Esportes

Sorteio livra brasileiros de cabeças de chave no Rio Open; Bellucci cai no quali

O Brasil já tem dois tenistas garantidos na chave principal do Rio Open, um ATP 500 em quadras de saibro no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. E os dois deram sorte no sorteio realizado neste sábado. Os convidados Thiago Monteiro e Thiago Wild fugiram dos cabeças de chave na primeira rodada e assim têm chance de vitória na abertura da competição, a partir desta segunda-feira.

Número 1 do Brasil e 125 do mundo, Thiago Monteiro jogará contra o português Pedro Sousa, que está em 100.º lugar no ranking da ATP. O problema está na etapa seguinte, já pelas oitavas de final, quando poderá encarar o italiano Marco Cecchinato, cabeça 3, que estreia contra o esloveno Aljaz Bedene. O tenista da Itália está na final do ATP 250 de Buenos Aires, neste domingo, contra o argentino Diego Schwartzman, atual campeão do Rio Open.

Já Thiago Wild, 449.º colocado, enfrentará o japonês Taro Daniel, número 73 do mundo, que não tem o saibro como piso favorito. Na mesma situação de Thiago Monteiro, corre o risco de pegar nas oitavas de final o austríaco Dominic Thiem, principal favorito (oitavo do ranking) e campeão de 2017, que estreia contra o sérvio Laslo Djere.

Finalista neste domingo em Buenos Aires, Diego Schwartzman entrou como quarto favorito e vai começar a defender o seu título no Rio de Janeiro em um desafio complicado contra o uruguaio Pablo Cuevas, vencedor do torneio em 2016. Polêmico dentro e fora da quadra, o italiano Fabio Fognini, cabeça 2 e 15.º do mundo, estreará contra a promessa canadense Felix Auger-Aliassime, atualmente na 103.ª posição do ranking.

QUALI - Em queda no circuito profissional e com um ranking baixo - está em 213.º lugar -, Thomaz Bellucci recebeu um convite para disputar o qualifying do Rio Open e já foi eliminado. Neste sábado, perdeu em dois tie-breaks para o norueguês Casper Ruud, de 20 anos, com as parciais de 7/6 (7/3) e 7/6 (8/6).

Bellucci foi um dos cinco tenistas brasileiros que entraram em quadra neste sábado pelo qualifying e apenas um venceu. Rogério Silva, número 2 do País e 138 do mundo, confirmou o favoritismo e ganhou do italiano Matteo Donati por 2 sets a 1 - parciais de 6/2, 3/6 e 6/1. Seu adversário na rodada final, neste domingo, será o argentino Juan Ignacio Londero, que na semana passada conquistou o seu primeiro título de ATP em Córdoba (nível 250), na Argentina, onde entrou como convidado.

Os outro três brasileiros derrotados neste sábado foram o juvenil paulista Mateus Alves (para o espanhol Pedro Martinez por 4/6, 6/3 e 7/5), o gaúcho Rafael Matos (para o boliviano Hugo Dellien por 6/4, 1/6 e 6/0), e o baiano Nathan Rodrigues (para o argentino Carlos Berlocq por 6/3 e 6/1).

DUPLAS - Disputando o Rio Open juntos pela primeira vez desde 2016, os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo terão pela frente a dupla formada por Fabio Fognini e por Juan Ignacio Londero na rodada de abertura. Os dois tentarão dar ao Brasil o seu primeiro título da especialidade no torneio.

O gaúcho Marcelo Demoliner, que jogará ao lado do dinamarquês Frederik Nielsen, enfrentará o espanhol Marc Lopez, campeão de duplas de Roland Garros em 2016, e Pablo Cuevas, campeão do Grand Slam francês em 2008 em duplas e do Rio Open de 2016 em simples.

Thiago Monteiro e Fernando Romboli se juntam pela primeira vez e encaram a parceria britânica formada por Luke Bambridge e Jonny O'Mara. Convidados, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva terão de esperar os jogos do qualifying para saber os adversários da estreia.