Saúde

Rio Tietê transborda e camada de espuma volta a cobrir as ruas de Salto

O Rio Tietê transbordou e as águas levaram grande quantidade de espuma branca para as ruas de Salto, no interior de São Paulo, na tarde desta sexta-feira, 5. Com a vazão próxima dos 650 metros cúbicos por segundo, o dobro do volume normal, a água invadiu uma parte da área urbana, na região ribeirinha. A Defesa Civil pôs em alerta os moradores da região ribeirinha para eventual necessidade de saída das casas, caso o nível continuasse subindo.

A Rua 24 de outubro - acesso ao Campo do Avenida -, a Ilha dos Amores e o acesso ao Parque Natural Ilha da Usina e à Ponte Pênsil foram interditados. Conforme a prefeitura, a espuma aparece devido a componentes químicos de sabão e detergentes lançados na água em cidades da Região Metropolitana de São Paulo. O material é considerado poluente e pode causar irritação na pele, garganta e olhos.

De acordo com a Defesa Civil, com as chuvas intensas na capital, as comportas das represas da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) foram abertas, aumentando a vazão do rio. Até o fim da tarde, as equipes faziam o monitoramento dos rios Tietê e Jundiaí, próximo à região central de Salto. "A Defesa Civil reforça para que a população em geral evite locais próximos ao rio e respeite a sinalização de segurança e interdições", informou em nota.