebido uma multa de trânsito por empinar sua motocicleta na área central, próximo a uma viatura policial. Neste momento, seu pai novamente se alterou, passando a ameaçar a equipe, retirando seu filho da situação de abordagem colocando-o junto da motocicleta, para dentro de sua propriedade, trancando o portão para impedir que os policiais conduzissem-no para a delegacia.

Diante da situação, a equipe deu a voz de prisão ao condutor por desobediência, resistência e direção perigosa, sendo conduzido à delegacia para providências. Ainda segundo a PM, o advogado do preso compareceu à delegacia, desrespeitando o trabalho dos policiais militares, ‘dizendo que as notificações não eram serviço e que a polícia estaria apenas rabiscando um pedaço de papel’. O mesmo foi orientado pelos policiais.