Região

Municípios decretam situação de emergência após temporal

Os municípios de Peabiru e Engenheiro Beltrão decretaram situação de emergência após os estragos causados por temporal no sábado (25), que atingiu a região Comcam. As cidades de Barbosa Ferraz e Corumbataí do Sul, também registraram estragos. De acordo com o Simepar, os fortes ventos atingiram 80 quilômetros por hora, causando muita destruição. O decreto é válido por 180 dias (6 meses).

Em Engenheiro Beltrão, de acordo com informações repassadas pela assessoria de imprensa do município, cerca de 200 famílias foram afetadas. Houve também quedas de árvores por toda a cidade. A programação da festa de aniversário do município foi cancelada porque o parque onde ocorria as festividades teve várias barracas destruídas. O município está prestando assistência à população atingida.

Já em Peabiru, segundo o prefeito Julio Frare (PR), a tempestade afetou cerca de 450 famílias na zona urbana e rural. A situação mais grave ocorreu no assentamento Canaã, a 15 quilômetros da cidade. Cerca de 500 pessoas (200 famílias) que residem no local ficaram desabrigadas após a tempestade. As famílias tiveram seus barracos levados pelo vento. A área foi devastada.

Na área urbana, várias árvores e postes da rede elétrica caíram e casas e prédios públicos foram destelhados. O prefeito disse que 3 escolas municipais e 1 estadual foram afetadas. As aulas foram suspensas na segunda-feira para recuperação dos estragos. “O município foi muito prejudicado, já temos poucos recursos e ainda temos mais estes problemas causados pela chuva para resolver”, disse Frare ontem, em entrevista à TRIBUNA.

O gestor afirmou que ainda no domingo viajou para Curitiba, onde se reuniu com a Defesa Civil na segunda-feira e solicitou ajuda. “Foram encaminhados dois soldados da Defesa Civil para Peabiru que nos auxiliaram no levantamento dos estragos”, frisou. Ele disse que o município está prestando assistência às famílias atingidas. “Trabalhamos até tarde da noite de sábado e domingo o dia inteiro atendendo os moradores”, informou.

Frare comentou que o momento está sendo de reconstrução na cidade. Ele disse que há 48 anos residindo no município nunca tinha visto algo parecido. “Se não me falha a memória em 1992 o município foi atingido por uma forte chuva de granizo, mas nada comparado ao vendaval de sábado”, comparou. Ele lembrou que o sistema de fornecimento de água que já estava sendo prejudicado pela ação de vândalos, ficou ainda mais comprometido por conta da queda de energia elétrica, em virtude da queda de postes da rede elétrica. “Estamos trabalhando para voltar à normalidade o quanto antes”, ressaltou.

O prefeito acrescentou que o município ainda continua com a campanha de arrecadação de donativos às famílias do assentamento Canaã. “Graças a Deus houve uma grande adesão com muitas pessoas fazendo doações. Agradecemos de coração estas pessoas, essa ajuda humanitária é muito importante”, afirmou.

Decretos

Os decretos 066 de 1º de dezembro (Engenheiro Beltrão) e 092 de 30 de novembro (Peabiru), foram publicados neste sábado (2), no órgão oficial dos municípios. Com o decreto de situação de emergência, as duas cidades podem recorrer à ajuda financeira dos governos Estadual e Federal, de firma por meio da Defesa Civil, que elabora relatórios com as informações dos principais prejuízos sofridos pela cidade.