Cotidiano

Quadrilha tenta roubar banco, faz reféns, mas acaba se entregando em MG

Após três horas de negociação com a polícia, os reféns sequestrados por uma quadrilha no Triângulo Mineiro foram libertados por volta das 10h30 desta quinta-feira, 27. Os reféns eram funcionários e familiares de trabalhadores de uma fazenda na região.

Diferentemente das informações repassadas inicialmente pela corporação, o total de reféns era de sete. Duas crianças, uma mulher e quatro homens.

A quadrilha envolvida no sequestro era formada por 10 homens, todos presos depois de negociação. Antes, a PM havia informado que o número de reféns era de dois, uma criança e um adulto. O total de integrantes repassado anteriormente era de 8.

Os reféns foram mantidos em um caminhão na BR-262 entre Uberaba e Araxá. Por volta das 4h, a quadrilha participou de tentativa de explosão de caixa rápido do Banco do Brasil em Uberaba, e estava em fuga. Uma mulher, de 21 anos, que levou um tiro passa por cirurgia no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

Um cerco foi montado para interceptar os criminosos. Um veículo Saveiro foi encontrado abandonado próximo ao local onde estava o caminhão com os reféns e os sequestradores. Havia munição .50 e marcas de sangue, que poderia ser, conforme a polícia, de algum integrante da quadrilha ferido durante a troca de tiros. Um helicóptero e cães ajudaram nas buscas pela região.

De acordo com a PM, houve intensa troca de tiros entre 4h e 5h30 desta quinta-feira, causando pânico entre os moradores. Os criminosos cercaram as ruas do centro e a praça Rui Barbosa.

Segundo imagens divulgadas em redes sociais, um homem foi preso no capô de um carro usado pelos criminosos com o veículo em movimento.