Esportes

Torreira e Valverde brigam pela vaga de Vecino no Uruguai para jogo contra Japão

O Uruguai realizou nesta terça-feira o seu primeiro treino em Porto Alegre visando o duelo que fará contra o Japão, nesta quinta, às 20 horas, na Arena Grêmio, pela segunda rodada do Grupo C da Copa América. E o treinamento no CT Luiz Carvalho, do time gremista, serviu para o técnico Óscar Tabárez começar a definir o substituto do volante Matías Vecino, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita na goleada por 4 a 0 sobre o Equador, no último domingo, em Belo Horizonte, e acabou sendo confirmado como desfalque uruguaio até o fim da competição continental.

Na atividade no CT gremista, o treinador testou Lucas Torreira e Federico Valverde no lugar do jogador lesionado. Os dois brigam pela vaga aberta pelo titular, sendo que no decorrer do confronto diante dos equatorianos Valverde entrou no lugar de Vecino e Torreira substituiu Lodeiro.

O restante do time deverá ser o mesmo que começou a partida diante do Equador. Com esta única dúvida na escalação, a formação uruguaia para o jogo de quinta-feira seria a seguinte: Fernando Muslera; Martín Cáceres, Diego Godín, José María Giménez e Diego Laxalt; Nahitan Nández, Lucas Torreira (Federico Valverde), Rodrigo Bentancur e Nicolás Lodeiro; Luis Suárez e Edinson Cavani.

Tido como favorita a conquistar o título desta Copa América após a grande atuação em sua estreia, a seleção uruguaia continua contendo a euforia ao projetar a sua continuidade na competição. Na quinta-feira, vai encarar um Japão que foi goleado pelo Chile por 4 a 0, na noite da última segunda, no Morumbi. Porém, os jogadores da equipe não acreditam que terão facilidade para confirmar favoritismo na Arena Grêmio.

"Nós não podemos pensar que vamos encontrar um jogo fácil. Contra o Equador, apesar de estarmos vencendo, seguimos concentrados no jogo. Eles tinham jogadores rápidos e estivemos controlando-os", afirmou o lateral-esquerdo Laxalt, em entrevista coletiva após o treinamento desta terça-feira.

A mesma linha de discurso exibiu o goleiro Muslera, outro que conversou com a imprensa nesta terça. "É algo lindo que vejam que o Uruguai pode ganhar a Copa América. Nós acreditamos no grupo que temos, mas sabemos que temos de ir jogo a jogo", alertou o jogador, que também comentou com empolgação o fato de poder atuar pela sua seleção em Porto Alegre, a mais próxima capital brasileira do Uruguai.

"Tenho grandes amigos aqui, como Claudio Taffarel, que vive com sua família aqui e vai sempre ao Uruguai passar as férias. Estivemos cinco anos treinando juntos", lembrou Muslera, se referindo ao período em que o ex-jogador da seleção brasileira, hoje treinador de goleiros do time de Tite, desempenhou a mesma função no Galatasaray, da Turquia, atual clube do atleta uruguaio.