Campo Mourão

Receita prevê R$ 29,7 milhões referente a restituição do 2º lote do IR para região

A Receita Federal (RF) liberou nessa segunda-feira (9) a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda 2018. O dinheiro será creditado na conta dos contribuintes contemplados no próximo dia 16 deste mês. De acordo com o analista tributário da Receita Federal do Brasil em Maringá, Marcos Luchiancenkol, na jurisdição da região Noroeste, que contempla Campo Mourão e as demais 24 cidades da Comcam, serão pagos neste segundo lote R$ 29.737,350,86. São R$ 26.637 contribuintes e serem restituídos. “É um lote muito grande, talvez o maior”, comentou ele.

O analista lembrou que o dinheiro será depositado na conta bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração. O valor é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização. Luchiancenkol comentou que até dezembro estão previstos o pagamento de 7 lotes. O primeiro foi pago no mês passado (junho). No primeiro lote, foram priorizados idosos acima de 60 e pessoas com alguma deficiência física, mental ou doença grave. “O pagamento é agendado sempre para o dia 15 de cada mês, se essa data cair no fim de semana será considerada a segunda-feira seguinte”, comentou o analista.

Segundo ele, as próximas restituições serão feitas aos contribuintes de acordo com a data de entrega das declarações. “Segue a sequência, que fez a entrega primeiro receberá a restituição por primeiro também”, ressaltou. Já as declarações que apresentaram algum problema são liberadas em lotes residuais depois que as inconsistências são resolvidas com a Receita. “Tem duas formas de solucionar em caso de inconsistência: o próprio contribuinte entra no site da Receita e verifica o motivo que foi redito pela malha fina e toma providência, ou aqueles casos em que o contribuinte não toma nenhuma providência a Receita vai convoca-lo para que tragas os documentos para checagem. Mas isso deve ser feito só no inicio do ano que vem caso ele não tome a iniciativa de regularizar”, explicou.

Luchiancenkol informou ainda que neste segundo lote também estão restituições de 2008 a 2017 que haviam caído na malha fina e foram regularizadas. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar o site da Receita (receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone, no número 146.

Em todo o País são 3.360.917 restituições que totalizam R$ 5 bilhões. O valor é corrigido pela Selic. A correção pela Selic vai de 2,04% (correspondente a 2018) a 104,16% (correspondente a 2008). Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004- 0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Campo Mourão

Em Campo Mourão, o número de declarações do Imposto de Renda (IR) enviadas à Receita Federal neste ano ficou 1,6% acima do esperado, superando a expectativa da Receita. Eram esperadas no município 16.480 declarações, no entanto os contribuintes entregaram 16.744.

Segundo Luchiancenkol, o aumento pode ser resultado de mais pessoas entrando para o mercado de trabalho sujeitos à declaração, ou então, em função do aumento salarial a alguns trabalhadores que até então não eram obrigadas a declarar imposto. “Várias situações podem ter contribuído”, ressaltou. O contribuinte que perdeu o prazo para entregar a declaração do IR será multado em R$ 165,74 mais 1% sobre o imposto devido, limitado ao máximo de 20%.