Região

Roncador renova convênio com Bombeiro Comunitário

Um impasse entre a prefeitura de Roncador e os servidores municipais que atuam como bombeiros comunitários no município foi resolvido, após o assunto ter gerado até uma certa polêmica. A prefeita Marília Perotta Gonçalves disse à reportagem da TRIBUNA que o convênio entre a prefeitura e a Defesa Civil do Estado, que venceu em 30 de agosto, foi renovado por mais 60 meses.
 
A renovação do convênio estava ameaçada porque, segundo a prefeita, os servidores que atuam como bombeiros civis queriam equiparação da função aos bombeiros militares, o que elevaria ainda mais o custo para a prefeitura. “Depois de discutirmos muito o assunto com os funcionários, com o nosso jurídico e na Defesa Civil do Estado, optamos por renovar o convênio e vamos passar para a Câmara de Vereadores um projeto da nova tributação da Defesa Civil para que o município não tenha problemas de ordem legal”, sintetizou a prefeita.
 
A prefeitura cede oito servidores efetivos e dois cargos comissionados para prestar serviços como bombeiros civis no município, que foram treinados e trabalham em escalas. Além dos funcionários, é a prefeitura que mantém toda a estrutura do serviço, como prédio, abastecimento de veículos, alimentação, entre outros. Já os veículos usados pelos bombeiros foram repassados pelo Estado.
 
“É uma estrutura que tem um custo elevado para um município do porte do nosso, mas sabemos que o benefício do serviço é muito maior, por isso desde o início trabalhamos para chegar a um acordo e renovar o convênio”, reforçou a prefeita, ao acrescentar que vai pedir ajuda a cidades vizinhas, que também são atendidas, para manutenção do serviço. Na região, além de Roncador, os municípios de Ubiratã e Goioerê contam com unidade comunitária dos Bombeiros.