Macri pede 'diálogo' a novo ministro para conter incerteza eleitoral na Argentina

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, deu posse nesta terça-feira ao novo ministro da Fazenda, Hernán Lacunza, pedindo que o economista construa "todos os canais e pontes de diálogo possíveis, com pessoas e setores", para reduzir as incertezas geradas pelo atual processo eleitoral.

O mandatário também pediu ao recém-empossado ministro que, "antes de tudo, em cada decisão sempre tenha seu foco em cuidar dos argentinos".

"Não te peço como candidato a presidente, em uma especulação política", discursou Macri. "Te peço como presidente, cujo foco, e de toda a equipe que você passa a integrar, tem de estar posto em conter qualquer custo que este processo eleitoral possa ter sobre a vida diária de todos nós nestes próximos meses."

A imprensa local informa que haverá, ainda hoje, entrevistas coletivas com Lacunza, às 9h (de Brasília, mesmo horário de Buenos Aires), e com o presidente do Banco Central da República Argentina (BCRA), Guido Sandleris, às 9h30.