Campo Mourão

Regional da Saúde certifica municípios por superar meta contra sarampo e pólio

Comcam superou em 104,85% meta de vacinação.
["Encontro foi realizado na sede da Comcam, reunindo cerca de 200 profissionais de toda a regi\u00e3o"] (Foto: Divulgação)

A 11ª Regional da Saúde de Campo Mourão promoveu um encontro nesta semana entre as equipes de saúde dos 25 municípios que compõem a Comcam para a certificação das cidades que atingiram a meta de vacinação contra a poliomielite e sarampo. O evento foi realizado na sede da Comcam.

A campanha teve início em agosto, sendo encerrada nessa sexta-feira (28). A meta era a vacinação de 95% do público alvo - crianças a partir dos 12 meses e menos de 5 anos de idade -, porém foi superada em 104,85%, alcançando 16.950 crianças na região. Todos os municípios atingiram a cobertura preconizada.

“O encontro foi um momento de reconhecimento por parte da Regional por todo o trabalho realizado pelas equipes de saúde dos municípios”, explicou a farmacêutica da Regional da Saúde de Campo Mourão, Ariadne Dantas Vieira Pepino. Ela avaliou a campanha bastante positiva na região. “A Campanha foi magnifica, trabalhamos juntos, com comprometimento e os resultados apareceram. Isso mereceu ser comemorado”, falou.

Participaram do encontro cerca de 200 profissionais das salas de vacina, da epidemiologia, atenção primária (técnicos, agentes comunitários, enfermeiros), secretários municipais de saúde e a equipe da 11 Regional de Saúde. “Entregamos a cada um dos municípios um Certificado de Reconhecimento pelo trabalho realizado”, ressaltou Ariadne.

A chefe da 11º Regional da Saúde, Elenita Mortean participou do evento e elogiou o comprometimento dos municípios para que a meta de vacinação fosse alcançada. Segundo ela, a certificação das equipes de saúde dos municípios motiva os trabalhos a alcançarem índices ainda mais satisfatórios. “As equipes dos municípios é que fazem as ações propostas acontecerem. Precisamos reconhecer e parabenizar por todo o trabalho e cuidado que eles têm pela população. São eles atuando incansavelmente dentro das Unidades de Saúde em todos os nossos municípios o que garante a atenção à saude no SUS”, comentou.

A enfermeira da 11ª regional, Evandra Cristina Pereira, coordenadora regional do Programa de Imunização; também destacou a importância da boa cobertura vacinal alcançada na região. “Os municípios atenderam o nosso chamado fazendo cada uma a sua lição”, avaliou. Evandra lembrou que na Comcam, antes mesmo da prorrogação da campanha a região já havia superado a meta de vacinação. “Houve uma grande mobilização na região para que isso acontecesse”, emendou.

A vacinação contra sarampo foi feita com a utilização de vacina tríplice viral, que protege ainda contra caxumba e rubéola. As crianças tomaram as doses das duas vacinas indiscriminadamente. Desde o início do ano, o Ministério da Saúde já confirmou vários casos de sarampo no Brasil, a maioria no Amazonas e em Roraima. No Paraná, não há registro da ocorrência de sarampo desde o ano 2000.

O Brasil não registra casos de poliomielite (paralisia infantil) desde 1989. O controle da doença, que não tem tratamento e pode deixar sérias sequelas, só foi possível graças às campanhas sistemáticas de vacinação da população. Entretanto, uma vez que o vírus continua em circulação no mundo, ele pode voltar a fazer vítimas no Brasil, caso os índices de cobertura vacinal fiquem abaixo da meta.