Região

Morre aos 78 anos o engenheiro agrônomo, Seiji Kimoto

["Seiji Kimoto em sua planta\u00e7\u00e3o de sakuras, na fazenda Santa Alice, em Luiziana"] (Foto: Vanderlei Camargo)

Morreu no início da manhã dessa quinta-feira (10) aos 78 anos, o engenheiro agrônomo e produtor rural, Seiji Kimoto. Ele estava internado há cerca de 20 dias no Hospital Paraná, em Maringá em decorrência de problemas de saúde. O velório acontece no Cemitério Parque, do Prever. O sepultamento será no mesmo local, às 11 horas desta sexta-feira (11).

Seiji deixa a esposa Fumika e os filhos Sergio e Carlos, além de dois netos. Conforme informações repassadas por familiares, apesar de ser dono de propriedade rural na região de Luiziana, Seiji estava residindo em Maringá atualmente.

O japonês empreendedor

Cooperado da Coamo Agroindustrial, Seiji era um produtor rural muito conhecido em toda a região. Sua propriedade, a fazenda Santa Alice, fica localizada na região de Luiziana. O espírito empreendedor Kimoto era a sua maior virtude. A influência do pai, imigrante japonês, foi decisiva para a formação universitária sua formação em agronomia. Seu pai era um agricultor por vocação e empreendedor na agricultura.

O agrônomo veio com o pai para a região de Campo Mourão em 1971. Juntos, adquiriram a área de terra que originou a fazenda Santa Alice, propriedade de 340 alqueires, que além de ser modelo em preservação ambiental, também se destaca pela excelência na exploração da atividade agrícola. (Com informações do Jornal Coamo)