Região

Peabiru comemora o padroeiro São João Batista

Programação será encerrada hoje.
Programação agita a cidade desde a última sexta-feira

A Igreja Católica celebra nesta segunda-feira (24), o Dia de São João Batista, o segundo santo junino comemorado neste mês – antes celebrou Santo Antonio (dia 13) e no dia 29 será a vez de São Pedro. Na região de Campo Mourão, o município de Peabiru tem São João como seu padroeiro. Por tanto, hoje é feriado na cidade.

Para celebrar a data, a igreja católica vem realizando uma programação festiva desde sexta-feira (21). As novenas ao Santo estão sendo realizadas desde o dia 15 deste mês. A celebração a São João batista será encerrada nesta segunda-feira (24). Às 9 horas haverá binguinho de assados, ao meio dia tradicional almoço de São João, e às 20 horas, funcionamento de barracas de alimentação. A festa acontece na praça central da cidade. Ontem teve almoço com churrasco e funcionamento de barracas de alimentação. A programação contou também com apresentação de quadrilhas, e baile gaúcho.

Em Moreira Sales, o padroeiro também movimenta a cidade desde sexta-feira, quando foram abertos os festejos com a missa sertaneja, queima da fogueira, jantar no salão paroquial e abertura das barracas. Também teve jantar, danças de quadrilha e show no ritmo da música sertaneja.

Maior profeta

A Igreja Católica celebra o nascimento de São João Batista neste domingo (24). Ele é o precursor do Messias, aquele que foi enviado para preparar os caminhos do Senhor. É testemunha da luz por ter apontado Cristo no meio da humanidade: “Eis o Cordeiro de Deus, eis o que tira o pecado do mundo.” (Jo 1, 29)

Sua festa evoca a manifestação da graça e bondade de Deus. O nome João significa “Deus se mostrou misericordioso”. A misericórdia de Deus se manifestou no nascimento desse profeta. Seus pais, Zacarias e Isabel, “eram justos diante de Deus, caminhando irrepreensivelmente em todos os mandamentos e preceitos do Senhor.” (Lc 1, 6) Não tinham filhos porque Isabel era estéril e ambos estavam em idade avançada. Isso era considerado um castigo de Deus na mentalidade judaica da época, mas Deus prova o contrário.

A misericórdia divina também se manifesta na missão importante a ser vivida por João. Ele nasceu seis meses antes de Jesus Cristo, de quem é primo, segundo a Tradição. É o último e o maior dos profetas, aquele que veio para dar testemunho da luz verdadeira que é Jesus Cristo. O próprio Jesus dá seu testemunho sobre a missão de João quando deseja ser por ele batizado. Em outra ocasião, Jesus novamente destaca a missão de seu precursor, afirmando que ele é mais que um profeta, pois foi enviado para preparar o caminho do Messias. E completa: “Na verdade vos digo que entre os nascidos das mulheres não veio ao mundo outro maior que João Batista.” (Mt 11, 11).