Campo Mourão

Tenente alerta sobre descuidos que facilitam ação de ladrões

No 1º semestre foram registradas 576 furtos e roubos em CM.
Tenente Duarte comentou que algumas condutas facilitam a ação de marginais (Foto: Walter Pereira)

A onda de furtos e roubos que tem assustado e mobilizado a população de Campo Mourão exigiu também atenção diferenciada da Polícia Militar. O policiamento nas ruas foi intensificado, inclusive com o reforço de policiais do serviço administrativo, além de patrulhamento em escalas extras.

Mesmo com constantes prisões de ladrões que agem na cidade, o tenente Duarte conclamou aos mourãoenses, em vídeo postado na rede social, a adotarem cuidados básicos para dificultar a ação de criminosos. “Temos uma cultura de cidade de pequeno porte e muitos ainda deixam motos sem trava, com capacete, veículos destrancados, assim como bicicletas sem cadeado e portões abertos. São condutas que infelizmente facilitam a ação de marginais”, observa o tenente.

Outra observação do oficial é quanto ao manuseio de telefone celular, especialmente por pedestres, nas vias públicas. “Quem anda desatento é alvo mais vulnerável”, pondera, ao acrescentar que a Polícia Militar é uma das maiores interessadas em resolver esse problema. “A prevenção por si só não resolve, mas todos devem estar envolvidos com a segurança, cuidando melhor de seus pertences”, recomenda.

Em nota oficial enviada à imprensa recentemente, o comandante da corporação, major Julio Cesar Vieira da Rosa informou que os grupos táticos ROTAM e ROCAM estão atuando em horários diferenciados, com ampliação na carga horária no patrulhamento e no apoio de ocorrências de maior gravidade.

No primeiro semestre de 2019 foram registradas 576 ocorrências de furtos e roubos no município. Neste mesmo período foram efetuadas 94 prisões, sendo que em várias delas os autores são reincidentes e haviam sido detidos por mais de duas vezes em um curto espaço de tempo.