Economia

Não acredito que o euro esteja fraco neste momento, diz Draghi

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, não acredita que o euro esteja fraco neste momento. A declaração foi dada a eurodeputados da Comissão de Assuntos Econômicos e Monetários (Econ) do Parlamento Europeu.

Para Draghi, cujo mandato se encerra no fim de outubro, as regras fiscais dos países que integram a União Europeia devem ser revistas, considerando que o atual momento exige "medidas contracíclicas". "Países que têm espaço fiscal devem agir adequadamente", defendeu. Apesar disso, o presidente do BCE argumentou que a política monetária continuará a agir, e que a população verá "os efeitos colaterais disso".

Na coletiva de imprensa da mais recente reunião de política monetária do BCE, Draghi já havia sinalizado que a política fiscal deveria assumir o protagonismo no apoio às economias da zona do euro.

O presidente da autoridade monetária da zona do euro não vê conflito entre liquidez e taxas de juros negativas. "Não há evidência de que bancos estejam reduzindo crédito por conta de juro baixo", afirmou aos eurodeputados.