Campo Mourão

Servidores aceitam proposta da prefeitura e encerram impasse sobre data-base

Categoria aceitou reposição da inflação de 3,89% para junho.
["Decis\u00e3o foi tomada em assembleia do \u00faltimo dia 18, por\u00e9m documento s\u00f3 foi protocolado na prefeitura nessa segunda-feira (22)"]

Após várias rodadas de negociação, os servidores públicos de Campo Mourão aceitaram proposta oferecida pelo município referente à data base 2019 da categoria. A decisão foi tomada em assembleia do último dia 18, porém o ofício com a resposta foi protocolado na prefeitura somente nessa segunda-feira (22) pelo Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiscam).

Mesmo contrariada, a categoria aceitou a reposição da inflação de 3,89% para o mês de junho deste ano e os retroativos dos meses de março a maio para o pagamento em janeiro de 2020. Já o retroativo de março a agosto de 2017, será pago nos meses de maio a setembro deste ano.

A categoria aceitou também a proposta sobre o reajuste do auxílio alimentação que irá para R$ 230,00, inclusive com a política que nenhum servidor perca o benefício, assim parte do magistério que recebe, o acréscimo será de 3,89% somados com mais 2% da avaliação de desempenho.

No documento encaminhado a administração, o Sindiscam sinalizou que voltará a solicitar em 2020 a inclusão do recebimento do auxílio alimentação para novos servidores e solicitou ainda à gestão a não punição ou desconto nos vencimentos dos servidores que participaram do manifesto em frente à prefeitura, no último dia 15.

O presidente do Sindiscam, Dione Clei Valério avaliou o movimento da categoria como positivo. “O primeiro documento apresentado pela Administração era vergonhoso, apresentamos contraproposta, pedimos melhora, fizemos pressão, conseguimos avançar. Ainda não foi dessa vez que tivemos o respeito, mas vamos continuar exigindo a valorização e o respeito que os servidores, aposentados e pensionistas merecem”, destacou Valério.