Região

Primeira dama de Janiópolis morre após transplante de fígado

O velório será na Capela Prestar e o sepultamento no final da tarde.
Neila era professora concursada do Estado havia 15 anos (Foto: Divulgação)

Morreu na tarde deste sábado (3), por volta das 17 horas, a primeira dama de Janiópolis, a professora Neila Alves de Oliveira, 46, esposa do prefeito da cidade, Ismael Dezanovsk (PSD). Neila estava internada no Hospital das Clínicas (HC) de Curitiba desde segunda-feira (26) de manhã após ser submetida a um transplante de fígado, mas seu organismo rejeitou o órgão.

O corpo está sendo transladado para Janiópolis, devendo chegar ao município neste domingo de manhã. O velório será na Capela Prestar e o sepultamento no final da tarde. A família ainda não confirmou o horário, mas deverá ser por volta das 17 horas.

A reportagem da TRIBUNA conversou com o prefeito Ismael, que está em Curitiba. Ele está abalado pela morte da esposa. “Foi toda cheia de vida para lá e feliz, dizendo que agora ia poder comer de tudo, mas infelizmente houve essa fatalidade”, lamentou. Ele disse que Neila aguardava na fila pelo transplante há cerca de 2 anos. “Surgiu o órgão no domingo, e ela estava como primeira”, informou.

Segundo Ismael, a cirurgia foi realizada na segunda-feira da manhã e terminou às 14 horas. Em seguida ela foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o prefeito, ela chegou a conversar um pouco à tarde. “No outro dia só dormiu, e acabou entrando em coma falecendo hoje à tarde”, comentou.

Neila era professora concursada do Estado havia 15 anos. Ela deixa os filhos Mayara, Vinicius, e Fabio André, além do esposo o prefeito Ismael.