Política

Sem citar Temer, Bolsonaro diz que prisão de autoridade se deve a troca de apoio

O presidente Jair Bolsonaro voltou a relacionar a prisão do ex-presidente Michel Temer com acordos políticos feitos no passado. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais feitas do hotel onde está hospedado em Santiago, no Chile, Bolsonaro afirmou que prisões de autoridades ocorrem pela maneira que governantes buscam governabilidade.

"Basicamente é pela forma de buscar governabilidade", disse Bolsonaro ao citar prisões de autoridades sem fazer referência direta a Temer. Bolsonaro afirmou que a prisão é consequência de atos praticados por um presidente da República quando oferece cargos em estatais. "O que acontece no futuro é o que vocês estão vendo agora? Prisão de autoridades, além de ineficiência do Estado e corrupção."

Assim como fez em entrevista concedida na chegada ao hotel, o presidente se defendeu da suposta falta de diálogo com o Congresso. "Eu gostaria que a imprensa me dissesse o que eu tenho que fazer pela governabilidade. Se é para conversar com parlamentar, tenho conversado. Acredito que grande parte ou a maioria deles está de acordo com nossa proposta."