Região

Prefeito inaugura reforma de hospital em Nova Cantu

O prefeito de Nova Cantu, José Carlos Gomes (DEM), vai inaugurar na próxima sexta-feira (20) as obras de reforma do hospital municipal Alvadi Monticelli, iniciadas em março deste ano. O local passou por uma reforma geral. O investimento é de R$ 500 mil na parte de estrutura física e mais R$ 300 mil na compra de equipamentos e mobiliários. A solenidade será às 19 horas. Em seguida haverá um bailão com o grupo Tchê Fandangueiro no salão da terceira idade e Feira da Lua, em frente ao Salão Paroquial da igreja matriz.

A reforma foi feita em três etapas: a primeira abrangeu reforma da recepção, pronto socorro, consultório médico, enfermaria masculina e feminina, sala de inalação, e banheiros; segunda: reforma da área administrativa, cozinha, lavanderia, banheiros dos funcionários, expurgo e farmácia; e terceira: reforma e readequação do centro cirúrgico, leito de isolamento, leitos cirúrgicos, postinho, e quarto dos médicos.

O hospital tem 22 leitos e oferece serviços de internamentos clínicos e urgência e emergência. A reforma contemplou a unidade como um todo, são 1.150 metros quadrados de obras. “O piso foi todo trocado, adequamos espaços como o pronto socorro que era nos fundos e colocamos no primeiro acesso. Antes tinha que passar com o paciente por dentro de todo o hospital para chegar ao pronto socorro”, informou a secretária de Saúde de Nova Cantu, Daiane Oliveira, em recente entrevista à TRIBUNA. Com a reforma, as salas de enfermaria, entre outros ambientes passaram a contar com ar condicionado, oferecendo mais conforto à população e aos profissionais.

O hospital tem mais de 30 anos e as melhorias recebidas até então eram apenas paliativas. Todo o piso antigo foi substituído por granitina que é um material muito mais higiênico e apropriado ao ambiente. O prefeito da cidade, José Carlos Gomes, comemorou a reformulação do hospital. Segundo ele, a obra era um sonho da comunidade. “A gente conhece todos os hospitais da região e não tenho dúvida que o nosso será um hospital referência. E fizemos isso com pouco dinheiro, aproveitando muito bem os recursos”, disse.

O hospital era particular sendo adquirido pelo município em meados de 2001, porém não tinha documentação, outro problema resolvido pela administração. O gestor disse que a reforma vai oferecer um serviço de mais qualidade em saúde a população e diminuir o sofrimento de pacientes que necessitarem de transferência para outros centros.