Região

Moradores tapam buraco com terra na estrada Iretama-Roncador

A cobrança pela recuperação da rodovia é antiga.
Moradores taparam buracos maiores com terra para evitar acidentes no trecho

A cada dia a situação do asfalto na rodovia PR-462, que liga os municípios de Iretama e Roncador, fica cada vez mais precária. Para tentar amenizar o problema, produtores rurais resolveram colocar terra nos buracos maiores, que têm causado transtornos aos motoristas que trafegam pela rodovia. “Se continuar nessa situação logo isso aqui voltará ser estrada de chão e em vez de asfalto terá que ser cascalhada”, disse um morador, que não quis se identificar.

A cobrança pela recuperação da rodovia é antiga. O deputado estadual Douglas Fabrício, por exemplo, é um dos que tem cobrado. Recentemente, ele próprio sentiu o drama ao visitar a família, que mora em Roncador. Um pneu do carro estourou em um dos buracos. Ele até gravou um vídeo e postou na sua página na rede social. "Estou gravando esse vídeo não para fazer sensacionalismo, mas para mostrar que as estradas estão ruins. Precisamos que o governo nos ajude", reforçou.

No mês de março deste ano, as prefeituras de Iretama e Roncador se uniram para fazer uma operação tapa-buracos emergencial por conta própria na rodovia, que é de responsabilidade do Estado. Além de vários buracos na pista, o trecho de cerca de 30 quilômetros é bastante sinuoso, o que aumenta ainda mais os riscos de acidentes. Os gestores entraram com os equipamentos e mão de obra, e o material foi fornecido pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) de Campo Mourão. Porém, sem o devido recape e com o fluxo de veículos, a maior parte dos buracos voltou.

O prefeito de Iretama, Wilson de Assis, está em Curitiba e disse à reportagem da TRIBUNA que nesta quarta-feira (14), vai reforçar o pedido na Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística. “Há poucos dias fui informado que a ordem de serviço para recuperação desse trecho já está assinada. Agora vamos verificar quando, de fato, vão começar as obras”, disse o prefeito, ao acrescentar que o contrato com o governo do Estado inclui também o recape do trecho que liga a PR 487 ao Resort Thermas de Jurema.

“O Estado começou no governo anterior com o recape do município de Campina da Lagoa e foi até Roncador, mas ficou este trecho entre Iretama e Roncador e agora estamos confiantes que seremos atendidos”, acrescenta o prefeito. A prefeita de Roncador, Marília Gonçalves, disse que em contato com o DER foi informada que o recape do trecho será realizado após conclusão dos serviços na rodovia PR 487, entre Campo Mourão e Luiziana. “Acredito que ainda demora uns dois meses”, previu a prefeita.