Brasil

PF abre operação para desarmar índios que extorquiam outros indígenas no MS

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira, 17, a Operação Águas Turbulentas para desarmar índios que estariam extorquindo outros indígenas moradores da Aldeia Água Bonita, em Mato Grosso do Sul. O grupo teria feito ameaças e usado violência física contra os outros índios.

Em nota, a PF informou que 32 policiais cumprem quatro mandados de busca e apreensão na Aldeia Água Bonita, em Campo Grande. As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara Federal.

A investigação, de acordo com a Polícia Federal, começou em março de 2016 a partir de denúncia de indígenas moradores da aldeia. Os federais relatam que "diligências de campo levaram a identificação dos supostos autores dos delitos".

A operação foi batizada de Águas Turbulentas em alusão a atual situação da Aldeia Água Bonita. "A Polícia Federal busca com a ação retomar a paz no local, em razão do direito à tranquilidade de toda a comunidade indígena que vive no local", informou a corporação por meio de nota.